Próximo Jogo

Próximo Jogo

17/09/2012

5 jogos, 1 vitória, 3 empates, 1 derrota, 6 golos marcados, 3 golos sofridos - Isto (não) é o Sporting!

Afinal de contas é esta a contabilidade actual... e os treinadores vivem de resultados, não é?!

Não vale a pena contestar muito a equipa ou, sequer, este ou aquele jogador em particular, temos um dos melhores planteis dos últimos largos anos, notoriamente, ainda que falte um Ponta-de-Lança, como Sá Pinto acabou por admitir, indirectamente. De forma que, assim, resta encerrar o peso da responsabilidade no timoneiro, Ricardo Sá Pinto. Desde as escalonações dos 11's que entram em campo a cada jogo, passando pela directriz com que a conduz durante os 90 minutos e acabando nas substituições e, claro, nos resultados finais. É ele quem decide, e é ele quem tem de dar a cara pelo que decide. Não é a Direcção, nem Carlos Freitas ou Luís Duque nem, muito menos, um ou outro jogador que não tenha estado tão bem.

O que (não) se passa, além do óbvio, é que Ricardo Sá Pinto tende a extrapolar desmesuradamente o esforço dos "seus" jogadores, da "sua" equipa, ao ponto em que as flash-interviews e conferências de imprensa parecerem descrever um jogo que não foi aquele que vimos. Chega a ser surreal. E as culpas tendem a resvalar ou para o relvado que estava pesado ou escorregadio ou é muito curto (e vice-versa), ou para o azar ou para o a própria injustiça do futebol. É o "vamos levantar a cabeça e pensar no próximo jogo", que "o objectivo é só um, é ganhar". Claro... Domingos Paciência tinha exactamente o mesmo discurso miserabilista, e vejam o que lhe aconteceu...

Creio não falar só por mim quando me manifesto profundamente desagradado e, mais que isso, farto de ler e ouvir estes lugares-comuns do futebol. E mais ainda quando estes se têm tornado apanágio no meu Clube, a cada ano que passa, ao invés da excepção que deveriam ser! Ao menos o discurso tem que mudar; já constatámos que este discurso desculpabilizador, além de pouco ambicioso, acaba também por retirar aos jogadores o peso da responsabilidade que deveriam ter sempre presente. Afinal, não somos o Marítimo, nem o Guimarães ou o Rio Ave nem -Deus me livre - o Horsens (sem desprimor pelos visados); somos o Sporting Clube de Portugal, e seria deveras interessante que todos percebessem isso, até porque têm milhões de adeptos que contam com a equipa para lhes dar um pouquinho de alegria, que equilibre a balança perante tudo o resto que vemos assolar-nos no dia-a-dia.

Errar é humano, insistir no erro é teimosia, teimar perante o erro é simplesmente parvo. E eu estou exausto de tanta parvoíce no meu Clube.

A motivação vai-se-me escapando como nunca antes, sequer para discutir o próprio futebol em si, quanto mais todos os outros assuntos extra-futebol de somenos importância. Nem quero falar deles agora... porque, contas feitas, sem vitórias não há Clube nenhum no Mundo que sobreviva. Nem adeptos, por mais fiéis que sejam, que o tolerem!

Ninguém duvida do Sportinguismo do Ricardo, mas também ninguém consegue afirmar peremptoriamente que é o homem certo. Ao fim de mais de meio ano ao leme. Não que o queira ver pelas costas - longe disso, mas estou cada vez mais certo da minha desconfiança inicial perante o rendimento dele no Clube. Aliás, nem rendimento nem aproveitamento... Assume-te, Ricardo, senão por mais coisa nenhuma, pelo teu imenso Sportinguismo!
Partilhar:

9 comentários:

  1. O Sá tem que sair pelo próprio pé para não manchar a sua imagem! Ontem já era tarde na minha opinião, adorei Sá pinto enquanto futebolista, mas neste momento não esta a dar conta do recado.

    ResponderEliminar
  2. O clube precisa de um bom treinador e na minha opinião de nível mundial...não merece nada menos que isso. Sá Pinto é outro Paulo Bento, serviu para remendar enquanto não entrasse outra alternativa. Mas não...deixaram-se pelo remendo.

