Próximo Jogo


21.12 vs 19h15

domingo, 21 de dezembro de 2014

Formação: Equipa B soma 3.ª vitória consecutiva em Guimarães | Juniores leoninos não saem do nulo ante Belenenses | Juvenis vencem em Rio Maior e ascendem ao 2.º posto

  • Equipa B (Segunda Liga
A Equipa B do Sporting CP deslocou-se ao reduto da formação secundária do Vitória SC, este Domingo, em jogo relativo à Jornada 20 da Segunda Liga, vencendo o desafio por 1-3. Ao intervalo, o placard registava um empate (1-1).

Ousmane Dramé, Lewis Enoh e Gelson Martins foram os marcadores leoninos desta partida. Nota ainda para a expulsão de Ryan Gauld por acumulação de cartões amarelos.

(Em actualização)

Na próxima jornada, agendada para o fim-de-semana de 3 e 4 de Janeiro, os leões recebem a formação rival do SL Benfica.

  • Juniores (Campeonato Nacional - 1.ª Fase - Zona Sul)
A equipa de Juniores do Sporting CP recebeu a formação do CF "Os Belenenses", em jogo relativo à Jornada 17 da 1.ª Fase (Zona Sul) do Campeonato Nacional, empatando o desafio (0-0).

Nota para as expulsões de Rafael Barbosa, e do técnico Luís Boa Morte.

(Em actualização)

Na próxima jornada, agendada para as 15h do próximo dia 3 de Janeiro,  um Sábado, os leões deslocam-se ao reduto da formação rival do SL Benfica.

Classificação & resultados aqui.
  • Juvenis (Campeonato Nacional - 1.ª Fase - Série D)
A equipa de Juvenis do Sporting CP deslocou-se ao reduto da formação do NS Rio Maior, este Domingo, em jogo relativo à Jornada 16 da 1.ª Fase (Série D) do Campeonato Nacional do escalão, vencendo o desafio por 0-1, resultado que já se registava ao intervalo.

Tiago Palancha foi o marcador leonino desta partida.

(Em actualização)

Na próxima jornada, agendada para as 11h do próximo dia 4 de Janeiro, um Domingo, os leões recebem a formação do SG Sacavenense.

Classificação & resultados aqui.

sábado, 20 de dezembro de 2014

William Carvalho e o passe

Muito se tem criticado o nível exibicional de William Carvalho na presente época, quer no que diz respeito à sua influência no processo defensivo quer no que se refere ao impacto que tem em organização ofensiva, nomeadamente no capítulo do passe. Embora concorde com algumas críticas, considero que muitas delas são infundadas.

Tenho lido em muitos sítios que William Carvalho está muito pior no capítulo do passe quando comparado com a época anterior, que perde um maior número de bolas. 

Não sei ao certo quanto foi a percentagem de acerto no passe de William Carvalho na época passada, no entanto não me parece que os números abaixo apresentados sejam de um jogador que erre muitos passes, mesmo em jogos onde a equipa não está ao seu melhor nível, colectivamente, ou em jogos de uma maior exigência. 

Moreirense FC (c) -  89%
Chelsea FC (f) -  91%
FC Paços de Ferreira (c) -  88%
FC Porto (f) -  82%
Chelsea FC (c) - 93%
FC Porto (c) - 83%
SL Benfica (f) - 73%

Com excepção ao jogo na Luz, a percentagem de acerto no passe por parte de William Carvalho não pode ser considerado má, isto tendo em conta a capacidade pressionante do adversário à construção de jogo dos seus adversários. 

Mais importante que o número de passes errados ou acertados, parece-me ser o contexto em que sucedem. Posto isto, fui analisar os 8/9 passes que William Carvalho errou contra o Moreirense FC, dado que a seguir a esse mesmo jogo li várias críticas ao mesmo.  









Cada um que retire as suas conclusões.

Modalidades: Andebol leonino perde Supertaça para o FC Porto | Rugby leonino perde derby ante Benfica | Futsal Feminino goleia na Taça de Portugal | Judo leonino conquista bronze na Liga dos Campeões

  • Andebol (Supertaça Nacional
O Sporting CP não conseguiu revalidar o título da Supertaça Nacional conquistado na última temporada, perdendo por 29-28 na Final que foi hoje disputada na Maia frente ao FC Porto.

E, à semelhança do que já tinha acontecido no encontro do Campeonato, os leões foram derrotados no último segundo, quando Rui Silva atirou um livre de sete metros ao poste.

Numa partida sempre muito intensa e bem jogada, o Sporting CP teve uma ligeira supremacia no resultado ao longo da primeira-parte, beneficiando de vantagens de um e dois golos em muitos momentos. No entanto, o intervalo chegaria com um empate a 13 no marcador. Rui Silva e Pedro Spínola eram os melhores marcadores do jogo com três golos cada.

Na segunda metade, a formação verde-e-branca começou melhor e conseguiu ‘cavar’ uma vantagem de três golos no marcador (16-19) através de transições rápidas concluídas por Pedro Solha e Pedro Portela. Todavia, os portistas beneficiaram de alguns erros individuais dos lisboetas para anularem essa diferença. Seguiu-se… o mesmo filme: os leões chegaram ao 20-23, o FC Porto recuperou para 23-23. A partir desse momento, nenhuma equipa voltou a conseguir disparar no marcador, antevendo-se mais um jogo definido nos últimos instantes.

No derradeiro minuto, e após um desconto de tempo pedido por Ljubomir Obradovic, o FC Porto fez chegar a bola ao pivot e ganhou um livre de sete metros convertido por Ricardo Moreira (melhor marcador da partida, com sete golos). A oito segundos do fim, Frederico Santos reagiu bem, pediu também um desconto de tempo mas gerou-se uma confusão com responsáveis portistas a invadirem o recinto argumentando que o tempo já teria chegado ao fim. Com toda a situação resolvida, o Sporting CP conseguiu ainda ir a tempo para libertar Pedro Portela mas o ponta foi alvo de uma falta merecedora de exclusão directa por Alexis Borges (ficou pelos dois minutos) dentro da área. Chamado para converter o castigo máximo, e com o tempo de jogo esgotado, Rui Silva acertou no poste da baliza de Alfredo Quintana e o Sporting CP não conseguiu revalidar o título.

