Próximo Jogo

Próximo Jogo

19/08/2013

Arte, engenho e... trabalho!

O Sporting CP iniciou, ontem, da melhor forma a Liga ZON Sagres 2013/2014,  com a manita desferida ao recém-promovido FC Arouca. Para nós, uma estreia tão contundente no campeonato que não acontecia há 28 (!!!) anos, desde 1985, o ano em que nasci, e uma entrada a vencer que não acontecia desde 2008. Com esta vitória, o Sporting Clube de Portugal assume a liderança do campeonato, 6 (!!!) anos, 180 jornadas depois, 2194 dias depois. Já agora, Fredy Montero assinou o primeiro hat-trick de um estreante, 64 anos depois.

Tudo indicadores e consequências de um só jogo, o de ontem, em que até começámos por sofrer um golo. Indicadores e consequências de um só jogo e, apesar de muito boas sensações, pouco mais que isso. Há, obviamente, muito trabalho e, pelo menos, mais 33 jogos pela frente!

Gosto especialmente deste 4-3-3 mascarado de 4-4-2 (ou vice-versa) e, principalmente, das dinâmicas que a equipa já consegue transpôr e impôr dentro de campo. Bem sei que foi "só" o FC Arouca (sem desprimor ou desrespeito), mas, ainda assim, o meio-campo leonino anulou primorosamente o experiente meio-campo arouquense (Nuno Coelho, Bruno Amaro e David Simão), por exemplo. Apesar de se notar ainda alguma desconcentração nos momentos da transição defensiva, a equipa transparece, toda ela, uma segurança táctica como há largos tempos não se via. Nem, perdoem-me, nos tempos de Jesualdo Ferreira, pese embora o oneroso e honroso trabalho que fez, a todos os níveis.

Posso estar enganado mas parece-me que William Carvalho, a continuar assim, neste processo de crescimento e maturação, sem queimar etapas, pode vir a ser um caso sério. Ainda mais que o que já demonstra, quer posicionalmente, quer tacticamente, quer inclusivamente no sentido colectivo e visão de jogo. Ontem esteve irrepreensível, mas outros jogos haverá em que não estará tão bem. Faz parte... Assim o tribunal d'Alvalade acorde não assobiar os miúdos por tudo e por nada...

E Maurício que, mesmo não encantando, continua a demonstrar a cada jogo a sua fiabilidade (lembram-se de Tonel?!). Ok, continua com níveis de impetuosidade exagerados (ver nota abaixo), a precisar de moderação mas, por outro lado, a eficácia com que dobra os colegas, e é obrigado a fazê-lo bastantes vezes - quer o outro defesa-central quer o lateral do seu lado - é deveras impressionante. Não caiu no goto de alguns adeptos mas, como sabemos, nestas coisas mais vale cair em graça que ser engraçado.

Nota: Por uma questão de justiça, apraz-me salientar que Marcos Rojo, só a época passada, levou 2 cartões vermelhos por acumulação além de outros 10 cartões amarelos, e nem por isso se cola impetuosidade à imagem do argentino e, mais, quase que se taxa que o central "a mais" é Maurício e não Marcos Rojo, mesmo que o argentino cometa mais erros que o brasileiro. Um é «titular da selecção argentina» (mesmo que convenientemente não refiram que, na selecção, joga a... lateral-esquerdo), o outro «veio da segunda divisão brasileira» (como se isso, per se, atestasse a qualidade ou não do jogador)...

A permutabilidade do ataque, ontem por André Carrillo (a espaços, como habitual), Wilson Eduardo (grande sentido táctico) e Fredy Montero, depois também com Diego Capel, e todo o jogo com um Adrien Silva de volta às exibições que lhe valeram o regresso a Alvalade - um pêndulo que, agora sim, está a conseguir aliar a qualidade que lhe era reconhecida à eficácia que não conseguiu em toda a época passada - é outra das nuances deste Sporting CP de Leonardo Jardim que muito me agrada. Como se viu ontem, quando criteriosamente, pode dar bons resultados.

Fala-se/falou-se de «pouco volume ofensivo» da equipa. Eu prefiro não confundir volume ofensivo com "rolos compressores" que depois, muitas vezes, dão em... coisa nenhuma. Mais volume ofensivo normalmente significa mais oportunidades de golo, invariavelmente, mas, com ou sem muito volume ofensivo, sem eficácia nada se consegue! Fredy Montero demonstrou ontem o resultado dessa eficácia: 3 golos na estreia, o último uma autêntica obra de arte!

Curiosamente (ou não) alguém se lembrou de dizer, ainda na pré-época, que Fredy Montero não seria solução para golos, estabelecendo esse ónus nas costas de Islam Slimani, sem qualquer outra razão aparente senão a de que o argelino é um ponta-de-lança típico, ao contrário do colombiano. Não quero com isto concluir, desde já, que Montero é melhor solução que Slimani, ou vice-versa; apenas sublinhar que ainda é demasiado cedo para aferir tão conclusivamente sobre jogadores de que pouco ou nada conhecemos senão as poucas, redutoras e enganadoras informações que se podem pesquisar num qualquer site estatístico ou... no youtube...