    ResponderEliminar
  3. Eu vi o jogo aqui na madeira e tenho que vos dizer que relativamente ao sporting, está muito claro:

    - É de realçar que este é talvez o melhor plantel dos últimos 10 anos do Sporting, porém, a meu ver, a equipa escolhida não foi a mais acertada, atendendo ao adversário, jogo fora de casa, a nível táctico-técnico, e da qualidade que o técnico leonino dispõe no seu grupo de trabalho. Agora vamos a factos:
    - Aquecimento realizado com pouco entusiasmo, muitas peneiras.
    - Equipa algo ausente, não unida.
    - Treinador que aparentemente não impõe respeito na equipa a nível de futebol táctico-técnico, a nível animico-psicológico aí sim, talvez se impunha e destaque.
    - Entrada algo intensa, com um meio campo minimamente construtivo (embora um gelson muito apagado e algo nervoso, um elias que pouco se viu e o adrien esforçado e chamando os colegas para a pressão e para o ataque), e um ataque desconectado, o izmailov (e que grande jogador) a descair demasiado para o meio, sem a respectiva movimentação dos seus colegas, um carrillo irreverente e um Ricky muito afastado da restante equipa, muito só e ainda mais distante e por fim uma defesa algo segura, com alas a subir e dar cobertura e uma defesa sem medos e responsável (Sabia jogar feio se necessário).
    - Mesmo assim do outro lado, estava um maritimo tacticamente rigoroso, a nível de grupo e espirito de sacrifício assinalável, uma equipa realmente coesa e no contra ataque a MELHOR da liga portuguesa.
    - 2ª parte, 10/15 minutos extremamente intensos, bem jogados, mas porra UM JOGO SÃO 90 MINUTOS!
    - Sem vontade de ganhar e aumentar o resultado (à exeçao do peruano e do futebol assinalável do izmailov e do jogo consistente do rui patricio e do defesa croata). De resto 0.
    - Leitura de jogo péssima do Sá Pinto, PÉSSIMA, foi bastante infeliz nas alterações realizadas, muito más, muito más... Ele que passa o jogo inteiro a dar palmas, mas meu caro, não é com aplausos que se ganha jogos.
    - Por fim uma nota de destaque ao Maritimo, que se transcendeu e demonstrou ser uma verdadeira equipa.
    Isto foi só ontem! mas ha mais...
    - Fair paly financeiro da UEFA. O que a UEFA diz, é que nenhum clube que esteja nas competições europeias, pode ter resultados negativos em 2012 de 45 milhoes euros, em 2103 de 45 milhoes euros e 2014 de 30 milhoes de euros. Assim o Sporting apresenta há varios anos resultados negativos ( ver contas da SAD ) e em valoes iguais ou superiores aos exigidos pela UEFA.
    - Fracos resultados. Isto leva a desmobilização. Sem povo, não há dinheiro de bilhetica, de merchandaising, de Game Box etc etc.
    - Isto aliado ao estado em que Portugal está. País falido. Cada vez menos se vai gastar em futebol, e ainda por cima em clube não ganhador.
    - Paulo Pereira Cristóvão. Ver que este assunto ainda pode trazer grandes problemas ao clube. para alem do caso duque, do carlos barbosa e a maneira como saiu...
    - Ter como inimigo o Benfica. Errado, quando os podres do futebol estão a Norte. F C Porto e Olivedesportos.
    - Falencia técnica, que é o que o Sporting apresenta.Não atirem areia para os olhos dos sócios entendidos. Esta é a realidade do clube.
    o que eu penso e que ja estou cansado de ver o mesmo todos os anos e ninguem faz nd estou cansado de o sa pinto ter sempre as mesmas desculpas "jogamos bem com vontade de vencer so faltou a vitoria" sempre o mesmo discurso e com isto eu nao vou porque e sempre so falta a vitoria onde e que ela esta? num bom treinador que imponha respeito e liderança no balniario mas tambem numa direçao convicta e com noçao do que e o melhor para o sporting e nao para eles se aproveitarem do nosso grandioso sporting. É inadmisivel que o sporting so detenha metade ou menos dos passes dos seus jogadores inademisivel e que o resto pertença fundos que nós socios e adeptos do sporting desconhecemos a quem pertecem!!! E com isto termino fazendo um apelo aos sportinguistas socios e adeptos para que apoiem a saida desta direçao que so esta a prejudicar o nosso clube vamos realizar um revoluçao no SPORTING CLUBE DE PORTUGAL!!