Pedro Solha, Pedro Spínola e Pedro Portela foram os melhores marcadores com cinco golos cada, seguidos de Rui Silva e Fábio Magalhães (ambos com quatro).

O próximo jogo está agendado para as 18h do próximo dia 14 de Janeiro, uma Quarta-feira, na recepção à formação açoriana do SC Horta.

  • Rugby (Campeonato Nacional - Primeirona - Fase de Apuramento)
E tudo o vento levou. Ou quase tudo. O filme do derby do Campeonato Nacional da I Divisão podia ter ficado resumido à primeira-parte, onde uma entrada amorfa e nervosa tornou-se demasiado pesada para o Sporting CP, que saiu a perder por 0-19 para o intervalo.

No entanto, há valores que não têm preço como a garra, a atitude e a honra. E foi alicerçado nesses mesmos valores que os leões reagiram, partiram para cima do adversário e conseguiram reduzir para 12-19, alcançando no último minuto a margem para somar o ponto bónus defensivo.

Logo aos dois minutos, Tiago Sá fez o primeiro ensaio do jogo, a que somou a conversão. Ainda antes dos primeiros dez minutos, novo ensaio de Narciso Monteiro a subir para 0-12. O encontro acalmou um pouco, apesar da vantagem dos encarnados pelo forte vento que se fazia sentir, até que, a dois minutos do intervalo, um erro desnecessário do conjunto verde-e-branco acabou por ser aproveitado da melhor forma para o 0-19 que se registava ao intervalo.

No reatamento, as características do encontro mudaram por completo e o Sporting CP instalou-se no meio-campo do SL Benfica, somando não só dois ensaios (de Guilherme Santos e Diogo Stilwell, com a conversão de António Trigueiros no primeiro) como outros momentos ofensivos em que, com um pouco mais de paciência ou experiência, os leões poderiam mesmo ter conseguido virar por completo o marcador da partida.

Com este resultado, num jogo a contar para a Jornada 9 do Campeonato Nacional da I Divisão, o Sporting CP passa a somar 21 pontos (cinco vitórias e quatro derrotas) e manterá o 4.º lugar da classificação.

A próxima jornada está agendada apenas para o fim-de-semana de 10 e 11 de Janeiro, na recepção dos leões à formação do Rugby Vila da Moita.

  • Futsal Feminino (Taça de Portugal)
A equipa feminina de Futsal do Sporting CP deslocou-se ao reduto da formação do GRF Murches, em jogo relativo à III Eliminatória da Taça de Portugal, 1-11. Ao intervalo, as leoas já venciam por 0-6.

Catarina (hat-trick), Marisa (bis), Sara Tavares, Eliana (bis), Mafalda, Tatiana e Inês foram as marcadoras leoninas desta partida.

No próximo jogo, relativo à Jornada 11 da Divisão de Honra do Campeonato Distrital da AF Lisboa, as leoas recebem a formação do UA Povoense, actual 2.º classificado, pelas 19h de amanhã, Domingo..

Calendário & resultados aqui.
  • Judo (Liga dos Campeões)
O Sporting CP conquistou hoje a medalha de bronze na Liga dos Campeões de Judo, que se disputou na cidade de Hoofddorp, na Holanda, naquela que constitui mais uma página histórica do Clube na modalidade.

Apesar de terem começado a prova com uma derrota frente ao Red Star (1-4), os comandados de Pedro Soares conseguiram dar a volta da melhor forma e eliminaram os italianos do Ceracchini (3-2), os russo do Edelweiss Grozny (4-1), os holandeses do Judoteam Bijsterbosch (4-1) e os georgianos do Sarajevo Superstars (3-2).

A título de curiosidade, o vencedor da competição acabou por ser o Fighter Tbilisi, da Geórgia, que derrotou na final os holandeses do Kenamju Haarlem.

Seis lutadores participaram nos combates leoninos: Sergiu Oleinic (-66kg), Miguel Guerreiro (-73kg), João Rodrigues (-73kg), Anri Egutidze (-81kg), Alon Sasson (-90kg) e Jorge Fonseca (+90kg).

O Sporting CP começou por perder o primeiro duelo com o Red Star. Sergiu Oleinic deu o primeiro ponto aos leões após vencer Predrag Nikolajevic mas os sérvios acabaram por ser mais fortes nos restantes combates: Anthony Zingg venceu Miguel Guerreiro; Nemanja Majdov bateu Anri Egutidze; Dmitri Gerasimenko derrotou Alon Sasson e Jorge Fonseca perdeu contra Abdullo Tangriev. A partir daí, tudo mudou e a chave do sucesso acabou por estar no confronto com os italianos do Cerecchini, que o Sporting CP venceu por 3-2. Antonio Chianese e o também português André Alves começaram por bater Sergiu Oleinic e Miguel Guerreiro, mas os leões deram a volta com as vitórias de Anri Egutidze (contra Gianluca Aracu), Alon Sasson (frente a Karolis Bauza) e Jorge Fonseca (diante de Gabriel Arteaga Risquet). Seguiram-se os russos do Edelweiss Grozny, que o conjunto leonino superou por claros 4-1. Sergiu Oleinic começou por vencer Ilias Dzaitaev, João Rodrigues perdeu contra Isa Mamuev mas Anri Edutidze (frente a Abas Azizov), Alon Sasson (diante de Khasan Idrisov) e Jorge Fonseca (ante Tamerlan Bashaev) não deram quaisquer hipóteses até final. Os holandeses do Judoteam Bijsterbosch foram os adversários seguintes mas o filme acabou por ser muito semelhante ao que tinha acontecido com o Edelweiss Grozny: Sergiu Oleinic fez o primeiro ponto diante de Krijn Schetters, Jaimy Bennett conseguiu o empate batendo João Rodrigues e o trio Anri Egutidze (frente a Wijnand Peters), Alon Sasson (ante Daan De Jonge) e Jorge Fonseca (contra Berend Roorda) carimbou o 4-1 final. No combate decisivo para a atribuição da medalha de bronze, o Sporting CP voltou a ganhar na ‘negra’: Sergiu Oleinic fez o 1-0 batendo Vazha Margvelashvili; Lasha Shavdatuashvili derrotou Miguel Guerreiro e empatou; Anri Egutidze recolocou os leões em vantagem após vencer Ushangi Margiani; Beka Gviniashvili superou Alon Sasson para o 2-2; e, na decisão das decisões, Jorge Fonseca ganhou a Levani Matiashvili.

sexta-feira, 19 de dezembro de 2014

Matéria Presidencial: Aviso à Navegação ou um "Call to Arms"?

