Próximo Jogo


04.05 vs --h

terça-feira, 22 de Abril de 2014

Quanto custa a Comunicação?!


Ao final da noite de ontem fui surpreendido com uma informação que ditava que os funcionários/colaboradores do Jornal Sporting tinham sido informados da sua dispensa, em bloco. Entretanto, um outro jornal, o Record, avançou que "apenas" 7 desses funcionários teriam sido dispensados, "fruto da falta de sustentabilidade financeira da publicação". A estes, juntam-se as dispensas do início da época que está agora prestes a terminar...

Post Scriptum: Entretanto, já hoje, surge a confirmação de que toda a redacção do Jornal Sporting foi, de facto, dispensada...

Confiando no geral da informação, compreendo-a não a subscrevendo. É sabido que a tiragem do jornal do Clube é reduzida, consequência também do País social que temos, que acumula jornais em tão pequena área mas, ainda assim e por isso mesmo, dispensar funcionários/colaboradores do jornal do próprio Clube para dar lugar à entrada da Young Network (empresa de Comunicação que geriu a estratégia comunicacional da lista da Bruno de Carvalho às últimas eleições) parece-me, no mínimo, fora de qualquer lógica. E sei que muitos haverão que não me acompanharão nesta minha tomada de posição...

Ao que parece, a ideia passará também por desistir da publicação semanal para passar a ser quinzenal ou mensal, o que é só lógico face à pouca adesão (mea culpa minha). Ainda assim, fará sentido recorrer a outsourcing para gerir um jornal que é nosso e que sempre foi gerido pelos nossos?!

Sim, é verdade que há muito tempo me bato pela profissionalização (no sentido do incremento de competência) dos integrantes do Jornal Sporting (por exemplo, a última edição do jornal saiu com dois erros crassos logo na 1ª Página: no símbolo do Sporting Clube de Portugal, a palavra Sporting saiu sem o "G", e o resultado da Final da Taça de Portugal de Andebol saiu errado - 24-23 publicado contra os 29-34 factuais - e, como estes, outros erros poderão ser assacados, para quem estiver atento, como trocas de nomes de jogadores, nomes mal escritos, crónicas de jogo ficcionais - como a do último SL Benfica 2-0 Sporting CP, etc)... Porém, considero que tais falhas eram/são mais que passíveis de abolição bastando, para isso, um simples incremento no acompanhamento dos vários jogos bem como das responsabilidades inerentes a quem gere este tipo de Comunicação interna/externa do Clube.

Resumindo, pese embora as minhas críticas pessoais a algo que sempre considerei possível fazer mais e melhor, não considero acertada esta medida, retirando do jornal quem, de facto, o faz, dando primazia à Young Network que, seja ou não muito profissional na sua área, retira ao Jornal Sporting aquilo que ele sempre foi: de Sportinguistas para Sportinguistas.


segunda-feira, 21 de Abril de 2014

O Filho Pródigo...

O filho pródigo a casa torna, lá reza a velha parábola e, ainda que um "mero" segundo lugar classificativo não seja propriamente motivo de grandes festejos, o contexto faz o homem, e o Sporting Clube de Portugal desta época não pode passar ao lado das comparações com a época imediatamente anterior. Quanto mais não seja, porque se augurava um longo e penoso período de recuperação, talvez hercúleo mas necessário, e porque se constata agora o êxito do risco que se correu, esta época pelo menos, situando as mais razoáveis expectativas numa simples ida às competições europeias - Europa League, leia-se!

Ora pois senão que à Jornada 28, o Sporting CP tem já garantido o acesso directo à Fase de Grupos da Champions League 2014/2015! E pese embora por vezes nos irritemos com determinado jogador, determinadas escolhas do treinador, determinadas declarações do Presidente; ainda que critiquemos pontualmente algo, aqui e ali, questionemos e tentemos responder às adversidades que sempre surgem, a verdade inquestionável é que a equipa de Futebol do Sporting Clube de Portugal desta época provou ser a que melhor aproveitamento conseguiu desde a longínqua época de 1994/1995, incluindo as épocas dos três últimos títulos de Campeão Nacional. Em termos de Campeonato Nacional, registe-se.

Igualmente verdade é que o Sporting CP se viu prematuramente afastado de ambas as Taças internas, mesmo que possamos redigir algumas queixas pela forma com que delas fomos afastados, em ambos os casos. Sim, ficámos de fora "de tudo" cedo demais, mas a diferença maior para as últimas épocas consiste na firmeza e consistência com que mesmo assim disputámos o Campeonato. Até onde foi matematicamente possível, pelo menos, objectivo que só se esfumou ontem com a vitória caseira do SL Benfica ao SC Olhanense, patrocinado por duas "casas" oferecidas pelo Guarda-Redes dos algarvios.


Exibicionalmente falando, considero que todos os lugares de acesso a qualquer das competições europeias é perfeitamente demonstrativo da qualidade que as equipas exibiram ao longo da época (excepção feita talvez entre o FC Porto e o GD Estoril-Praia cujos lugares classificativos se podiam trocar com igual justeza). E por mais que me provoque alguma náusea sequer pensá-lo, a conquista do título por parte do mais próximo arqui-rival é merecida. Mesmo que considere igualmente que o Sporting Clube de Portugal não merecia tamanha distância pontual para o líder e que, objectivamente falando, entre o deve e o haver dos benefícios/prejuízos por parte dos senhores do apito, o SL Benfica foi beneficiado no mesmo rácio com que o Sporting CP foi prejudicado!...