    O Verdadeiro Leão

    ResponderEliminar
  4. Rmarcelo199317/9/12 19:22

    No inicio eu apoei Sá Pinto a treinador, pois achei que seria o homem capaz de trazer alma Sportinguista e raça aos nossos jogadores, pois era a sua imagem de marca. Mas neste momento o Sporting nao joga com raça, nem com atitude, nem como devem jogador numa equipa grande como o Sporting.

    Temos um estilo de jogo ridiculo, pois nao pressionamos, temos uma posse de bola estupida (para trás, para os lados, mas sem nexo).

    Sá Pinto continua a dar desculpas idiotas(com mais frequência na falta de Sorte) e muitos Sportinguistas continuam a ir no conto do vigário, pois o amor por Sá é tao cego que nem conseguem por á frente os interesses do Sporting!

    Por muito que pudesse custar Sá devia abandonar o Sporting e já, pois com ele está visto que nao passa daqui. E para um mal menor, com a entrada de alguém com tarimba e provas dadas podia ser que ainda fossemos recuperar alguma coisa, pois a continuar assim este ano estámos arrumados muito antes de natal (se é que já nao estámos)!

    DEsde já muito bom este post, que demonstra a tua qualidade de opinião sobre o Sporting, nao desanimes e continua o excelente trabalho!

    SL

    ResponderEliminar
  5. Algo vai mal no reino do leão, e não é de agora.

    Um clube que outrora foi um clube vencedor, mas que ultimamente tem aplicado o verbo vencer com bem menos regularidade que se suponha, tanto no futebol como nas modalidades.

    É com muita tristeza que digo isto, mas há uns anos quando falavam em "belenização" eu refutava essa hipótese, mas, apesar de saber o historial de ambas as equipas, tenho de aceitar que ano após ano este clube que aprendi a amar, tem-se afundado e até a exigência de muitos adeptos tem baixado ano após ano, e hoje em dia quem faz um reparo, critica ou uma constatação de um facto, é acusado de "mau sportinguista" " lampião" etc..

    Falando do actual momento do futebol: o fantástico titulo do post que o Mauro fez diz tudo!

    Quanto ao Sporting só lhe desejo as boas melhoras!

    Saudações Leoninas

    ResponderEliminar
  6. Este Sporting já não é aquele Sporting o que meu avô me falava e graças a ELE hoje ainda sou um ORGULHOSO Sportinguista.
    Presente:
    Sei que muitos poderão dizer que é nos momentos mais difíceis que tem que se apoiar o clube, mas tudo tem limites. Não podemos apoiar o atuar sporting, não podemos apoiar uma equipa que jogo após jogo não mostra melhorias. E a uma coisa grave: o último jogo efectuado pelo Sporting foi há mais de duas semanas, depois do jogo para a Europa nem jogamos no fim-de-semana seguinte para preparar convenientemente este jogo, a única coisa positiva talvez que retenho deste jogo, é que enquanto o Izmailov teve ‘pilhas’ é um pouco diferente o jogo do Sporting (para melhor).
    Hoje foi erros atrás de erros por parte do Sá Pinto (aprecio muito o seu Sportinguismo) talvez muitos no ano passado o tenham posto como herói e hoje é réu. Mas quer queiramos que não é! Não podemos esconder uma coisa óbvia.