O Presidente do Sporting Clube de Portugal, Bruno de Carvalho, fez uma longa declaração (consultar aqui) à nação leonina. Os media chamaram-lhe um pedido de voto de confiança; eu, apanhado de surpresa (agradavelmente, sublinhe-se), fiquei com a dúvida que sumarizo no título deste post.

Antes de mais, devo dizer que esta declaração é primeiramente uma mudança (bastante significativa) do comportamento comunicacional do Presidente, chamando os sócios à discussão da gestão institucional, desportiva e financeira do Sporting Clube de Portugal, ainda frisada com uma espécie de referendo que se pretende fazer em Assembleia Geral Extraordinária, em Janeiro. Desde que não ultrapasse os limites do razoável, ou seja, desde que isto não se transforme numa forma de gerir de fora para dentro, pelos associados (sempre ouvi dizer que o povo é soberano mas não se sabe governar, salvo o adágio), saúdo a intenção de querer ouvir os associados e daí retirar as devidas ilações.

Como bem sabemos, e o SVPN não é excepção, há muita matéria discutível na actual gestão do Clube (em boa verdade, haverá sempre), desde a política de aquisições, futebol de formação (incluindo a Equipa B), modalidades, pavilhão, finanças, et cetera, et cetera, et cetera (...) a oportunidade de as discutir e sufragar, para o "mero" associado, ilustre desconhecido, deve ser vista como uma forma de Presidência aberta - ao invés do despotismo ditatorialista que muitos teimam em colar a Bruno de Carvalho. A verdade é que as críticas e o tom das mesmas tem vindo a subir, e nada como dar-lhes uma oportunidade de as explanarem e discutirem em sede própria, em Assembleia Geral.

Há muito que digo, com alguma veemência, que o nível de (militância) comprometimento dos Sportinguistas é consideravelmente menor que o dos rivais, quer do FC Porto quer principalmente do SL Benfica, e isso teve, tem e terá consequências a todos os níveis, na gestão do Sporting Clube de Portugal. O Sporting é dos sócios - cantam-se alvíssaras -, mas os sócios são manifestamente poucos (embora, neste aspecto, a política da actual Direcção, com iniciativas e medidas próprias, tenha vindo a melhorar), e dos poucos que o são, só sensivelmente metade tem as suas quotas regularizadas. Bem sei que em muitos casos, como no meu, são problemas de ordem financeira que impedem um saneamento adequado deste dever; porém, tenho a vincada convicção que em muitos sócios, isto se passa por mera opção, e que muitos não são sócios porque simplesmente não lhes apetece, tendo condições para isso. O Sporting é de todos, sócios, não-sócios, adeptos e simpatizantes, mas há que assimilar um sentido de comprometimento pelo menos semelhante ao dos rivais, para que o Sporting Clube de Portugal possa crescer, também por aí.

Naquela longa declaração, há algumas coisas com que não concordo mas, confesso, são bem mais as frases que abaixo-assino que as que recuso.

Obs.: A recente matéria jornalística relativa à Equipa B apanhou-me também de surpresa. Desta vez, pela negativa. Apesar de poder conceder a razoabilidade dos pedidos do Sporting CP quanto à regulamentação destas equipas, não concedo que a forma como se tenta fazer a Liga de Clubes implementá-las seja de todo correcta. A chantagem e o ultimato, mais que uma tentativa óbvia de obrigar a outra parte a anuir, pode ter precisamente o resultado oposto, justificando a irredutibilidade da outra parte. Tendo a reconhecida importância que a Equipa B tem, para o futebol português mas para o Sporting Clube de Portugal principalmente, acho inadmissível que se ponha sequer a hipótese de encerrar a participação da sua equipa secundária, seja por que motivos forem - li algures que tal iniciativa poderia estar também relacionada com o término do prazo de licenciamento provisório do mini-estádio da Academia, onde era suposto fazer-se obras de melhoramento, as quais ainda não se realizaram, por algum motivo que transcende o meu conhecimento. Manifestações de força, sim, mas dentro da razoabilidade, o que não me parece ser o caso...

quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Iniciados: Leões carimbam passagem à 2.ª Fase do Campeonato com vitória ante Almada

O Sporting CP venceu esta noite o Almada AC por 3-0, na Academia, em jogo a contar para a Jornada 17 da Série F da 1.ª Fase do Campeonato Nacional de Iniciados.

Diogo Brás, aos nove minutos, inaugurou o marcador e, apesar das oportunidades, o jogo chegaria com a vantagem mínima dos leões ao intervalo.

Na segunda-parte, Paulo Rodrigues (36’) e Rodrigo Vaza (47’) marcaram os golos que decidiram a partida com o mesmo resultado que se tinha verificado na primeira volta.

Com este triunfo alcançado na penúltima jornada, o Sporting CP chegou aos 40 pontos (13 vitórias, um empate e três derrotas), assegurando desde já a passagem à próxima fase da competição.

Na próxima jornada, agendada apenas para as 11h do próximo dia 11 de Janeiro, um Domingo, os leões deslocar-se-ão ao reduto da formação do Casa Pia AC, para disputar a 18.ª e última jornada desta Série F, encerrando a 1ª Fase do Campeonato Nacional de Iniciados.

E agora, Marco?

Os seguidores deste blog sabem das minhas expectativas em relação a Marco Silva, bem expressas na carta aberta que aqui lhe escrevi no início da temporada. De facto, este treinador tentou e tenta ter uma equipa à imagem da grandeza do Sporting Clube de Portugal, ambiciosa em campo e com olhos na baliza adversária. Parece-me justo dizer-se que esta abordagem é muito diferente da do seu antecessor e, quanto a mim, faz muito mais sentido. No entanto, e para lá das virtudes, têm saltado à vista os defeitos colectivos deste Sporting de Marco Silva. É praticamente consensual a preocupação quanto à forma desorganizada e até desastrada como a equipa defende. Claro que a responsabilidade dos insucessos não é toda deste jovem treinador (abordarei os outros responsáveis noutra ocasião), mas é também difícil de dizer que este não a tem. Assim sendo, a comparação entre a minha previsão e a realidade encarregou-se de mais uma vez me dar uma valente chapada, o que não constitui nada de novo. Apesar disso, vou cair uma vez mais na esparrela de traçar cenários para o que aí vem.