Seguem-se os últimos dois jogos da época, na deslocação à Madeira, para defrontar o CD Nacional, e na recepção ao GD Estoril-Praia, para fechar oficialmente as contas da temporada. Em termos motivacionais, será difícil encontrar o espírito de união e sacrifício e a garra necessários para conseguir os 6 pontos em disputa, por já estar tudo perfeitamente definido. Mas Leonardo Jardim, mais que ninguém, é um profissional sério o suficiente para não abdicar de os tentar conquistar, ainda que possa estrategicamente proceder a algumas trocas e experiências, tendo já em vista a próxima época.


Há quase 4 anos que aqui escrevo, e só agora o SVPN vai ter a oportunidade de ver o Sporting Clube de Portugal disputar uma Champions League, numa época que se apresentará, com toda a certeza, muito mais difícil que esta que agora termina. Oxalá todo o sucesso desta época se comprove anti-infortúnios e que a gestão da próxima temporada seja feita à medida das dificuldades que com certeza iremos enfrentar. Não há que ter medo do Futuro, sob pena de se hipotecar o Presente!...

domingo, 20 de Abril de 2014

Modalidades: Futsal leonino fecha Fase Regular em 2º lugar, após derrotar o Modicus | Andebol leonino derrota Pick (29-27) e leva 2 golos na bagagem para a 2ª-Mão dos "Quartos" da EHF Cup | Ténis de Mesa leonino fecha Fase Regular no 2º lugar, após vitória sobre o Benfica | Natação: Masculinos sagram-se Tricampeões Nacionais, Femininos quedaram-se pelo 2º lugar

  • Futsal (Liga Sport Zone Futsal - Fase Regular)
Sporting CP e AD Modicus disputaram, na tarde deste Sábado, o encontro da última jornada da Fase Regular do Campeonato Nacional de Futsal.

Os leões entraram melhor do que o adversário, mas só conseguiram traduzir a vantagem em golos, aos oito minutos, por João Matos. Os forasteiros empataram, mas Divanei voltou a colocar justiça no marcador, aos 13 minutos. Com 2-1 no marcador, a partida chegou ao intervalo.

Na etapa complementar, os comandados de Nuno Dias voltaram a entrar bem e mais assertivos na finalização, aos que aos 22 minutos já venciam por 4-1. O AD Modicus reduziu, mas os leões nos segundos seguintes voltaram a marcar. A partida decorreu em bom ritmo, com o Sporting CP a dominar e com a equipa do Norte a tentar criar desequilíbrios, mas sem efeito prático. Com a formação do AD Modicus a jogar com guarda-redes avançado, faltavam oito minutos para o final da partida, Djô dilatou a vantagem para 6-2. Até ao final, ambas as equipas marcaram e fecharam a contagem em 7-4. O Sporting CP saiu como justo vencedor do encontro.

Na 1ª Eliminatória do play-off da Liga Sport Zone Futsal, os leões defrontarão a formação do Boavista FC.

Classificação & resultados aqui.
  • Andebol (EHF Cup)
A equipa de Andebol do Sporting CP venceu o SC Pick Szeged, por 29-27, em partida a contar para a 1ª-Mão dos Quartos-de-Final da EHF Cup.

Sporting CP e SC Pick Szeged protagonizaram um excelente espectáculo de andebol na tarde de Domingo de Páscoa. Os húngaros entraram melhor da partida e chegaram a uma vantagem de quatro golos (1-4), fruto de os leões terem sentido algumas dificuldades para ultrapassar a defesa do SC Pick Szeged. Após esse período, o Sporting CP, já adaptado ao estilo de jogo do adversário, conseguiu equilibrar a partida e aos 24 minutos colocou-se à frente do marcador (11-10), através da conversão de um livre de 7 metros, por parte de Pedro Solha. Até ao intervalo a partida continuou muito disputada, mas a vantagem coube ao SC Pick Szeged (11-12).

Na etapa complementar, a história do jogo repetiu-se. Os leões suaram muito para ultrapassar o bloco dos húngaros, que se fizeram valer do seu maior poderio físico. Ainda assim, os comandados de Frederico Santos nunca baixaram os braços e acreditaram sempre num resultado positivo. Os jogadores verde-e-brancos mexeram-se muito no ataque para fugir à marcação adversária e foram recompensados com a passagem para a frente do marcador (20-19), aos 45 minutos. Os atletas leoninos voltaram a ser autênticos guerreiros e venceram, por 29-27, uma das equipas tidas como candidatas à conquista da EHF Cup.

O próximo jogo está agendado para o próximo dia 27, Domingo, pelas 18h15, na deslocação à Hungria, para voltar a defrontar o SC Pick Szeged, em jogo relativo à 2ª-Mão dos Quartos-de-Final da EHF Cup.

  • Ténis de Mesa (Campeonato Nacional - I Divisão - Fase Regular)
O Sporting CP venceu este Sábado em casa do SL Benfica, por 0-4, em jogo da 18ª e última jornada da Fase Regular do Campeonato Nacional de Ténis de Mesa.