    O que vou dizer vou entrar no caminho do ‘se’… mas se o treinador do Sporting não tivesse tanto medo talvez já tivéssemos 9 pontos, sim 9 pontos.
    Fico fulo da vida quando vejo o clube marcar um golo (e por sinal, o único da liga) passado uns minutos entrar um defesa para defender o resultado.
    Fico fulo de ver que o Sá Pinto aposta sempre nos seus ‘mosqueteiros’.
    Fico fulo quando observo que temos um jovem (Labyad) com enorme valor (nem mencionei potencial) no banco, em 3 jogos para o campeonato só entra em um e quando estamos a perder, isso para um jovem não é lá muito positivo, digo eu.
    Porquê que o Viola não entrou para o lugar do Wolfswinkel?
    Era um jogador fresco para aquela posição.
    Por falar em jogadores frescos, onde estava o Carriço que deu origem ao golo do Marítimo, teve de ir o pobre do André Martins a ir lá, fez uma falta, e lá se deu o golo do Marítimo.
    Futuro:
    Fazer futurologia: prevejo que os próximos 3 jogos muito provavelmente o Sporting irá ganhar, e depois desses três jogos serão todos uns heróis, mas não se iludam com as possíveis vitórias, até posso estar enganado, afinal pensava que o Sporting iria ganhar ao Rio Ave facilmente e perdemos.
    Podemos chegar ao Dragão à 6ª jornada já com à corda ao pescoço, em caso de derrota podemos ficar a 8 pontos.

    E com aquilo que mencionei anteriormente, em caso de vitórias nesses 3 jogos todos serão uns heróis e já vão dizer que será fácil ganhar no Dragão, alguns Sportinguistas passam do 8 para o 80 muito facilmente.
    Sá Pinto quando uma equipa tem a bola e ataca, a outra equipa de certeza que não marcará golos, o Sporting não é uma equipa pequena para defender o 1-0 (embora nos últimos anos pareça).
    Para finalizar:
    As minhas dúvidas estão a ficar dissipadas:

    - Sá Pinto não tem perfil para ser treinador de uma equipa como a do Sporting.

    ResponderEliminar
  7. João Ferreira17/9/12 22:04

    Um dos grandes problemas do é a falta de preparação fisica. No jogo com o Maritimo cujo a primeira parte foi jogada devagar, devagarinho e quase parada a televisão mostra-nos ao minuto 17 o Carrillo com lingua de palmo e ao minuto 20 o Ricky também todo roto. Não chega dizer que temos uma grande academía com todas as condições para treinar, pois ela não joga; os jogadores têm que dar ao cabedal.
    Outro dos grandes problemas, talvez o maior, é que no Sporting ninguém pede explicações ou exige responsabilidade a alguém.
    Neste momento o Sporting é grupo de bons rapazes, que se juntam para fazer uma peladinha, e pena é, que não se possam fazer as substituições que se quiser para os moços não se cansarem.

    ResponderEliminar
  8. PB nao foi um mero remendo! Potenciou muitos jogadores e iam ganhando 4 campeonatos seguidos se n fossem os roubos de igreja habituais. Quando deixou de conseguir potenciar os jogadores, voltaram ao seu estado normal que é, jogadores banais. Ha muita ingratidão para com PB

    ResponderEliminar
  9. Sapintista19/9/12 02:41

    Todos os anos se fala que o Sporting precisa de um treinador de nível mundial.
    Qual foi o último? Se esquecermos os mal-amados Carlos Queiroz e Paulo Bento, o último deve ter sido o Bobby Robson e antes dele provavelmente só os que se tornaram grandes pelas fabulosas equipas que treinavam: Randolph Galloway e Candido de Oliveira.
    O plantel é, na minha opinão, apenas razoável. Jogadores decisivos só conheço o Izmailov - quando durante tantos anos tinhamos um que disfarçava a fraqueza dos plantéis: Liedson.
    A equipa jogou pouco e não prevejo que possa jogar muito mais, no entanto acho que o pouco que fizemos dava para ganhar todos os jogos oficiais e aí, o estado de euforia era quase garantido sendo mais estúpido do que o estado de catastrofismo vigente.
    Não estou satisfeito com a forma de jogar mas não vejo capacidade na equipa para jogar com a pressão que muitos apregoam. Creio que devemos obter 3 vitórias seguidas e, no estadio do dragão, qualquer que seja o resultado e a arbitragem, é obrigatório sairmos de lá com o orgulho de sermos o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL.

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!