E agora? O futuro imediato deste Sporting na Primeira Liga antevê-se complicado, nomeadamente até ao fim da 1.ª Volta, com 4 jogos contra equipas bastante competitivas. A deslocação a Braga, sendo contra um adversário directo na luta pelos lugares cimeiros, é neste sentido particularmente relevante. Sendo assim, a pressão sobre equipa, treinador e direcção está a um nível elevado. Neste quadro, a sensação com que fico é a de que se aproximam dias decisivos, não só para o que resta da época do Sporting, como também no que ao futuro de Marco Silva diz respeito. Digo isto não porque o deseje - longe disso - mas sim porque duvido que haja paciência/vontade por parte de quem dirige a SAD para aguentar o treinador, caso os próximos resultados sejam negativos. Espero no entanto que me volte a enganar na minha previsão pessimista e, nesse caso, cá vos terei para me confrontar com isso. Veremos o que acontece nas próximas semanas.

E vocês, Sportinguistas, o que pensam do trabalho de Marco Silva e do seu futuro ao leme da equipa? Acreditam que ele esteja em cheque ou nem por isso?

Um abraço e Saudações Leoninas

quarta-feira, 17 de dezembro de 2014

À tangente: Leão carimba passagem aos "Quartos" da Taça de Portugal em jogo amorfo (2-3, ante Vizela)

Árbitro
Nuno Almeida

Assistência
6 100

Média de Espectadores Como Visitante
 23 698

Titulares: Marcelo Boeck (cap.); Cédric Soares, Paulo Oliveira, Naby Sarr e Jonathan Silva; Oriol Rosell, André Martins e João Mário; Carlos Mané, André Carrillo e Fredy Montero.
Suplentes: Rui Patrício; Ricardo Esgaio e Ramy Rabia; William Carvalho; Héldon; Junya Tanaka e Islam Slimani.
Fora da Ficha de Jogo: Simeon Slavchev.
Treinador: Marco Silva.

Golos:
  • 34' - GOLO de André Martins (0-1). Na marcação de uma grande penalidade (mal assinalada). É o 1.º golo do médio leonino esta época.
  • 36' - Golo de Talocha (1-1). Remate de Fininho, Marcelo Boeck defende, mas deixa escapar a bola, aparecendo Talocha a fazer o empate. Reposta a justiça no marcador. 
  • 39' - GOLO de Paulo Oliveira (1-2). Na sequência de um livre executado por André Martins, da direita, o central cabeceia nas alturas para o 2.º golo dos leões. É o 1.º golo do central nesta competição, e o 2.º no total das competições.
  • 45' + 3 - Bis de Talocha (2-2).  Na sequência de um canto da direita (após uma brilhante defesa de Marcelo Boeck), marcado por Fininho, Talocha antecipa-se a toda a defesa leonina - o guarda-redes faz-se muito mal ao lance, à semelhança do 1.º golo dos vizelenses - e atira, de cabeça, para o fundo das redes, restabelecendo o empate no marcador. Mais um golo sofrido de bola parada; o 2.º neste jogo, o 12.º ao longo da época.
  • 59' - GOLO de Carlos Mané (2-3). Canto da esquerda, desvio de cabeça de André Carrrillo junto ao primeiro poste, para depois Carlos Mané finalizar também de cabeça. Quinto golo de bola parada, nesta partida! É o 1.º golo do avançado nesta competição, e o 4.º no total das competições. Os leões recolocam-se em vantagem pela 3.ª vez nesta partida.
Substituições:
  • 64' - Entra Islam Slimani, sai Fredy Montero
  • 78' - Entra Junya Tanaka, sai André Carrillo
  • 86' - Entra Héldon, sai Carlos Mané.
Disciplina:
  • 1' - Cartão amarelo para Oriol Rosell. Por falta sobre Davide Bessa, após perda de bola do catalão. É o 1.º cartão amarelo do médio leonino, esta temporada.
  • 16' - Nuno Almeida assinala (mal) um pontapé de canto, quando seria pontapé de baliza, visto ter sido um vizelense o último a tocar a bola.
  • 20' - Falta mal assinalada, de Cédric Soares sobre Fininho.
  • 32' - Falta não assinalada sobre Cédric Soares, que daria sanção disciplinar ao adversário.
  • 33' - Penalty mal assinalado a favor dos leões, por alegada mão na bola de Diogo Machado. Péssima arbitragem de Nuno Almeida, até ao momento.
  • 35' - Cartão amarelo para Cédric Soares. Por falta sobre Fininho. É o 2.º cartão amarelo do lateral nesta competição, e o 7º no total das competições. 
  • 48' - Cédric Soares domina a bola com a mão, antes de rematar, torto, à baliza do FC Vizela. Poder-lhe-ia ter valido o 2.º cartão amarelo e consequente expulsão da partida. 
  • 76' - Falta de Jonathan Silva sobre Fininho. Ficou por mostrar o cartão amarelo ao lateral argentino do Sporting CP
  • 79' - Cartão amarelo para André Martins. Por protestos. É o 1.º cartão amarelo do médio leonino, esta temporada. 
  • 85' - Cartão amarelo para Marcelo Boeck. Também por protestos.É o 1.º cartão amarelo do guarda-redes brasileiro, esta temporada.
  • 88' - Rafinha recepciona a bola com o braço, após passe de Fininho. Nuno Almeida manda seguir...
  • 88' - Cartão amarelo para Islam Slimani. Por escaramuça com um adversário. É o 1.º cartão amarelo do argelino nesta competição, e o 4º no total das competições.

Andebol: Leões vencem tranquilamente em Belém

O vento bateu forte no Sábado e serviu para que os verde-e-brancos abrissem as velas do barco esta Quarta-feira, colocando todo o seu potencial desde o primeiro minuto e proporcionando uma vitória tranquila em Belém.

Desde logo um regresso feliz de Pedro Spínola com oito tentos marcados, e um Bruno Moreira também inspirado, tendo sido o melhor marcador do encontro com 10 golos. E como não há duas sem três, de sublinhar também a prestação de Ricardo Correia na rectaguarda, sendo um pilar importantíssimo, não só na defesa mas também no lançamento dos contra-ataques. Em suma, três elementos que não tiveram o melhor início de época - no caso de Bruno Moreira, por lesão - mas que começam a ter um papel fundamental na equipa, proporcionando mais opções a Frederico Santos. O técnico leonino acabou por voltar a utilizar pivot fixo durante largos períodos de tempo, tirando os dividendos que vimos acima, com o melhor marcador do encontro.

