Próximo Jogo

Próximo Jogo

25/09/2011

Notas de uma noite mágica (que ansiamos ver repetida)


Colectivamente:

A melhor exibição do Sporting 2011/2012. Assim, sem rodeios, dito de forma clara e inequíoca: foi (de longe) o melhor jogo que vimos este novo Sporting fazer.

Especialmente a nível ofensivo. Defensivamente, a equipa teve alguns problemas, que se previam. Destaquei essencialente Pitbull, e parece-me que mostrou a qualidade ténica, e a boa relação que tem com a área.

De qualquer forma, vimos um Sporting electrizante, capaz de entusiasmar o mais racional dos adeptos – especialmente na primeira parte -, e que, perante um adversário afoito, que tinha tenções de vir discutir o jogo, soube muito bem desequilibrar no ataque.

Boas combinações ofensivas, muita movimentação sem bola, a equipa conseguiu, assim, aliar números bastante significativos na posse de bola, com inúmeras situações de perigo, que os jogadores leoninos conseguiram, colectivamente, criar.

Quinta-feira, há jogo com a Lazio. Se a equipa mantiver o nível evidenciado (esperamos até que possa crescer ainda mais!), dificilmente sairá de Alvalade sem palmas e elogios. Mas é preciso racionalidade: ainda podemos crescer mais, e euforias, por uma vitória frente ao Setúbal, não são nem saudáveis nem assertivas.

Individualmente:

- Os defesas. Patrício fez algumas defesas de muitíssimo bom nível. João Pereira e Insua fizeram ambos excelentes exibições, quer no aspecto defensivo, quer ofensivamente (especialmente o argentino). A dupla de centrais esteve bem, Onyewu – não marcando – melhorou face ás exibições anteriores, e A. Rodriguez, além de também cumprir defensivamente, soube sair a jogar e ajudar na manobra ofensiva, sendo precioso por isso.

- Os médios. Rinaudo joga bem longe dos dois médios da frente, mas é o homem ideal para isso. É muito dinâmico, e precisa de muito espaço para actuar, quer para sair na pressão, quer para sair a jogar. Schaars esteve bem nas coberturas. A sua inteligência posicional é tremenda, permite-lhe ser forte nas coberturas ás saídas posicionais de FR, e é muito forte a circular a bola. Elias é um dos melhores médios da Liga, se não o melhor. Domina todos os aspectos do jogo, e liga o futebol da equipa como nenhum outro.

- Os atacantes. Carrillo melhor que Capel, soube atacar mais (e melhor) a área, aparecendo bem em zonas de finalização. É um jogador que precisa de adquirir consistência, mas que tem traços fantástios (além das qualidades técnicas e da velocidade, movimenta-se bem – com e sem bola). O espanhol continuou a reter demasiado a bola, embora se tenha movimentado melhor que em jogos anteriores. No centro, o excelente Wolfswinkel. Marcou dois golos, podia ter marcado mais (foi perdulário numa ou outra situação), mas é muito mais que um finalizador. Movimenta-se muito bem, sabe abrir espaços, tabelar com os companheiros, e sabe quando deve soltar a bola, quando deve procurar a profundidade e quando deve baixar no terreno para receber. Completo!

- Os suplentes. Polga entrou bem. Insisto na ideia que o brasileiro, Rodriguez e Carriço têm características muito semelhantes, e que não diferem muito de valor. Deposito plena confiança em qualquer um dos três (não só pelo que cumprem defensivamente, como também pelo que ajudam a nível ofensivo). Bojinov mostrou uma presença e movimentação interessante na área, mesmo não tendo marcado. De Matías, confesso ser um admirador. Não vejo em mais nenhum médio do plantel a sua qualidade técnica, a sua criatividade, e a sua magia. Perante equipas que se fechem mais, é fundamental, mas defensivamente também ajuda muito na pressão. Não vejo que médio tirar… mas Matías traz arte ao jogo.
Partilhar:

8 comentários:

