Próximo Jogo

Próximo Jogo

16/03/2012

O esforço, a dedicação, a devoção e a glória



Jogo (praticamente) perfeito!

Um jogo excelente, fez o Sporting ontem. Uma primeira parte absolutamente brilhante, e uma segunda em que a equipa foi baixando – abalo(s) do(s) golo(s) sofrido(s) e qualidade colectiva e individual do adversário -, e onde se valeu do coração para aguentar uma vantagem perante um adversário tão difícil.
Jogadores sempre muito próximos, boas coberturas constantes, excelente a acção defensiva programada (boa ocupação das zonas centrais defensivas, jogadores com ordens para procurarem, mais que recuperar a bola, impedir a progressão do City) e a saída a jogar (pondo-se velocidade, mas quase sempre de uma forma apoiada, colectiva e clarividente).
Em termos individuais, gostei particularmente dos laterais (o Pereirinha mostrou aquilo que tenho vindo a dizer: a inteligência e a classe fazem a diferença; foi fundamental no segundo golo), da magia do Matías Fernández, da classe do Izmailov e do jogo do Wolfswinkel. Boa entrada de Jeffrén, também. E o enorme Rui Patrício, claro!
Em termos de dinâmicas entre jogadores, gostei muito de ver a ala direita (excelente relacionamento, defensivo e ofensivo, entre o BP e o MI) e dos equilíbrios entre o Carriço e o Schaars (este último só não o coloquei nos principais destaques por alguns passes mal executados, especialmente logo no início do jogo).
Uma última nota para os comentários anteriores à eliminatória. Se era natural não ter expectativas - o City era claramente favorito -, era uma imbecilidade falar-se em “resultados vergonhosos”. Uma equipa como o United levou 6 golos no Etihad Stadium. Que vergonha poderia o Sporting passar?

O caminho é o futuro:

Segue-se o Gil Vicente, esta segunda-feira. Será um jogo difícil, mais que não seja pelo desgaste físico e psicológico que a maioria dos jogadores apresenta (mas também porque o Gil já mostrou, contra os grandes, saber defender e ser perigoso no contra-ataque).
Apesar disto, será fundamental vencer, consolidar o nosso crescimento e dar ainda mais confiança para preparar o jogo com o Feirense da próxima semana (altura em que a equipa poderá dar o salto qualitativo e consolidar-se como a que melhor joga em Portugal – e que, portanto, mais próxima está do sucesso futuro).

Vamos piorar o futebol português?

A presença do Benfica nos quartos-de-final da Liga dos Campeões e o facto do Sporting CP ter conseguido eliminar o Man City seria interessante para o Mário Figueiredo e o António Fiúza se recatarem nas opções que tomam. O futebol português, não estando perfeito, está saudável qb para o querer estragar mais.
E atacar os grandes não faz sentido algum; dado o Campeonato Português e dadas as receitas que SCP, FCP e SLB obtêm, face a outros adversários europeus, muito têm feito os grandes no engrandecimento de Portugal no mercado futebolístico.
Partilhar:

10 comentários:

  1. É injusto analisar alguns jogadores individualmente porque considero que toda a equipa se mostrou bastante solidária entre si e soube sofrer até ao fim, mas face a algumas críticas no passado não podia ficar indiferente aos seguintes jogadores:

    Rui Patrício: Não fosse aquela última defesa nos segundos finais e estaríamos fora da Liga Europa. É isto que distingue os guarda-redes medianos dos bons, e o Rui hoje provou (mais uma vez) estar no patamar dos melhores guarda-redes da Europa.

    Pereirinha: Grande atitude e garra demonstrada ao longo do jogo. Defensivamente esteve bem e a subir fê-lo de forma inteligente, não expondo demasiado a equipa. Mas para mim o momento marcante deste jogador foi quando se lesionou depois de uma falta não assinalada de Dzeko e continuou dentro de campo, apesar das dores (soube-se depois que sofrera uma luxação no ombro), permitindo à equipa continuar com 11 elementos numa altura decisiva do encontro. Pode ser que agora seja visto com outros olhos pelos adeptos e que o mesmo se imponha definitivamente na equipa (para já e desde Sá Pinto tem-o feito quase sempre).

    Matías Fernandez: Nunca duvidei da qualidade deste jogador, o que me choca mesmo é ver pessoas que ainda estão indecisas se haviam de renovar contrato ou não com o chileno. O que vale é que não são essas pessoas que estão à frente do clube. Para terminar esta questão, a renovação era para ontem. Quanto à sua exibição foi excelente, depois da sua saída (e com a entrada de Dzeko) o Sporting não teve mais a bola.

    Renato Neto: Como alguém disse o penalty não é infantil porque não existe, a entrada sim é infantil e podia ter sido evitada. Mas mesmo depois do penalty não desmoralizou e ajudou bastante a equipa em termos defensivos (importante as dobras que fez aos laterais). A crescer.