Em Belém, o encontro poder-se-á resumir à primeira metade, onde o Sporting CP dissipou desde logo as dúvidas quanto ao marcador. A excelente atitude a defender foi o mote para haver uma boa qualidade a atacar. Os verde-e-brancos descontrolaram, inclusivamente, o CF "Os Belenenses" que nunca se conseguiu reencontrar, facilitando nos últimos 30 minutos da partida em que, com uma diferença considerável no resultado, houve espaço e alguma desconcentração que levou a equipa de Frederico Santos a não marcar durante 7 minutos - entre os 19'e os 26' da etapa complementar. Tudo o que se alterou neste período foi a diferença de golos que, na hora do apito final, se colocou em 9 tentos de distância - 25-34.

Uma vitória em que o Sporting CP cumporiu com todos os pontos escritos na bíblia dos triunfos, onde se conta que equipa que quer ganhar terá de defender bem em primeiro lugar.

Na próxima jornada, agendada para as 18h do dia 14 de Janeiro, Quarta-feira, os leões recebem a formação açorian do SC Horta. Antes, pelas 18h do próximo dia 20 de Dezembro, Sábado, os leões disputam a Supertaça Nacional de Andebol, ante a formação do FC Porto.

segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Uma pole-position que nunca existiu

O Futebol vive do momento. E o momento do Sporting Clube de Portugal é hoje mau, terminada a 13.ª jornada da Primeira Liga. Se é verdade que estamos "apenas" a 4 pontos do(s) segundo(s) classificado(s), também é verdade que, após a conjugação de resultados de ontem, Domingo, ficámos agora a (cada vez mais) distantes 10 pontos do líder, SL Benfica. Uma distância já longa demais para ainda se sonhar com o título de Campeão Nacional, até tendo em conta que há FC Porto, Vitória SC e SC Braga para ultrapassar, além do líder.

Pela enésima vez, recordo os meus prognósticos para esta época: 3.º lugar na Primeira Liga, 3º lugar na UEFA Champions League (e consequente relegação para a UEFA Europa League) e o melhor possível na Taça de Portugal, sendo que, quanto a mim, a Taça da Liga estaria excluída do lote de objectivos, à partida. Pois bem, eis que estamos em 5.º lugar na Primeira Liga (com boas chances até ao 2.º posto e poucas ou nenhumas para o 1.º classificado), fomos relegados da Fase de Grupos da UEFA Champions League e iremos disputar uma difícil eliminatória dos 16 avos-de-Final da UEFA Europa League, ante os alemães do Vfl Wolfsburg, e iremos debater-nos, Quarta-feira próxima, na V Eliminatória (Oitavos-de-Final) da Taça de Portugal, ante a formação do FC Vizela. Relativamente à Taça da Liga, se já seria uma tarefa hercúlea disputá-la com um misto de jogadores da Equipa B & Juniores (aliados a um número imposto, por obrigação regulamentar, de atletas da formação principal) torna-se uma tarefa ainda mais difícil tendo também presente que nos teremos que deslocar ao reduto das duas equipas-sensação do Campeonato (até agora), Vitória SC e CF "Os Belenenses" - que já nos retiraram pontos esta época.

Feito o balanço, e na sequência do empate confrangedor e constrangedor de ontem, importa estabelecer algumas considerações. Desde logo, da perspectiva individual: Miguel Lopes e Maurício, principalmente, pela notória falta de qualidade, e estes William Carvalho e Adrien Silva, nesta gritante falta de forma, dificilmente seriam titulares em qualquer equipa de topo.

Não sei se a demora (ou recusa?) na renovação de contrato de Cédric Soares estará na origem da ascensão meteórica de Miguel Lopes; se estiver é duplamente mau, até porque ainda há Ricardo Esgaio e Mauro Riquicho, a quem Miguel Lopes só está a estorvar; se não, é triplamente mau, já que, por exclusão de partes, se chega à conclusão que será uma opção meramente técnica. De Marco Silva, portanto...

Talvez seja só eu, mas vejo bem mais qualidade em Tobias Figueiredo (principalmente este, apesar das falhas infantis em que por vezes incorre), Naby Sarr ou até no ex-júnior Domingos Duarte do que em Maurício. Terá o brasileiro algum tipo de estatuto acima dos outros, que lhe permita jogar, mesmo não demonstrando as valências necessárias para tal? Ou será mais uma opção técnica de Marco Silva? Ainda assim, parece-me que este problema em particular só será eventualmente sanado em Janeiro próximo, espero eu que com a chegada do tal defesa-central experiente, uma clara mais-valia para o 11 titular. Ainda que não haja uma clara relação directa de causa/efeito, aumentando a qualidade individual aumenta-se sempre a qualidade colectiva, mesmo que numa ínfima quota-parte.

Já os casos de Adrien Silva e William Carvalho serão de índole bastante diferente e, aqui sim, de responsabilidade directa do treinador: se, na época transacta, com processos mais simples - quer ofensiva quer defensivamente -, os dois internacionais portugueses complementavam-se praticamente na perfeição, esta época, perante o incremento das exigências por parte de Marco Silva, com processos e dinâmicas bem mais complexas e intrincadas, estão ambos muito abaixo do seu real potencial. Perante isto, talvez fosse melhor tentar outros médios - mantendo as dinâmicas colectivas (por exemplo William Carvalho e João Mário ou Oriol Rosell e João Mário em duplo-pivot) acrescentando um 3.º médio (que, na minha perspectiva, seria André Martins - mas bem sei que é uma opção que não colhe junto da maioria). Senão, enveredar por outro tipo de jogo, mais adequado aos jogadores em causa. E por que não pensar já em Wallyson Mallmann, Ryan Gauld ou Iuri Medeiros?