  1. Ontem, tive o prazer de assistir a um concerto musical,fiquei maravilhado com estes magníficos músicos. Desde o Palácio do Leão,ouvi temas de arte rara,com excelentes acompanhantes e magníficos solistas. O maestro,Domingos Paciência,no seu "palanque" orientava os seus músicos,sob a sua maravilhosa "batuta". No concerto foi encontrado um "vírus"de seu nome, Cosme,mas não chegou para desorientar os maravilhosos músicos,que vestiam de verde,(verde de AMOR) e brindar o público com excelente concerto. Houve temas que não entraram no ouvido,mas o público reconhecendo o seu grau de valor,aplaudiu entusiasticamente. Concerto bem preparado,com temas em "Clave de sol",outros em "clave de Dó",a divisão das fusas e smi fusas,eram excutadas com alto profissionalismo. Como comentário final,apraz-me referir,os mais de trinta e dois mil espectadores,que ao abandonar o Palácio do Leão,saíram satisfeitos com este concerto da orquestra Leonina. Estou convencido que no próximo concerto,dia 29,a orquestra, irá brindar a Lázio, com mais um um magnífico concerto e de certeza que estará muito mais público. Saudações Leoninas.MATADORSCP

    ResponderEliminar
  2. Matador:
    Estás um verdadeiro poeta!

    Só uma ressalva: estiveram mais de 33 mil espectadores em Alvalade. 33.261, segundo a Bosta.
    Recorde de assistência esta época.
    Contra o Olhanense, no jogo de abertura, tinham estado 33.248. Desconheço a assistência no jogo contra o Marítimo, mas estamos seguramente com uma das melhores médias de espectadores por jogo desde a inauguração do novo estádio.

    Portanto, temos uma equipa a jogar bom futebol, temos golos, temos o público de regresso ao estádio, temos jogadores de classe, temos um goleador de grande nivel...
    E o grande SCP de volta!
    Esta direcção mudou mesmo a cara do Leão!

    Jarvalho

    ResponderEliminar
  3. Gonçalo:

    Desta noite podem-se tirar mais umas "notitas":

    Ainda haverá alguém que continua a achar que Elias foi caro e que não fazia falta à equipa?
    Ainda haverá alguém a chorar por Bendtner?
    Ainda haverá alguém a pedir Quaresma e Guardado?
    Ainda haverá alguém a perguntar quando chegam as trutas?

    Deixo uma preocupação: jogamos com a Lazio na quinta feira e vamos a Guimarães no Domingo.
    Muito pouco tempo de recuperação, a lembrar que quando jogámos com o Marítimo também vínhamos de um jogo há menos de 72 horas para as competições europeias.
    Esperemos que este nosso calendário, muito prejudicial ao SCP e cuja responsabilidade desconheço, não nos traga dissabores para Guimarães.

    Jarvalho

    ResponderEliminar
  4. Hoje o Sporting na Alma faz 1 ano!
    Visite o blog e deixe o seu comentário. A sua opinião é o nosso salário!

    www.sportings.blogspot.com

    SPORTING SEMPRE... NA ALMA!

    ResponderEliminar
  5. Gonçalo Correia25/9/11 15:34

    JC,

    Exactamente. E estou perfeitamente convencido que, contra a Lazio, seremos pelo menos 40 mil.

    Sobre as suas notas... Se reparar na minha análise á contratação do Elias, eu disse que não duvidava que valia os (quase) 9 milhões de euros. O que não sabia era se deveriam ter investido tal soma. Mas que a valia, isso nunca duvidei, e afirmei-o desde logo mal a contratação foi consumada (comparando-o, enquanto motor de uma equipa, á importância de JM no Porto, e Witsel no Benfica).

    O Bendtner até podia não ser um pior finalizador que o Wolfswinkel (embora as minhas unhas roídas durante os jogos do Arsenal teimem sugerir o contrário). Mas em todos os aspectos do jogo - que não a finalização - parece-me não ser superior ao holandês (pelo contrário). Em nenhum.

    Quanto ao Quaresma e ao Guardado... Honestamente, não sei se seriam muito inferiores ao Capel. Especialmente o Quaresma. Também é individualista (como o espanhol) mas pelo menos procura mais as zonas de finalização. De qualquer forma, não veio. E não é (nem de perto) o jogador que era quando saiu do Porto.

    Eu desconfio sempre do desgaste físico. Não o renego (obviamente, é importante) mas acho que o estado anímico de uma equipa é muitíssimo mais preponderante.