De negativo do jogo de ontem retiro o golo sofrido, fruto de uma desconcentração de toda a defesa, num lance de bola parada (canto), e as exibições de Marcos Rojo (muito inseguro na 1ª-parte, melhorou na 2ª-parte) e Gerson Magrão (que não conseguiu aguentar nem o ritmo nem as movimentações/compensações que dele e da sua posição se pediam - após a entrada de André Martins foi notória a melhoria).

Resumindo, um bom jogo, com toda a emocionalidade que a vitória envolveu, mas... cautelas e caldos de galinha nunca fizeram mal a ninguém! Jogo a jogo, pé ante pé, sem euforias... e, já agora, também sem depressões!
Partilhar:

8 comentários:

  1. bom post, Mauro

    Muita calma que foi só a primeira jornada, a 2ª já será bastante mais difícil, em Coimbra. Estou curioso para ver como se comporta esta equipa contra adversários de maior calibre...

    SL

    ResponderEliminar
  2. Gostei muito do resultado, dos espectadores no apoio à equipa e de Montero, Patricio, e William Carvalho e LJ. Não gostei dos inícios de jogo na 1ª parte e na 2ª parte, fracas, sem garra e sem iniciativa (fez-me lembrar a época passada), e de Magrão. Rojo e Jefferson ainda precisam de fazer muito mais para me convencer. SL

    ResponderEliminar
  3. toda a gente bate no Mauricio, porque veio da 2a divisao trazido pelo "incompetente" do Inácio,como dizem...mas veja-se quantos golos sofremos com Rojo e sem Rojo (o tal internacional)...
    fernando silva

    ResponderEliminar
  4. Boas, apesar da entrada apática em campo, depois de sofrer o golo a equipa soube reagir e partir para uma exibição como há muito não se via para os lados de Alvalade, gostava de destacar a dinâmica ofensiva da equipa com Montero a cair nas alas e os extremos e médios a aparecerem na zona de finalização, o que torna o nosso futebol mais imprevisivel e eficaz, de destacar ainda a enorme exibição de William Carvalho ao nivel da saída de bola e visão de jogo, apesar de na minha opinião lhe faltar um pouco mais de agressividade na hora de defender. Resumindo, grande exibição do meu Sporting coroada com uma manita, espero agora que a equipa saiba ter a humildade de continuar concentrada e a trabalhar no duro para que mais vitórias possam surgir.

    Viva o Sporting!!!

    ResponderEliminar
  5. Excelente post Mauro,

    Temos timoneiro agora que seja dada oportunidade de crescimento sustentado a esta equipa que certamente não nos deixara ficar mal.

    SL,

    ResponderEliminar
  6. Concordo a 100% com o post e de realçar que de facto as críticas que se lançam a Maurício não são merecidas, nesta pré época foi de longe o defesa do Sporting que esteve em melhor plano ainda para mais sendo alguém que vinha rotulado de flop só porque vinha da 2º divisão, é algo impetuoso no ataque a bola mas não inventa e resolve de forma simples e eficaz e é isso que mais me agrada nele (sem falar nos golos que tem marcado de bola parada que também e muito me têm agradado). O nosso meio campo também tem sido impressionante e é notável que após tanto treinador conseguimos finalmente um que consegue tirar rendimento e muito bom rendimento do novo maestro do nosso meio campo Adrien. William Carvalho também foi uma boa descoberta e ele e Adrien dificilmente não serão titulares indiscutíveis a continuar a jogar assim.
    Uma das coisas que mais me agrada neste sporting e que acontece na maioria das equipas do Leonardo Jardim é a eficácia, as equipas de Leonardo Jardim embora nem sempre dêm shows de bola ganham jogos são equipas que não precisam de ir muitas vezes à baliza para marcar golos e isso é de louvar.

    ResponderEliminar
  7. Muito bom dia! Parabéns pela análise, Mauro!

    Em primeiro lugar, há que saudar a entrada leonina. Montero rubricou uma estreia de sonho e démos uma resposta cabal ao golo do Arouca.

    Não devemos, no entanto, embandeirar em arco. Não acredito que venhamos a encontrar defesas tão softs como este verdinho Arouca.

    Fiquei muito feliz pela exibição personalizada de Wilson Eduardo (jogador que pode ser muito importante no apoio a Montero) e pelo crescimento do seu "gémeo" Carrillo. Foram eles que transfiguraram o Sporting para um volume ofensivo como há bastante tempo não se via...

    Uma última palavra para William: BRUTAL!

    ResponderEliminar
  8. Muito bem esmiuçado este post.

    Foi uma estreia agradável, muito melhor do que pensávamos aquando do golo do Arouca.

    É de realçar que os 5 golos do Sporting foram marcados por estreantes o que é excelente para a motivação, adaptação e jogos seguintes.

    Em relação a Maurício, acho que (quase) toda a gente já reparou que é indiscutível a sua presença no 11 inicial, e que mais jogo menos jogo, Dier irá "roubar" o lugar de Rojo.

    Sábado já teremos um jogo mais difícil, mas que é ultrapassável se estes jogadores se empenharem e mostrarem o futebol que sabem.

    Parece-me que Capel é melhor a ser suplente e entrar depois, do que ser titular, porque mexe com a equipa, e é rapido e sabe utilizar a velocidade, e nas segundas partes quando os adversários já estão mais desgastados e, quiçá, amarelados, pode fazer estragos, como fez contra o Arouca.

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!