Ofensivamente, e ontem especificamente, o problema foi (de novo) a eficácia, sem querer escamotear o péssimo jogo protagonizado em Alvalade. Apesar de tudo, houve oportunidades mais que suficientes para vencer o jogo, tranquilamente; oportunidades que não foram devidamente aproveitadas, ora por Fredy Montero (que acabou por safar o Sporting CP de pior resultado), ora por Islam Slimani, ora por André Carrillo, até por Adrien Silva. O que é certo é que os leões já perderam 8 pontos em Alvalade, esta época. Quatro empates (vá... 3, visto que o empate ante o FC Porto pode ser considerado "normal") que nos atiram para a posição actual, e para esta já grande distância relativamente ao líder.

Como também dito por mim antes do início da época, esta equipa é muito jovem, quer em idade quer em maturação colectiva), um claro projecto a médio-prazo que devia ter sido explanado enquanto tal - em vez da luta pelo título, "pole-positions" e afins. E deste projecto fará também parte Marco Silva, que considero de um potencial tremendo para evoluir conjuntamente com a equipa, apesar de algumas falhas (graves) na organização defensiva da equipa. Conseguiremos todos entender e assimilar isto, ou vamos "benfiquizar-nos" pedindo que rolem cabeças aquando das derrotas e distribuindo louros nas vitórias?!

Bem sei que pedir tempo é pedir demais, mas é precisamente isso que a equipa precisa, por muito que nos custe esta travessia no deserto dos títulos. E mais do que de tempo, até, precisa de nós, sempre e bem presentes, a gritar por eles, mesmo que a voz nos doa!...

Europa League: Leão com nova incursão alemã

O Sporting CP vai regressar à Alemanha nas competições europeias: depois de uma passagem por Gelsenkirchen na UEFA Champions League que, por todas as razões, não deixou saudades, os leões vão defrontar o VfL Wolfsburg nos 16-avos da UEFA Europa League.

O encontro da Primeira-Mão, a 19 de Fevereiro, realiza-se na Alemanha. Uma semana depois, o Sporting CP recebe o VfL Wolfsburg em Alvalade.

Nesta altura, o VfL Wolfsburg encontra-se no 2.º lugar da Bundesliga, com 30 pontos em 13 jogos (nove vitórias, três empates e outras tantas derrotas). No plantel dos germânicos encontram-se alguns nomes como o internacional português Vieirinha ou os ex-jogadores do CD Nacional Diego Benaglio e Felipe Lopes. Além dos elementos supracitados, Nicklas Bendtner, Ivan Perišić, Ivica Olić, Kevin De Bruyne, Luiz Gustavo, Naldo, Josuha Guilavogui e Ricardo Rodríguez são outros destaques do conjunto orientado por Dieter Hecking. Na Europa, o VfL Wolfsburg terminou a Fase de Grupos da UEFA Europa League no 2.º lugar, com 10 pontos, num grupo que incluía também Everton FC, Lille OSC e FK Kuban Krasnodar.

domingo, 14 de dezembro de 2014

Leão volta a perder pontos em Alvalade; Montero ainda marcou ao cair do pano mas não foi suficiente (1-1)

Árbitro
Jorge Ferreira

Assistência
29 619

Média de Espectadores Como Visitado
34 934

Titulares: Rui Patrício (cap.); Miguel Lopes, Paulo Oliveira, Maurício e Jonathan Silva; William Carvalho e Adrien Silva; André Carrillo, Fredy Montero e Carlos Mané; Islam Slimani.
Suplentes: Marcelo Boeck; Cédric Soares e Naby Sarr; André Martins e João Mário; Diego Capel; Junya Tanaka.
Fora da Ficha de Jogo: Oriol Rosell.

Golos:
  • 35' - Golo de Ramón Cardozo (0-1). Canto curto, bola para trás e cruzamento de Arsénio para a cabeça de Ramón Cardozo, que bate Rui Patrício. Lance duvidoso. o paraguaio parece - em certezas - estar em posição de offside.
  • 90' + 2 - GOLO de Fredy Montero (1-1). Islam Slimani assiste o japonês Junya Tanaka que não conseguiu segurar a bola, mas Fredy Montero aproveitou a sobra para fazer o empate. É o 5º golo do colmbiano no Campeonato, e o 7º no total das competições.
Substituições:
  • 64' - Entram João Mário e Diego Capel, saem Adrien Silva e Carlos Mané
  • 77' - Entra Junya Tanaka, sai Jonathan Silva.
Disciplina:
  • 47' - Carlos Mané é agarrado, impossibilitando-o de continuar o contra-ataque. O árbitro Jorge Ferreira manda seguir... 
  • 82' - Diego Capel é derrubado, sem que a falta seja marcada.

Formação: Equipa B soma 2ª vitória consecutiva frente aos dragões | Juniores leoninos perdem na Madeira | Juvenis leoninos esmagam Portalegrense | Iniciados leoninos perdem derby desequilibrado pela arbitragem

  • Equipa B (Segunda Liga)
O Sporting B alcançou a segunda vitória consecutiva na Segunda Liga Portuguesa, ao vencer o Porto B por 2-1, com golos de Salim Cissé e Hadi Sacko. Ivo reduziu para a equipa visitante, de penalty, já em tempo de descontos da segunda-parte.

Os leões deram a iniciativa de jogo ao Porto B, mas foi sempre a equipa do Sporting B que criou as maiores e melhores situações de perigo, com contra-ataques rápidos conduzidos por Ousmane Dramé e Hadi Sacko. Foi assim que a equipa leonina conseguiu os dois golos, ainda na primeira-parte: primeiro Salim Cissé numa recarga após defesa de Kadu (25’); depois Hadi Sacko, num lance tecnicista, a marcar de pé esquerdo no coração da área (45’).

O Porto B tentou criar mais perigo na segunda-parte, mas foi o Sporting B que dispôs das melhores situações, nomeadamente por Lewis Enoh, que não conseguiu encostar de cabeça após grande jogada pela esquerda. A equipa do Porto B acabou por reduzir, num penalty cometido por Fabrice Fokobo, já no tempo de compensação (95’).

Com este resultado o Sporting B ascendeu à 11.ª posição, com 26 pontos em 19 jogos.

Na próxima jornada, agendada para o próximo fim-de-semana, os leões deslocam-se ao reduto da formação do Vitória SC B.

  • Juniores (Campeonato Nacional - ª Fase - Zona Sul)
O Sporting CP deslocou-se hoje ao território do CD Nacional da Madeira, onde perdeu por 1-0 num jogo a contar para a Jornada 16 da Zona Sul da 1.ª Fase do Campeonato Nacional.