Foi um triunfo indiscutível da nossa equipa, com a superioridade de Diogo Chen, Bode Abiodun, João Seduvem e Li Chin a ser indiscutível.

Os leões terminaram esta fase em segundo lugar, com 15 vitórias e três derrotas e prepara-se para “atacar” o play-off, com o objectivo de voltarem a conquistar o título de campeão nacional, que lhes escapou na temporada passada.

Igualmente este Sábado, o Sporting B venceu o Benfica B, também na Luz.

Classificação & resultados aqui.
  • Natação (Campeonatos Nacionais)
A equipa masculina de Natação do Sporting CP sagrou-se Tricampeã Nacional de Natação, enquanto que a formação feminina se sagrou Vce-Campeã.

Os Nacionais de natação decorreram, na Sexta-feira e Sábado, na Póvoa do Varzim.

sábado, 19 de Abril de 2014

Um pastel para comemorar a ida à Champions

Finalmente podemos dizer com todas as letras: Estamos na Liga dos Campeões! Era o objectivo principal da corrente época e foi ontem alcançado no Estádio do Restelo graças ao penalty convertido por Adrien Silva. Não sendo nenhum título, é um feito de grande importância quer desportiva quer financeiramente. Tal irá permitir ao Sporting CP um encaixe certo de aproximadamente 8.6M € bem como uma maior visibilidade e projecção internacional dos seus jogadores. 

Um pouco à imagem do que aconteceu na jornada anterior ante o Gil Vicente FC, voltámos a realizar uma exibição de pouca qualidade. Ofensivamente fomos pouco dinâmicos e isso reflectiu-se no número de oportunidades de golo criadas. O nosso jogo interior voltou a ser muito limitado, e só quando Carlos Mané se deslocava mais dentro para receber a bola é que conseguimos criar algum tipo de desorganização no adversário, através do corredor central. O jogo exterior, que tão bons resultados tem dado esta época, não foi devidamente explorado. Iván Piris e Jefferson raramente se envolveram em combinações com os extremo,s para dar profundidade ao nosso futebol, e os próprios extremos foram pouco influentes na criação de situações de finalização. 

Defensivamente não estivemos tão seguros como no jogo anterior, e só terminamos o jogo sem sofrer graças à boa exibição de Rui Patrício. A pressão à 1ª fase de construção do adversário não foi tão eficaz como em outros jogos, e o duplo-pivot composto por William Carvalho e Adrien Silva não apresentou a agressividade e intensidade a que nos tem habituado esta época nas suas ações defensivas. No geral, fomos uma equipa demasiado passiva quando nos encontrávamos em organização defensiva.

Colectivamente não há muito mais a dizer. A equipa parece apresentar algum cansaço, principalmente quando se encontra sem a posse de bola, não apresentando a qualidade que foi visível em grande parte desta época, ao nível da pressão e recuperação. No que diz respeito à organização ofensiva, os problemas têm sido quase sempre os mesmos: i) poucos jogadores com grande capacidade criativa na frente de ataque, ii) extremos incapazes de ocupar zonas interiores e iii) ausência de um médio-ofensivo capaz de ocupar com qualidade o espaço entre-linhas do adversário, o que se traduz num futebol mais previsível e facilmente anulável. Não é por acaso que com o decorrer da época fomos marcando menos golos em contraponto com o início de época bastante goleador. 

Individualmente, na minha opinião, os jogadores que acho importante destacar são Rui Patrício, William Carvalho e André Martins, mas nem todos pelos mesmo motivos. O guardião português foi o principal responsável da vitória leonina, com algumas intervenções que permitiram manter a nossa baliza inviolável. William Carvalho, por seu lado, não apresentou o seu melhor futebol, nomeadamente ao nível do passe. Não teve o elevado critério em posse que costuma ter, errando mais passes que o normal. Por fim, a agradável exibição de André Martins. Foi dos poucos que conseguiu pressionar quando a equipa não tinha a posse de bola  (embora sem grande sucesso, dado que a pressão só resulta se for colectiva) e com bola foi dos mais dinâmicos. Realizou alguns dos seus movimentos de ruptura, ocupando o espaço vago nas costas do lateral-esquerdo adversário, e foi o responsável pela melhor oportunidade de golo durante todo o encontro, com um potente remate à barra da baliza adversária. 

Alcançada a qualificação directa para a Champions League, o objectivo deverá agora passar pela superação da melhor pontuação da história do Sporting CP desde que o campeonato é composto por 16 equipas, objectivo esse que está a apenas 2 pontos. Outro factor de interesse para as restantes duas jornadas que faltam disputar será a tão aguardada estreia do médio Shikabala com a camisola verde-e-branc , o que poderá acontecer já na deslocação à Madeira.

Leões carimbam apuramento directo para a Fase de Grupos da Champions League, após derrotar Belenenses (0-1), em jogo de má nota exibicional

Árbitro
Cosme Machado

Titulares: Rui Patrício (cap.); Iván Piris, Maurício, Marcos Rojo e Jefferson; William Carvalho, Adrien Silva e André Martins; Carlos Mané, Diego Capel e Islam Slimani.
Suplentes: Marcelo Boeck; Ricardo Esgaio e Eric Dier; Vítor; André Carrillo, Héldon e Fredy Montero.
Fora da Ficha de Jogo: Welder, Gérson Magrão, Shikabala e Wilson Eduardo.
Treinador: Leonardo Jardim.

