Próximo Jogo

Próximo Jogo

11/10/2012

As divisões no Sporting

Em primeiro lugar, informo que a partir deste momento integro a "equipa técnica" do Sporting Visto Por Nós, depois de 3 anos de dedicação ao Sporting Sempre, cujo projecto chegou ao fim e, após um período de interrupção, estou de regresso para ajudar, sempre que possível este blogue que já conquistou algum impacto na blogosfera leonina e é para mim um prazer poder, a partir de hoje, fazer parte dele.

Para primeiro assunto a abordar neste espaço, escolhi as divisões no Sporting, quer dentro do próprio Clube quer no exterior, entre nós, adeptos Sportinguistas, talvez aquilo que mais me preocupa e me deixa muito renitente quanto ao futuro, porque enquanto existirem estas divisões, o nosso Clube vai-se afastando cada vez mais daqueles que deviam ser os seus objectivos, caminhando cada vez mais contra uma enorme História que alcançou com as suas diversas conquistas.

Para mim, esta divisão é dos principais factores do mau momento que já dura há largos anos. Não vou discutir a competência das pessoas que representam o nosso Clube (isso fica ao critério da avaliação de cada um), mas sim o facto de haver gente (neste caso no interior do Clube) a tomar decisões mais para benefícios próprios do que para benefício do Sporting, as guerras internas existentes devido aos interesses pessoais serem privilegiados em detrimento dos interesses que devem sempre prevalecer - os do Sporting Clube de Portugal.

Externamente, entre os adeptos há uma grave divisão, chegando a haver momentos em que parece que não existem adeptos do Clube, mas sim adeptos do dirigente X e do dirigente Y, independentemente daquilo que poderia valer para o Sporting ou não, chegando um adepto que toma uma posição a ser acusado de ser croquette ou bruneco (expressões que actualmente são usadas diversas vezes). São este tipo de divisões que criam um mau estar que em nada favorece um Clube por si só com diversos problemas pendentes.

Acredito que neste momento o maior adversário do Sporting somos nós próprios (mesmo apesar de termos de remar não só contra os nossos rivais como outras instituições e organizações que deviam ser imparciais e não o são, tendo como principal alvo precisamente o nosso Clube) e isto é grave, pois enquanto perdemos tempo com estes confrontos, vamos perdendo território não só para os nossos rivais como para Clubes com uma História incomparavelmente inferior à dos verde-e-brancos que nos vão ultrapassando aos poucos.

Isto é algo que, apesar de já muito debatido, definitivamente, devia entrar na mentalização não só dos dirigentes (e ex-dirigentes) mas também dos comuns adeptos, pois sem união e sem uma paz interna duvido muito que seja possível voltar a recuperar a forma de tempos em que todos nós nos orgulhamos e que nos fez escolher este enorme Clube.

Outra coisa que me faz confusão é a divisão em vários grupos dos tipos de Sportinguista da actualidade: há os adeptos que, apesar do péssimo momento, entendem que nenhuma manifestação no sentido de mudar deve ser feita e que as nossas forças devem ser todas gastas no apoio; os adeptos que, indignados com a actual situação, mostram a sua insatisfação, mas no sentido de inverter a actual situação; e aqueles que se tentam aproveitar da actual situação para afiar as garras e atacar o Sporting. Qualquer que seja a nossa posição, tudo deve ser feito com vista a reerguer o Clube e não em afundá-lo mais.

Muitos problemas assolam o Sporting Clube de Portugal. Muito terá de ser feito para que possamos voltar a sorrir e sentir que existe um rumo. Porém, este deveria ser o primeiro passo e o mais crucial - haver uma maior união entre os adeptos de forma a que todos pensassem no que seria melhor para o Sporting , acabando com os diversos grupos que se vão confrontando dentro do próprio Clube, por preferirem isto ou aquilo, intransigentemente. A primeira preferência terá que ser o Sporting Clube de Portugal pois é isso que nos junta por uma paixão.

Vamos reerguer este Clube e sentir de novo a felicidade em ser Sporting!
Partilhar:

4 comentários:

  1. Boas Tiago e parabéns pelo papel de relevo que passaste a desempenhar no blog. Que posso dizer eu sobre o teu post? Acho que tens toda a razão sobre as divisões no nossos clube. São históricas desde que me lembro de ser sportinguista, ou seja, desde sempre.
    Mais importante do que apontar erros é apontar rumo.
    Quanto á tua escrita, posso dizer que escreves bem. Contudo, julgo que as sentenças deviam ser mais curtas. As frases são muito compridas e a meio, o teu leitor corre o risco de se perder. Em suma, orações mais pequenas simplificam para quem escreve e para quem lê.(pontos finais)

    Ruivox

    ResponderEliminar
  2. Parabéns, Tiago.
    Não querendo personificar a divisão, compreendo a sugestão do Ruivox e sei que ele não me leva a mal de eu discordar da sua justificação: penso que a construção está impecável. Tal como neste pequeno exemplo, todos temos opiniões, pontos de vista e convicções diferentes acerca do que deve ser feito no e pelo Sporting - mais se acentuam quando não há resultados. No entanto, esta é a forma de ser do adepto leonino e deve ser um motivo de orgulho. Raros são os clubes que têm fama de abranger e unir tão vasta e tão diversa massa de adeptos em torno de si.
    Tenho 40 anos e vivi intensamente o meu sportinguismo durante os 18 anos de jejum no futebol. Nessas épocas misturámos muitos jogadores de categoria superior com outros tantos sem qualidade - muitas vezes goleavamos, mas ao fim de uma temporada o resultado era naturalmente fraco pelo desiquilíbrio e fracas alternativas. Comparativamente, esta época é das que tem o plantel mais equilibrado e isso só joga a favor de um treinador se ele tiver forte personalidade.
    Não temos as vedetas de outros tempos mas também creio que não temos os "zeros" que os acompanhavam. É neste ponto em que muitas divisões não se justificam - se houvesse o desiquilibrio de outros anos, não se atacariam tanto as óbvias escolhas do treinador.
    Assim sendo, temos que ter fé e apoiar os jogadores e um treinador que lhes eleve as qualidades.

    Abraço e Saudações Leoninas


    ResponderEliminar
  3. Muitos parabéns Tiago pelo post e pela inclusão na equipa, concordo quando dizes " que o maior problema do Sporting somos nós próprios" basta ver a quantidade de pseudo sportinguistas que têm aproveitado para destabilizar com declarações públicas enquanto não arranjamos treinador. Isto não serve os interesses do Sporting, ser sportinguista é por o clube à frente do próprio ego coisa que não se tem visto da parte desses senhores.

    ResponderEliminar
  4. Caixinha ou Jaime Pacheco.
    Algum destes nomes vos agradaria?

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!