Próximo Jogo

Próximo Jogo

17/10/2011

Curta (e tardia) análise sobre o R & C da SAD


Ponto prévio: não sou, muito sinceramente, um perito no que a análises de “Relatório e Contas” diz respeito. Porém, mesmo que de forma muito tardia, não queria deixar de mencionar os resultados da SAD leonina no exercício de 2010/2011(discussão que, convenhamos, não foi explorada igualmente em muitos outros pontos da blogosfera leonina)

Há que dizê-lo de forma directa e peremptória: os resultados foram assustadores. Não foram maus, foram assustadoramente preocupantes.

E é preciso afirmá-lo sem medo do poder que a frase traz. Para que se não cometam os erros que foram cometidos na temporada passada, e que levaram o Sporting não só a ter maus resultados desportivos, como a ter um plantel envelhecido – e, consequentemente, com pouco valor de mercado.

Não sendo, reafirmo, um perito na matéria (e talvez exactamente por isso, do alto do meu pouco conhecimento deste tipo de assuntos), parece-me ser esta a principal razão de um prejuízo tão significativo – de 44 milhões de euros: um investimento em jogadores de idade avançada (sem potencial de valorização, desportivo e financeiro), que deu péssimos resultados.

Basicamente, investiu-se quase todas as “fichas” num perfil de jogador que pudesse dar retorno desportivo no imediato. Este tipo de apostas, é extremamente arriscada: porque ou é bem sucedida, e leva uma equipa a fazer uma grande temporada (e, consequentemente, a aumentar significativamente as receitas), ou, no caso de não ter resultados desportivos imediatos, “exige” que se reformule um plantel com pouco retorno desportivo (pelos maus resultados) e com pouco potencial de valorização (pela idade dos seus intervenientes).

E é por isso que esta estratégia, seguida este Verão, faz mais sentido (os resultados serão vistos mais tarde, mas a estratégia em si parece-me compreensível). Apostar em jogadores que não só possam dar retorno desportivo imediato, como retorno (desportivo e financeiro) significativo no futuro, é mais viável que apostar em jogadores experientes (ie, incapazes de se valorizarem futuramente) para ter resultados imediatos.

Parece-me óbvio que este é um plantel com muito mais valor de mercado que o anterior, onde apenas Tiago, Polga, Onyewu e Evaldo – pela idade que têm -, não possuem potencial de valorização futuro, quer a nível de rendimento desportivo, quer a nível de mais-valias financeiras com uma possível venda.

Mas o Sporting (apesar de mais próximo, e com um planeamento que, a médio prazo, o poderá levar a sê-lo) continua longe da sustentabilidade necessária para não ter de continuar a viver com a “corda na garganta”.
Partilhar:

0 comentários:

Enviar um comentário

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!