A jovem formação verde-e-branca entrou bem no encontro, criando algumas ocasiões de perigo, mas não foi feliz na concretização e aos 22 minutos, Ricky acabou por colocar os insulares em vantagem.

Na segunda metade do encontro, os comandados de Luís Boa Morte conseguiram dominar a partida, mas não foi o suficiente para conseguirem virar o marcador.

Com este resultado, o Sporting CP mantém-se no 2.º lugar da Zona Sul do Campeonato Nacional com 32 pontos, resultantes de dez vitórias, dois empates e quatro derrotas.

Na próxima jornada, agendada para as 15h do próximo dia 20, Sábado, os leões recebem a formação do CF "Os Belenenses".

Classificação & resultados aqui.
  • Juvenis (Campeonato Nacional - 1ª Fase - Série D)
O Natal chegou cedo para a equipa de Telmo Costa, que conseguiu vencer o CD Portalegrense 1925 por números históricos: 17-0.

O resultado começou a ser construído desde o primeiro minuto do encontro e, após esse primeiro golo, nunca mais parou. Com um ataque mortífero aliado a uma enorme concentração e objectividade, a equipa leonina chegou ao intervalo a ganhar por 8-0.

Se no segundo tempo poderia haver alguma descompressão desengane-se: o Sporting CP regressou totalmente focado e conseguiu marcar mais nove golos, terminando a partida com 17 golos marcados e nenhum sofrido.

Na próxima jornada, agendada para as 11h do próximo dia 21, Domingo, os leões deslocam-se ao reduto da formação do Núcleo Sportinguista de Rio Maior.

Classificação  resultados aqui.
  • Iniciados (Campeonato Nacional - 1ª Fase - Série F)
O Sporting CP perdeu hoje o derby de Iniciados frente ao SL Benfica por 0-1, a contar para a Jornada 16 da Série F da 1.ª Fase do Campeonato Nacional. Todavia, o resultado acaba por não expressar o que se passou em campo, sobretudo tomando em linha de conta que os jovens leões jogaram 36 minutos reduzidos a dez e, ainda assim, foram melhores.

O encontro começou de forma equilibrada mas, após uma boa intervenção do guardião Tiago Simões, o conjunto verde-e-branco assumiu a maior qualidade (individual e colectiva) e conseguiu dominar o encontro. Sérgio Velosa, que permitiu a defesa ao guarda-redes encarnado após boa jogada individual (18 minutos), e Tiago Rodrigues, através de um remate rasteiro de fora da área (33 minutos), tiveram as melhores chances para inaugurarem o marcador. No entanto, aos 34 minutos, os comandados de Pedro Venâncio sofreram um forte revés, com a expulsão do guarda-redes Tiago Simões por falta fora da área. Mais do que o cartão vermelho em si, que pode ou não considerar-se justo, ouviram-se muitos protestos das bancadas pela falta de um critério uniforme: antes do lance que marcaria o resto da partida, os visitantes tinham protagonizado três entradas muito duras sobre jogadores leoninos que não mereceram qualquer acção disciplinar.

Na segunda-parte, mesmo com menos uma unidade em campo, pertenceram ao Sporting CP as oportunidades mais flagrantes, nomeadamente uma de Tiago Rodrigues que, isolado, não conseguiu desviar a bola o suficiente do guarda-redes contrário. Contra a corrente do jogo, e quando tinha feito apenas um remate à baliza leonina na segunda-parte, Luís Ferreira acabou por apontar o único golo da partida aos 60 minutos, aproveitando o natural desgaste dos jogadores do Sporting CP. O conjunto verde-e-branco não baixou os braços, partiu em busca do empate e podia mesmo ter conseguido esse ‘mal menor’ através de bola corrida (Diogo Brás chegou ligeiramente atrasado para concretizar uma boa desmarcação nas costas da defesa encarnada) e de bola parada, com um remate de Bernardo Sousa no último minuto a rasar a trave.

Apesar da derrota, o Sporting CP mantém o segundo lugar da tabela classificativa, com 37 pontos (12 vitórias, um empate e três derrotas), necessitando apenas de mais uma vitória para carimbar o acesso à próxima fase da competição.

Na próxima jornada, agendada para as 20h do próximo dia 18, Quinta-feira, os leões vão receber, na Academia Sporting, o Almada AC.

Classificação  resultados aqui.

Modalidades: Futsal leonino vence Olivais ao cair do pano | Andebol leonino apanha susto ante Passos Manuel mas acaba a vencer por 1 golo | Hóquei leonino volta às vitórias | Ténis de Mesa leonino reforça liderança | Futsal Feminino derrota Del Negro | Basket Feminino eliminado da Taça de Portugal

  • Futsal (Liga Sport Zone Futsal - Fase Regular
O jogo só acaba com o apito final do árbitro e a vitória alcançada pelo Futsal leonino, na partida de hoje, é a prova disso mesmo.

O Sporting CP controlou toda a partida, frente a um SL Olivais decidido a não facilitar a vida aos Campeões Nacionais, mas que tardou a ameaçar as redes de João Benedito – o primeiro remate apenas surgiu aos 15 minutos.

Depois de algumas oportunidades no primeiro tempo, os leões adiantaram-se no marcador por intermédio de Paulinho. Boa combinação do ala com Marcelinho e estava feito o primeiro, aos 27’. O SL Olivais não baixou os braços e, já com guarda-redes avançado e a um minuto do final do encontro, alcançou o empate com um golo de Jander. A prova era dura, mas não impossível de fazer. Muito menos para quem tem fibra de campeão. Nos últimos segundos, e usando a mesma arma que o adversário (guarda-redes avançado), os leões chegaram ao golo da vitória com um desvio ao segundo poste de Diogo, depois de um remate cruzado de Caio Japa. A bola nem voltou a ir a jogo e o árbitro deu por terminada uma partida em que o Sporting CP venceu por 1-2.

Na próxima jornada, agendada para o próximo fim-de-semana, os leões recebem a formação do CF "Os Belenenses".

  • Andebol (Campeonato Nacional - I Divisão - Fase Regular
O Sporting CP recebeu e venceu hoje, no Pavilhão do Ginásio Clube do Sul, o NAAL Passos Manuel por 30-29, num jogo a contar para a Jornada 14 da Fase Regular do Campeonato Fidelidade Andebol 1.