Golos:
  • 52' - GOLO de Adrien Silva (0-1). Na conversão de grande penalidade a castigar falta de João Meira sobre Carlos Mané. É o 8º golo do médio no campeonato, e o 9º no total das competições.
Substituições:
  • 72' - Entra André Carrillo, sai Diego Capel.
  • 76' - Entra Fredy Montero, sai Islam Slimani.
  • 83' - Entra Eric Dier, sai Carlos Mané.
Disciplina:
  • 16' - Falta por assinalar à entrada da área belenense.
  • 30' - Livre por assinalar a favor do Sporting CP, por falta de Miguel Rosa sobre André Martins.
  • 37' - Cartão amarelo para Adrien Silva. Por puxar ostensivamente um jogador adversário. É o 9º cartão amarelo do médio no campeonato (e fica, por isso, de fora da deslocação dos leões ao reduto do CD Nacional), e o 11º no total das competições.
  • 41' - Falta por assinalar, por pé em riste sobre Diego Capel.
  • 43' - Simulação de Diego Capel, a que o árbitro marca falta amarelando André Geraldes.
  • 80' - Cartão vermelho directo para Marcos Rojo. Por falta dura sobre Jorge Rojas. Fica de fora na deslocação à Choupana, na próxima jornada. É o 1º vermelho directo do central argentino no campeonato, a juntar a 2 duplos cartões amarelos. Sanção disciplinar claramente exagerada.
  • 83' - Cartão amarelo para André Martins. Por desentendimento com Tiago Silva. É o 2º cartão amarelo do médio em toda a época.
  • 89' - Cartão amarelo para André Carrillo. Por afastar a bola após lhe ter sido assinalada uma falta. É o 3º amarelo do peruano no campeonato, e o 5º no total das competições.

sexta-feira, 18 de Abril de 2014

Formação: Iniciados vencem Clássico no Olival

  • Iniciados (Campeonato Nacional - Fase Final)
A equipa de Iniciados do Sporting CP, no encontro da Jornada 2 da Fase Final do Campeonato Nacional, visitou e venceu o FC Porto, por 0-1.

No primeiro tempo do encontro, o Sporting CP criou algumas ocasiões de golo e chegou ao único tento da partida aos 25 minutos, por intermédio de Leandro Tipote.

Na etapa complementar, a equipa da casa criou algumas dificuldades ao Sporting CP, criou ocasiões de golo, mas o guardião leonino opôs-se bem e negou o empate. Os leões, fruto de um bom espírito de equipa e da muita entrega, saíram da segunda jornada do Campeonato Nacional com três pontos.

Um triunfo justo para os comandados de Pedro Venâncio, que no dia 25 de Abril recebem a UD Leiria.

quinta-feira, 17 de Abril de 2014

Uma Páscoa estranha

Liga Zon Sagres 2013/2014 - Jornada 27
No fim-de-semana em que o Sporting CP poderá ver confirmado o seu 2º lugar na tabela classificativa da Liga ZON Sagres, e consequente acesso directo à Fase de Grupos da Champions League, na deslocação a (...) Belém, Jorge Jesus poderá sagrar-se novamente Campeão Nacional, no dia da ressurreição de Jesus. O Cristo... Ao FC Porto restará a recepção ao finalista da Taça de Portugal, de onde ainda ontem foi miseravelmente afastado.

Mas não pensemos disto favas contadas. Ainda que o histórico mais recente de embates entre CF "Os Belenenses" e Sporting CP nos seja favorável, a formação de Belém ainda luta pela permanência e, portanto, quererá arrancar todos os pontinhos que conseguir, nestas últimas jornadas, para que alcance esse objectivo. Aos jogadores leoninos importará fazer entender que as camisolas não ganham jogos, per se, e Leonardo Jardim sabe-o, claro:
Estamos a preparar o jogo frente ao Belenenses como se fosse o mais importante da época desportiva. Este é um jogo que nos pode permitir já uma qualificação directa para a Champions League e o 2º lugar do Campeonato. Por isso, a estrutura, os jogadores e nossa massa associativa têm de fazer tudo o que estiver ao seu alcance para conseguir os três pontos em Belém: os adeptos, através da sua presença; a estrutura e os jogadores, no dia do jogo, de forma a conseguirmos mais este objectivo em prol do nosso Clube.
Para Sábado, espero nada menos que os 3 pontos em disputa, e a confirmação clara de que o nosso 2º lugar é inteiramente merecido. E que, se houve algum desmerecimento esta época, terão sido os pontos que nos espoliaram em alguns empates caseiros, patrocinados pelos habituais habilidosos árbitros da nossa praça, juntamente com eliminações prematuras da Taça de Portugal e Taça da Liga.

Mentalizemo-nos que o contexto desta época (e da época transacta) marcou o sucesso deste 2º lugar. E não nos deixemos cair na tentação de, como Rui Oliveira e Costa, achar que é suficiente. O Sporting Clube de Portugal tem que querer sempre mais!
Liga ZON Sagres 2012/2013 - Jornada 27

quarta-feira, 16 de Abril de 2014

Andebol: Frankis Carol e Bruno Moreira por mais 3 anos

Os andebolistas do Sporting CP, Frankis Carol e Bruno Moreira, prolongaram o seu vínculo contratual com o Sporting CP por mais três anos. Estas renovações fazem parte do trabalho que está a ser levado a cabo para garantir a continuidade da qualidade da equipa nas próximas épocas.