    Xandão: O seu golo de calcanhar no jogo da 1ª mão revelou-se decisivo no final das contas.

    Izmailov: Dá prazer ver este jogador a jogar. Mas dá ainda mais prazer vê-lo a fazer 90 minutos num jogo de tamanha intensidade (parece ter afastado as lesões).

    ResponderEliminar
  2. Em relação ao próximo jogo. Apesar do desgas-te joão pereira e elias nao jogaram. Capel e Matias tal como Wolfswinkel foram substituidos. A juntar a algumas boas alternativas como andre martins ou andre santos e ainda o genial jeffren. E também com a grande injeção que o sporting recebeu de motivação. Parece-me que o unico problema é mesmo a equipa que vamos de frontar. Vamos ver como se comporta a equipa a jogar contra uma equipa que põe o autocarro e inteligente nas transições. Pois deve ser jogo para termos 70% de posse de bola e as medidas a tomar são completamente diferentes. SL
    Sporting!

    ResponderEliminar
  3. Miguel,

    De acordo com tudo, excepto duas questões específicas.

    A primeira é o RN. A abordagem infantil, para mim, tem peso. E acho que esteve algo perdido em campo...

    Depois, o MF. Partilho a opinião sobre o valor. Mas será dos jogadores que mais ganha. Não sei quanto pedirá para renovar...

    LPSCP,

    É verdade, creio que dá para fazer algumas alterações sem que percamos grande qualidade individual.

    Totalmente de acordo com essa última questão. Que seja como contra o VSC, e não como contra o Setúbal...

    Mesmo sendo o adversário diferente, logicamente, de um e de outro.

    SL

    ResponderEliminar
  4. Gonçalo, o que é bom custa dinheiro. Pobre do Sporting quando não estiver disposto a fazer um esforço para segurar um jogador que traz mais-valias inquestionáveis à equipa, como é o caso do Matías.

    SL

    ResponderEliminar
  5. Gonçalo Correia16/3/12 21:28

    Bernardo Cortes,

    O que é que essa frase significa, exactamente? Pobre do Sporting se não conseguir contratar um Balotelli, por exemplo?

    Objectivamente, o SCP tem tectos salariais, e terá um tecto salarial para o valor que entende que o MF tem.

    Será alto, por certo, mas se o jogador pedir para ser dos mais bem pagos do plantel (se não o mais)...

    Não será fácil, pelo menos. E eu acho-o um grande jogador, mas terá de haver um rigor no controlo das despesas.

    Os últimos R & C que o digam...

    ResponderEliminar
  6. MINHA EQUIPA EM 4-2-3-1 (tipo Mourinho):

    Patrício;
    Carriço, Xandão, Polga, Insúa;
    Elias, Schaars;
    Izmailov, Matías, Capel;
    Wolfswinkel.

    Carrillo e Jeffrén, prontos para substituições na 2ª parte.

    DUARTE

    ResponderEliminar
  7. Obviamente que não estou a falar de jogadores que ganham 5 milhões por ano como o Ballotelli ou outros. Mas uma equipa que não abre os cordões à bolsa, dentro dos seus limites, não consegue criar uma equipa competitiva a longo prazo. De resto, se o Matías pedisse para ser um dos mais bem pagos do plantel, parece-me que já o é, não vejo porque não, a sua qualidade justifica-o, e não me parece que peça um valor que ele saiba que é acima das possibilidades do clube.

    SL

    ResponderEliminar
  8. Bernardo,

    Foi um exagero para pôr a questão, que agora referes também, de haver limites. Já sendo um dos mais bem pagos, e pedindo mais para renovar (estamos num cenário hipotético, mas verosímil)... Não se adivinham negociações fáceis, até pelos problemas físicos que continuamente tem tido. O meu desejo é logicamente que fique e renove... mas dentro dos limites possíveis. E, não estando a negociar nem sabendo que valores estarão em cima da mesa (só sei que, actualmente, é dos que mais ganha), não critico.

    SL

    ResponderEliminar
  9. Foi um jogo magnifico, e depois disto constatamos que somos um grande clube. A nivel mundial e europeu, demos nas vistas. Foi um sporting com elevados niveis de confiança, criatividade, força, foi um sporting como nunca foi...tenho orgulho de ser sportinguista !
    PS: Quando assisti ao jogo da liga, sporting contra o Setubal, estava muito preocupado com tudo. Parecia um jogo de amadores. O resultado foi mau, e a qualidade de jogo era de muito pouca qualidade.
    Assim, quero para sempre um sporting batalhador e imbativel como o que fez história no jogo contra o Man city !SL

    ResponderEliminar
  10. Lembram-se do vaticínio deste palhaço?

    http://www.youtube.com/watch?v=hkxdaneWLvA&feature=player_embedded#!

    O SCP ia ser triturado e ia envergonhar o futebol português...

    Vai-te f****, ó Cristóvão.

    Jarvalho

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!