    Os jogadores, confiantes e motivados, superam-se, quer no plano técnico, quer no plano físico. Não se sente (tantas) dores, não falham tanto as forças nas pernas... É a "anestesia" que uma vitória traz.

    É urgente vencer quinta.

    Anónimo,

    O seu comentário foi apagado. E outros do mesmo género, voltarão a sê-lo. Eu expliquei-lhe, já, e por duas vezes, qual era a minha opinião relativamente aos jogadores em questão.

    Repeti-lhe a explicação, até citei o que referi, e disse que era a última vez que o faria. Costumo cumprir o que prometo. Se não percebeu á primeira, nem á segunda, então não há mais nada a dizer, o amigo poupa o seu tempo, e eu poupo o meu.

    Em relação ao problema da equipa... Era um problema colectivo. Gradualmente (como esperava) a equipa foi crescendo (só hoje jogou melhor que contra o Olhanense, no primeiro jogo do Campeonato, atenção). Se tem uma opinião diferente... aceito. O que não me apetece é repeti-lo mais uma vez, e outra, e novamente de seguida. Chega.

    ResponderEliminar
  6. Gonçalo:

    Sobre o desgaste fisico vs estado anímico, há um grande treinador mundial que diz exactamente o mesmo, José Mourinho de seu nome.
    Tens inteira razão.
    A minha única dúvida é se o SCP terá atingido já tal estado anímico que consiga superar o desgaste fisico.

    De facto, Quaresma e Guardado até podiam não ser inferiores ao Capel, mas teriamos de lhes pagar bem mais de ordenado e o seu passe custaria bem mais que o de Capel. E ainda temos Jefren, que quando começar a carburar desconfio que será ainda melhor que Capel.

    O mesmo em relação a Brendtner vs Wolf.

    Contra a Lazio, não creio que cheguemos aos 40 mil espectadores, mas passamos seguramente os 30 mil.

    Uma coisa me parece certa: Se ganharmos estes dois jogos, Lazio e Guimarães, começo a acreditar em grandes conquistas este ano.
    Mas se tal não suceder, também não vou desmoralizar, porque esta equipa já mostrou que é capaz de jogar do melhor futebol que tenho visto e que a distância que nos separava dos rivais está ultrapassada - e estes eram os objectivos para este ano!

    Jarvalho

    ResponderEliminar
  7. Gonçalo Correia25/9/11 17:59

    JC,

    Concordo. É por isso, aliás, que falei da urgência em ganhar á Lazio. Dará uma força mental á equipa, que a poderá fazer superar as dificuldades físicas (e técnicas...) no jogo frente ao Guimarães.

    Eu não desconfio que o Jeffren é melhor que o Capel. Eu estou absolutamente certo (é uma opinião, e é subjectiva, naturalmente) que é muitíssimo superior. E que está ao nível do melhor "avançado interior" da Liga (Hulk).

    Assim como estou certo que Matías é um dos médios mais criativos e talentosos da Liga (a par de Aimar - que é soberbo - e de Nuno Assis), e que dificilmente não terá lugar no (bom) meio-campo do Sporting.

    Não sei se não chegaremos aos 40 mil, mas acredito que sim. Depois da melhor exibição da temporada, num jogo europeu frente a uma equipa que nos colocará bastantes dificuldades, e que é uma equipa de renome... Porque não?

    É exactamente essa racionalidade que (também) é necessária. Bons jogadores, estou absolutamente certo que temos (e jovens, na sua maioria). O treinador também é competente. A estrutura parece-me (bem) mais forte que as anteriores.

    Resta acreditar neste Sporting. E eu acredito. E não abdico da minha convicção neste novo S.C.P. por um ou outro resultado menos positivo.

    SL

    ResponderEliminar
  8. Amigo Gonçalo...

    voltando á "vaca fria", em relação á nossa troca de ideias num outro post que já não se encontra visivel e em que me falaste da média de golos sofrida com Carriço e sem Carriço, vou-te expor uns dado coerentes e indesmentíveis que são mais importantes que a média de golos sofrida...

    Dupla POLGA-CARRIÇO - 3 jogos - 2 pontos
    Dupla ONYEWO-RODRIGUEZ - 3 jogos - 9 pontos

    Incrível, não é?

    SL


    Ass: Mikos

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!