Esta temporada, os atletas verde-e-brancos já venceram a Supertaça e a Taça de Portugal, continuam na luta pela conquista do Campeonato Nacional e alcançaram o feito inédito de se qualificarem para os Quartos-de-Final da EHF Cup.

Na altura da renovação, tanto o lateral direito, como o pivot, mostraram-se muito satisfeitos por continuar a envergar o símbolo do leão.

Frankis Carol: «Estou muito contente por ficar no Sporting CP. Já estou na equipa há algum tempo e sinto-me bem aqui. Temos um bom grupo e temos conseguido conquistar títulos importantes para a história do Sporting CP. Estamos confiantes, sabemos do nosso valor e posso garantir que vamos lutar até ao fim pelo Campeonato.»

Bruno Moreira: «Sinto-me muito feliz. Esta é mais uma etapa da minha vida da qual faz parte o Sporting CP. Penso que o Clube tem de apostar nos ganhadores. É bom sentir que acreditam nesta equipa para o futuro é uma fantástica política do Sporting CP

terça-feira, 15 de Abril de 2014

Andebol: Leões trazem 3 pontos dos Açores

A equipa de Andebol do Sporting CP regressou ao Campeonato Nacional da I Divisão, depois da conquista da Taça de Portugal, e o desfecho voltou a ser o mesmo.

Os leões deslocaram-se a Horta, nos Açores, e venceram a formação local, por 26-31, em jogo da Jornada 5 da Fase Final do Campeonato Nacional.

Com o Presidente do Sporting CP, Bruno de Carvalho, nas bancadas do Pavilhão Desportivo da Horta, os leões mostraram que a conquista do Campeonato é uma prioridade. Os comandados de Frederico Santos entraram em campo com a garra a que já habituaram os sportinguistas, mas deram mostras de algum cansaço, relembrando que, no espaço de quatro dias, já disputaram três jogos oficiais. Assim, numa primeira-parte pouco conseguida, o Sporting CP mostrou-se muito permissivo no seu processo defensivo e não conseguiu usar-se das suas rápidas reposições de bola e dos seus mortíferos contra-ataques. Ao intervalo, Sporting CP e SC Horta estavam empatados a 16 golos.

No segundo tempo, uma nova história. O conjunto verde-e-branco puxou dos galões e precisou de apenas 13 minutos para conseguir uma vantagem de 4 quatro golos que se foi mantendo até ao final do encontro – apesar da vantagem final ser de 5 golos. Pedro Portela e Frankis Carol voltaram a estar em destaque na equipa do Sporting CP, a facturarem mais de metade dos tentos leoninos.

O próximo jogo está marcado para o próximo dia 20, Domingo, pelas 17h, na recepção aos húngaros do SC Pick Szeged, em jogo relativo à 1ª-Mão dos Quartos-de-Final da EHF Cup.

segunda-feira, 14 de Abril de 2014

Erigir paredes ao Ecletismo

Esta imagem traz, com certeza, recordações tão distantes quanto nostálgico-melancólicas, da antiga Nave de Alvalade e dos inúmeros consagrados das várias modalidades leoninas que por lá passaram e a nós ofereceram saborosas conquistas.

Hoje, é apenas isso isso que resta, as reminiscências de um passado ecléctico glorioso, que algures no tempo se decidiu dar por acabado, em troca da modernização - a burla com que nos venderam o project-finance, que passaria pela construcção de novo património, incluindo um Estádio novo... mas sem Pavilhão!

Subitamente, e para além das várias modalidades que foram entretanto sendo extintas, sem apelo nem agravo, alegadamente em função do reforço financeiro que nunca se constatou para o Futebol, as remanescentes modalidades ficaram sem tecto, à mercê do que o parco Multi-Desportivo podia oferecer, sem casa própria. E desde aí, a pouco mais temos assistido senão à transmutação desse passado ecléctico glorioso para algo mais parecido com uma comunidade-caracol, que se via obrigada a transportar consigo a sua mística para qualquer casa emprestada que se lhes fosse concedida, à qual nunca poderiam chamar lar senão durante  aquela hora de jogo.

As modalidades merecem mais. Muito mais. Merecem, pelo menos, a dignidade de poder jogar/treinar num Pavilhão que possam chamar seu, e quanto mais perto da casa-Mãe, o Complexo Alvalade XXI, melhor.

Depois do imbróglio finalmente resolvido, relativamente à Câmara Municipal de Lisboa, quanto à futura construcção de tal obra, a esperança voltou, mas por pouco tempo. A parceria verbalizada com a Caixa Geral de Depósitos, benfeitora dos Pavilhões dos 2 rivais, caiu por terra, demolida à mesma velocidade da antiga Nave, em função da conjuntura económico-financeira actual - or so they say. E como o próprio Clube se vê numa demanda inglória contra as areias movediças do seu enorme passivo financeiro, a solução parecia sempre mais longe, por mais passos que dessem.

E assim, surgiu uma humilde ideia, uma espécie de reedição das acções tomadas para a construção do velhinho Estádio José Alvalade, que envolve o auxílio pró-activo daqueles que realmente constituem o Sporting Clube de Portugal, os seus sócios, adeptos e simpatizantes. Está lançada a Missão Pavilhão!