O Sporting CP entrou da melhor forma e atingiu facilmente a uma confortável vantagem de quatro golos. No entanto, com o resultado em 10-6, uma série de erros defensivos e falhas no ataque acabaram por permitir ao NAAL Passos Manuel empatar a onze. Após um desconto de tempo, a superioridade leonina voltou a evidenciar-se e o intervalo chegou com 15-11.

A segunda-parte acabou por trazer um filme muito semelhante ao do primeiro tempo, o que acabou por valer alguns calafrios ao conjunto verde-e-branco: apesar de ter estado em vantagem no marcador desde o início da partida, os visitantes conseguiram passar para a frente a cinco minutos do fim (27-28). Todavia, o Sporting CP ainda foi a tempo de assegurar o triunfo por 30-29, mesmo após algumas decisões duvidosas da dupla de arbitragem que deixaram a equipa em inferioridade numérica. Pedro Solha e Fábio Magalhães, com seis golos cada, foram os melhores marcadores do conjunto leonino, seguidos de Pedro Portela e Pedro Spínola (ambos com cinco). Pedro Sequeira, com onze golos, foi o principal goleador do NAAL Passos Manuel e do encontro.

Com este triunfo, o Sporting CP passa a somar 36 pontos (dez vitórias, dois empates e duas derrotas), ficando à espera do resultado do ABC para saber se termina a jornada no 2.º ou no 3.º lugar da tabela classificativa.

Na próxima jornada, agendada para as 20h do próximo dia 17, Quarta-feira, os leões deslocam-se ao reduto da formação do CF "Os Belenenses".

  • Hóquei em Patins (Campeonato Nacional - I Divisão)
Regresso rápido às vitórias para a equipa de Hóquei em Patins que, depois da derrota em Oliveira de Azeméis, repôs de imediato a ordem natural dos acontecimentos, vencendo o CH Carvalhos por 6-1.

A vitória começou a ser construída desde cedo - tal como pedia Ricardo Figueira na antevisão a este encontro - por Tiago Losna, com uma bela iniciativa individual que culminou com uma finalização no interior da área. Depois de alguns minutos de toada mais lenta, o Sporting CP voltou a marcar por Ricardo Figueira, de grande penalidade. Estava fixado assim o resultado ao intervalo, premiando a equipa que mais rematou.

Na etapa complementar o Sporting CP voltou a entrar forte, marcando mais dois tentos nos primeiros cinco minutos. O primeiro por André Moreira, desviando no interior da área um remate de Tiago Losna, e o segundo pelo próprio Tiago Losna, com uma ‘bomba’ atirada a poucos metros da área do CH Carvalhos. A formação nortenha acabou por reduzir de livre directo, marcado pelo chileno Armando Quintanilla, estavam decorridos seis minutos do segundo tempo. Os visitantes ainda dispuseram de mais dois livres directos mas, quer Armando Quintanilla quer André Matos, não conseguiram bater um inspirado Ângelo Girão. Até final o Sporting CP voltou a marcar por mais duas vezes, com Tiago Losna a completar o seu hat-trick na marcação de um livre directo e Nico Fernández a fazer o sexto, estreando-se a marcar com a camisola verde-e-branca.

Uma vitória que não merece contestação e que coloca os leões mais perto da liderança, sendo que SL Benfica e FC Porto, actuais primeiros classificados, jogarão a meio da semana.

Na próxima jornada, agendada para as 18h do próximo dia 21, Domingo, os leões deslocam-se ao reduto da AD Sanjoanense.

Classificação & resultados aqui.
  • Ténis de Mesa (Campeonato Nacional - I Divisão - Fase Regular)
O Sporting CP começou da melhor forma a segunda volta do Campeonato Nacional de equipas da I Divisão de Ténis de Mesa, vencendo, em Aveiro, o CP Oliveirinha pela margem máxima de 0-4.

Os resultados dos parciais foram os seguintes:
  • Diogo Chen/Diogo Carvalho-Rui Filipe/João Brandão, 3-0 (11-4, 11-3 e 11-2)
  • Diogo Carvalho-Bruno Silva, 3-0 (11-3, 11-7 e 11-8)
  • Bode Abiodun-Rui Filipe, 3-0 (11-4, 11-3 e 11-8)
  • Diogo Chen-João Brandão, 3-0 (14-12, 11-3 e 11-6)
Com este triunfo, e mesmo depois de o encontro frente ao AATM Região Centro ter sido adiado para 4 de Janeiro, o Sporting CP reforçou a liderança do Campeonato com 36 pontos (nove vitórias e uma derrota), mais seis do que o Juncal que tem menos um jogo.
  • Futsal Feminino (Campeonato Regional - AF Lisboa - Divisão de Honra)
A equipa feminina de Futsal do Sporting CP reforçou hoje a liderança da Divisão de Honra do Campeonato Distrital após vencer fora o GCD Del Negro por 2-3, num jogo a contar para a Jornada 11 da competição.

Tatiana apontou dois dos golos leoninos no triunfo frente ao actual 2.º classificado do Campeonato. O outro tento foi apontado por Nádia.

Com este resultado, a formação comandada por Filipe Carneiro passa a somar 31 pontos (dez vitórias e um empate, com 65 golos marcados e apenas 15 sofridos), mais nove do que o GCD Del Negro.

Na próxima jornada, agendada para as 19h do próximo dia 21, Domingo, as leoas recebem a formação do UA Povoense.

Classificação & resultados aqui.
  • Basquetebol Feminino (Taça de Portugal)
A equipa feminina de Basquetebol do Sporting CP recebeu a formação do AD Vagos, este Sábado, em partida referente aos Oitavos-de-Final da Taça de Portugal, perdendo o desafio por 46-66.

(Em actualização)

No próximo jogo, referente à Jornada 8 da Fase Regular do Campeonato Nacional da I Divisão, as eoas recebm a formação do SC Coimbrões, pelas 17h do próximo dia 21,  Domingo.

Calendário & resultados aqui.

Licença de Conteúdos

Licença Creative Commons
Esta obra foi licenciada com uma Licença Creative Commons.Quem copiar conteúdos sem especificar a origem está infringir os termos de copyright e fica sujeito a coima.
myfreecopyright.com registered & protected

Etiquetas

Tags:

 
Design by Free WordPress Themes | Bloggerized by Lasantha - Premium Blogger Themes | Best Web Hosting Coupons