Sim, convenhamos que despender 50 €, numa altura destas, com a generalidade das famílias em graves dificuldades, talvez seja um montante demasiado pesado para a sua parca capacidade financeira, e as ofertas da camisola e do voucher no valor de 24 € em quotizações (transmissíveis apenas para novos sócios), ainda que constituam alguma consolação pelo gasto podem não conseguir ser apelativo suficiente, para alguns. Não sei - e gostaria de saber - se esta medida pode ser flexível, para todos aqueles que não podem abdicar dos tais 50 €, mas queiram contribuir igualmente, ainda que com menos. Mesmo que, assim, não tenham direito aos "prémios" consagrados nesta iniciativa. Gostaria de vir a saber que sim!...

E fechar a contribuição apenas à loja verde pode também constituir um revés. Abram-se outros meios, mais amplos, para a angariação destes (necessários) fundos, para que ninguém se sinta excluído pelas limitações aparentemente impostas.

O Ecletismo e as Modalidades merecem tudo o que lhes possa ser oferecido!

domingo, 13 de Abril de 2014

Entrada de Leão, jogo sensaborão

Mais 3 pontos rumo aos milhões. Por esta altura já ninguém duvida que na época seguinte o hino da Champions League vai tocar em Alvalade. E foram estes mesmos 3 pontos a única coisa de positivo do jogo de ontem. Apesar do golo madrugador, o Sporting CP realizou uma exibição péssima, principalmente do ponto de vista ofensivo. Nunca conseguiu criar jogadas com princípio, meio e fim, muito por culpa da horrível definição que praticamente todos os lances tiveram.

Como alguns sabem, vi o jogo de ontem no estádio. Tive uma visão mais ampla do que acontecia em todo o campo, em relação aos jogos que assisto pela televisão, e isso permitiu-me analisar melhor certos movimentos, quer colectivos quer individuais. Colectivamente não há muito de positivo a dizer. Leonardo Jardim optou pelo 4x2x3x1, de modo a dar mais criatividade ao nosso jogo interior (com a colocação de Carlos Mané nas costas de Islam Slimani) mas tal não aconteceu. Fomos uma equipa sem intensidade nenhuma, pouco interessada em praticar um futebol que agradasse aos mais de 32 mil adeptos presentes em Alvalade. Ao contrário do que seria esperado, o golo madrugador teve um impacto negativo no futebol praticado. 

Não é fácil jogar contra um adversário que, mesmo a perder, não arrisca minimamente, mas uma equipa como o Sporting CP, a jogar perante os seus adeptos, tinha obrigação de realizar uma exibição muito melhor do que a de ontem.  Individualmente, os destaques foram mais negativos do que positivos:

Marcos Rojo: Começo por ele, porque foi o melhor em campo. O central argentino tem feito uma época em crescendo e, neste momento, é o elemento defensivo que melhor rendimento apresenta.

Defensivamente esteve seguro e sem qualquer falha, e ofensivamente foi dos mais importantes.

É irónico dizer isto, mas a verdade é que um central foi o 2º jogador com mais influência no processo ofensivo do Sporting CP no jogo de ontem. Foi ele que, através dos seus passes longos para o extremo do lado aposto, conseguiu desequilibrar a organização defensiva do Gil Vicente FC. E ainda foi dos pés do argentino que saiu o remate mais perigoso do jogo, com excepção aos golos.

André Carrillo: Mais um jogo em que o peruano despertou sentimentos mistos nos adeptos. Foi o único jogador que conseguiu cruzar com qualidade, cruzamentos esses que deram origem aos dois golos. Foi o único que conseguiu desequilibrar no 1x1 ofensivo.

É claramente o jogador mais evoluído tecnicamente deste Sporting CP.  No entanto, também foi o jogador com menos atitude em campo. É incrível a sua passividade quando a equipa perde a posse de bola (transição ataque/defesa) e, mesmo quando tem de dar linhas de passe ao portador da bola, o jovem extremo aparece muitas vezes desligado dos movimentos colectivos da equipa.

Diego Capel: O oposto do peruano. Defensivamente é um jogador que deixa tudo em campo. Pressiona, acompanha o lateral e tem uma entrega ao jogo assinalável.

No entanto, com bola é simplesmente horrível. Sem visão de jogo absolutamente nenhuma (a não ser do relvado), sem qualidade nenhuma no 1x1 ofensivo, Diego Capel limitou-se a segurar a bola e a ganhar faltas.

É incrível como é que um extremo cruza sem sequer olhar para a o sitio onde quer colocar a bola, de modo a percepcionar onde estão os seus colegas.

Jefferson: Se o pior em campo fosse escolhido pela qualidade das suas ações ofensivas, Jefferson era um sério candidato a esse "prémio".

Incrível a quantidade de jogadas mal definidas pelo lateral-esquerdo do Sporting CP, quando tinha a função de realizar o último passe, através dos cruzamentos.

Não sei se terá sido culpa das lesões, mas a verdade é que rendimento ofensivo do lateral brasileiro decresceu muito ao longo da época.


Em suma, o objectivo foi alcançado mas a exibição foi deprimente.  Fiquei bastante desiludido por ver uma equipa sem qualquer intenção de proporcionar aos seus adeptos um jogo agradável, perante um adversário fraquíssimo. É certo que a motivação não era a mais elevada, mas os adeptos mereciam muito mais futebol do que aquele a que assistiram ontem em Alvalade.

Andebol: Leões conquistam 15ª Taça de Porugal, ante ABC (3ª troféu consecutivo)

O Sporting CP, ao vencer o ABC por 29-34, conquistou a 15ª Taça de Portugal de Andebol da sua história.

A primeira-parte da Final da Taça de Portugal de Andebol foi extremamente emotiva, com os dois guarda-redes, nos dois primeiros minutos, a manterem as balizas invioláveis. O Sporting CP entrou melhor e realizou uma exibição irrepreensível, quer em termos defensivos como atacantes. O ABC, também com uma boa prestação, nunca conseguiu estar em vantagem, embora o marcador se tenha mantido muito equilibrado até ao minuto 18, altura em que o Sporting CP alcançou uma vantagem de três golos. A equipa bracarense respondeu e, numa altura em que os leões estiveram menos bem na finalização, conseguiu chegar ao empate (13-13), quando faltava pouco mais do que um minuto para o intervalo. Frankis Carol, em cima do apito para o final do primeiro tempo, fechou a contagem em 13-14.

Na etapa complementar, o Sporting CP entrou melhor e voltou a uma vantagem confortável de quatro golos (15-19). Os comandados de Frederico Santos moralizaram-se e não deram mais hipótese de recuperação ao ABC. O Sporting CP soube gerir e aumentar muito bem a vantagem e terminou como justo vencedor.

Uma palavra para os sportinguistas que nestes dois dias estiveram no pavilhão do AA Águas Santas a apoiar incessantemente o Sporting CP. O contributo foi decisivo para a conquista da 15ª Taça de Portugal de Andebol.

O próximo jogo está agendado para as 22h do próximo dia 19, Sábado, na deslocação aos Açores, para defrontar o SC Horta, em jogo relativo à Jornada 5 da Fase Final do Campeonato Nacional da I Divisão da modalidade.

Calendário & resultados aqui.

PARABÉNS CAMPEÕES!!!

Formação: Equipa B empata ante Farense e falha ataque ao pódio | Juniores voltam a desperdiçar pontos | Juvenis derrotam Oeiras e carimbam passagem à Fase Final | Iniciados averbam derrota no derby que inaugurou a Fase Final

  • Equipa B (Liga2 Cabovisão)
O Sporting B empatou, este Domingo, diante do SC Farense, 3-3, em jogo da Jornada 38 da Liga2 Cabovisão realizado Caixa Geral de Depósitos Stadium Aurélio Pereira, na Academia Sporting, em Alcochete.

A formação leonina não entrou bem no encontro, mas soube contornar essa má entrada. Aos 10 minutos de jogo, os leões já perdiam por 0-2, com golos de Ubay e de Clemente, após duas falhas defensivas. A correr atrás de uma desvantagem, nem sempre fácil, os comandados de Abel Ferreira começaram a impor o seu jogo e a chegar, com frequência, à baliza defendida por Ivo. Assim, os golos surgiram naturalmente já depois de tentativas de Ousmane Dramé, Iuri Medeiros e Eric Dier, de livre. Aos 27 minutos, Ousmane Dramé repetiu o primeiro lance perigoso e no corredor esquerdo, sob pressão, conseguiu passar os defesas e chutar para o 1-2. Pouco depois foi Ricardo Esgaio quem fez o «gosto ao pé», após boa jogada entre Filipe Chaby e Shikabala, que assistiu o «camisola 47» na área. 2-2 ao intervalo.

No segundo tempo, o Sporting B entrou melhor e Filipe Chaby, numa jogada de insistência, deu o melhor rumo à bola num remate rasteiro, fazendo o 3-2 para os leões que, assim, conseguiram dar a volta ao marcador. Logo depois, Filipe Chaby tentou de novo o golo e, a seguir, foi Lewis Enoh quem teve a oportunidade de fazer o tento, em duas ocasiões. Mas, quem não marca, sofre e, assim, foi a equipa visitante que chegou ao golo do empate, aos 77 minutos, através de Matias. Até ao final da partida, não houve mais nenhuma grande oportunidade e, por isso, houve divisão de pontos.

A próxima jornada está agendada para o próximo dia 23, Quarta-feira, pelas 16h, na deslocação à Madeira para defrontar a formação secundária do CS Marítimo.

  • Juniores (Campeonato Nacional - Fase Final)
O Sporting CP empatou este Sábado a uma bola, em casa da UD Leiria, em jogo da Jornada 10 da Fase de Apuramento do Campeão Nacional de Juniores.Um resultado penalizador para a nossa equipa, que dominou a partida do início ao fim.

O golo de Mama Baldé, logo aos 9 minutos, perspectivava uma tarde feliz para os jovens leões e a verdade é que foram muitas as oportunidades de golo de que a nossa equipa dispôs para construir um resultado mais pesado. A UD Leiria não criou uma única ocasião para marcar, mas acabou por chegar ao empate aos 87 minutos, na sequência de uma bola bombeada na marcação de uma falta a meio-campo.

Se as contas do Sporting CP já estavam complicadas antes desta jornada, mais ficaram depois deste percalço. Os verde-e-brancos estão na terceira posição, a 3 pontos do SC Braga e 5 do SL Benfica, que têm um jogo a menos (defrontam-se a 23 de Abril).

O treinador José Lima admite que o Sporting CP já não tem hipóteses de ser campeão, quando faltam disputar quatro jornadas.
Temos de ser sérios e realistas e admitir que, embora seja matematicamente possível, já não temos hipóteses de chegar ao primeiro lugar. Resta-nos continuar a honrar a camisola, como fizemos hoje.

A próxima jornada está marcada para o próximo dia 26, Sábado, pelas 16h, na recepção ao AD Oeiras.

  • Juvenis (Campeonato Nacional - 2ª Fase)
O Sporting CP recebeu e venceu, este Sábado, o AD Oeiras, por 1-0, em jogo da 10ª e última jornada da 2ª Fase do Campeonato Nacional de Juvenis. Com este resultado, os leões apuraram-se, em segundo lugar, para a Fase de Apuramento do Campeão Nacional.

Os comandados de Telmo Costa sabiam que só a vitória interessava, diante deste adversário directo, e, assim, entraram bem na partida. Nos minutos iniciais, a formação verde-e-branca dispôs de duas boas oportunidades, de baliza aberta, só que não concretizou. Mesmo assim, os leões não perderam o ritmo, continuaram a progredir no terreno e a procurar o golo, mas, aos 28 minutos, viram-se a jogar com menos um. Pedro Ferreira fez falta sobre um adversário e recebeu ordem de expulsão. A desvantagem numérica sente-se sempre, mas não foi impeditiva para o sucesso leonino. Aos 30 minutos, Heriberto Tavares inaugurou o marcador e deu ao Sporting CP uma vantagem justa.

Na segunda metade, os leões continuaram centrados na vitória e em aumentar a vantagem, ainda que tenham baixado as linhas e tentado mais o contra-ataque, mas, mesmo assim, dispuseram de algumas oportunidades de golo. O AD Oeiras apareceu com o melhor remate, já nos minutos finais, mas Tomás Foles fez uma grande defesa e não deixou que o empate desse ao AD Oeiras o objectivo e retirasse ao Sporting CP o mérito de seguir em frente.

Assim, a formação verde-e-branca cumpriu e agora faz-se acompanhar de FC Porto, Vitória SC e SL Benfica na Fase de Apuramento do Campeão Nacional. O sorteio desta derradeira etapa já está marcado para a próxima Terça-feira, às 16h, na sede da Federação Portuguesa de Futebol.

Classificação & resultados aqui.
  • Iniciados (Campeonato Nacional - Fase Final)
O Sporting CP cedeu, este Domingo, diante do SL Benfica, por 1-2, em jogo da Jornada 1 da Fase Final do Campeonato Nacional de Iniciados, realizado no Caixa Geral de Depósitos Stadium Aurélio Pereira, na Academia Sporting, em Alcochete.

A equipa visitante entrou melhor, dispondo de uma boa oportunidade logo nos primeiros minutos, mas o guardião Luís Maximiano aliviou. Só que, aos 9 minutos, após mais uma defesa, que deu canto, os encarnados chegaram à vantagem. Canto curto batido e José Gomes inaugurou o marcador. Os leões não se intimidaram, mas tiveram de correr atrás do «prejuízo». Não foi uma primeira-parte de muito mérito verde-e-branco, mas a formação leonina saiu bem em contra-ataque e tentou chegar à baliza de Bernardo Gonçalves. No entanto, o intervalo chegou com 0-1 no marcador.

Na segunda metade, os comandados de Pedro Venâncio entraram melhor, tendo mais posse de bola e exibindo-se bem melhor do que o adversário. E, assim, surgiram várias oportunidades. Aos 56 minutos, uma das melhores: boa jogada do conjunto verde-e-branco, com Daniel Bragança a surgir à entrada da área e a rematar ao ângulo da baliza benfiquista. O guardião defendeu para canto e, na conversão, nova boa oportunidade que foi ao poste. O sinal era positivo para o Sporting CP e Umaro Baldé, que tinha sucedido a Miguel Luís, saiu do banco para impor justiça no marcador. Após uma jogada de combinação, o «camisola 16» apareceu isolado na área e foi mais rápido que o guardião encarnado, fazendo assim o 1-1. O segundo golo verde-e-branco esteve mais perto, dado o domínio leonino e a pressão na área visitante, mas foi o SL Benfica que chegou ao golo, já nos descontos. Luís Maximiano não conseguiu controlar o lance, fez falta sobre um adversário que entrava na área e o árbitro assinalou penalty. Na conversão, João Filipe deu a vitória ao SL Benfica.

Derrota injusta para o Sporting CP que, na segunda-parte, de tudo fez para sair vencedor do encontro inaugural da fase onde se conhecerá o Campeão Nacional de Iniciados.

Na próxima jornada, agendada para as 11h do próximo dia 18, Sexta-Feira, os leões deslocam-se ao reduto do FC Porto.

Classificação & resultados aqui.

Licença de Conteúdos

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons.Quem copiar conteúdos sem especificar a origem está infringir os termos de copyright e fica sujeito a coima.
myfreecopyright.com registered & protected

Etiquetas

Tags:

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best Web Hosting Coupons