Próximo Jogo

Próximo Jogo

22/08/2013

Entre o copo meio cheio e o meio vazio.

Muito se têm discutido por essa blogosfera leonina fora as questões dos processos disciplinares aos jogadores do Sporting (ver por exemplo aqui ou aqui). Há vários e diferenciados casos, desde processos que tentam a rescisão com justa causa (Onyewu e Bojinov) até processos disciplinares perfeitamente banais que se resolvem com uma multa. Assumindo que estas notícias que aparecem nos media são verdadeiras, o que devem os Sportinguistas pensar disto? Como quase sempre, as opiniões no universo verde-e-branco dividem-se, mais ou menos alinhadas com com as opiniões sobre a direcção que está em funções.

  • "Copo meio cheio"
Muitos são aqueles que não hesitam em concordar com estas medidas, vendo-as como a implementação duma nova ordem dentro do Sporting, um verdadeiro "arrumar da casa". Nesta linha de opinião, estas acções enquadram-se na criação daquele conceito algo abstracto e por isso muitas vezes difícil de compreender: a estrutura que gere o futebol. É necessária uma disciplina firme, uma vez que os atletas precisam de compreender que são profissionais principescamente pagos, e por isso têm de cumprir as regras. Se não o fizerem, arcam com as consequências previstas no regulamento disciplinar interno do Clube, e se isso nos permitir poupar milhões em salários através de rescisões por justa causa, tanto melhor. É que o acordo com a banca incluirá com toda a certeza uma redução da massa salarial, e com o aproximar do fecho do mercado de transferências a pressão deve ser forte...
  • "Copo meio vazio"
Também há quem discorde frontalmente destas medidas, sobretudo das rescisões unilaterais, devido ao facto de as considerarem eticamente reprováveis e até com fracas possibilidades de sucesso. Um dos argumentos é que o Sporting deverá cumprir com os seus compromissos, por mais pesados que eles sejam. Se exigimos que o Bruma seja eticamente correcto, fará sentido aprovarmos o que está a ser feito para poupar os salários destes jogadores? Para além disso, esta linha de opinião também baseia a sua argumentação na previsão de que estas tentativas de rescisão ou pressão para baixar salários dificilmente terão sucesso, podendo até ser contraproducentes, nomeadamente nos casos de Bojinov e Labyad. Por exemplo, no caso do marroquino, mais valerá potencializar as suas qualidades valorizando o activo do que simplesmente encostá-lo e continuar a pagar o seu pornográfico vencimento.

Quanto a mim, penso que no meio está a virtude. Por um lado concordo com a necessidade de criar uma gestão do futebol com disciplina e profissionalismo fortes, bem como na urgência de redução da massa salarial imposta pelo acordo com a banca. No entanto, não poderei concordar que todos os meios sejam utilizados para atingir esses fins, nomeadamente com acções que a médio prazo possam trazer mais prejuízos que benefícios para o Sporting. Quanto às questões éticas, e apesar de cada caso ser um caso, acho que o desespero do momento as deverá passar para 2º plano. Por exemplo, se de facto Onyewu violou os regulamentos duma forma que permita a poupança de 1,5M € tendo a concordar com o despedimento, apesar de compreender os problemas éticos que levanta. Já no caso de Labyad não me parece que esta despromoção seja  a melhor medida para os interesses do Sporting. 

E vocês Sportinguistas, o que acham destas questões?

um abraço e saudações leoninas
Partilhar:

6 comentários:

  1. Não percebo a insistência no LAbyad um jogador se ainda se pode chamar com 0 de vontade só quer ganhar o dele merece alguma ocnsideração? é correr com ele o mais rápido possível nem que fosse a custo zero

    ResponderEliminar
  2. As rescisões de que se fala eu não poderia estar mais de acordo, porque se trata de jogadores que não são úteis ao Sporting e auferem salários demasiado elevados para a realidade do clube.

    Acho que a direcção do Sporting está a fazer o que já deveria ter sido feito há muitos anos... Já se percebeu que o Sporting neste momento não é a rebaldaria que já foi outrora, o que só pode beneficiar o clube, porque convém que os atletas do Sporting tenham respeito, e não infrinjam o regulamento interno do clube, porque, caso contrario, serão multados como aconteceu recentemente com alguns futebolistas.

    Em relação a Labyad, é um talento que convinha ao Sporting potenciar, já que se trata dum jogador com qualidades inegáveis, mas que tem sido uma vitima dos maus desempenhos do clube num passado recente. Penso que se jogasse na sua posição preferencial ( médio centro) iria mostrar toda a sua qualidade.
    É jovem ainda, tem portanto, muito para mostrar.

    Em relação a Bruma, parece-me que a mão pesada da direcção foi pesada demais, o que levou a toda esta situação, cujo desfecho ainda não sabemos.
    A tal reunião numa sexta-feira não se realizou e penso que isso foi determinante para o actual estado em que as coisas chegaram...
    O jogador era obrigado a estar presente na reunião, ainda por cima estando de férias?
    Podia estar presente sim, mas não é obrigatório.

    ResponderEliminar
  3. Labyad...pois Labyad.
    quem fez o que fez ao PSV, só se poderia esperar, que mais cedo ou mais tarde o fizesse a nós, (principios, ou falta deles)
    entendendo a razao que lhe assistirá em relacao ao contrato celebrado pelos pais natais que estiveram antes á frente do clube, se tivesse principios, se estivesse preocupado com a sua carreira, nao aceitaria (supondo que acha que é o tipo de jogador que merece aquele tipo de salario), nao aceitaria como ia dizendo, que o salario fosse incorporado no tecto salarial, recebendo o que teria direito através de uma percentagem numa futura transferencia(sendo estabelecido um valor minimo para essa transferencia de maneira que o jogador e o clube nao saissem prejudicados?)
    qual foi até agora a posicao do jogador e do seu empresário? este é o acordado e daqui nao saio até porque em mais nenhum lado me pagarao o mesmo...
    valorizar este tipo de mercenarios? inclui-los numa equipa que parece estar com um grande espirito de equipa e de entreajuda só para o valorizar, e arriscar contaminar o grupo??? NAO, para mim, NAO
    se o clube ficar a perder, só perde uma vez, se se rebaixar e os outros virem isso , poderá ser entendido como sinal de fraqueza, e perderemos muito mais no longo prazo...
    para mim Labyad(desde o principio(psv)é um mercenario), e se queremos os ideais sportinguistas impolutos, nao será com este tipo de pessoas(pseudo vedetas) que o conseguiremos...
    como foi dito este(s) primeiro(s) ano(s) será(o) duro(s), mas se queremos uma limpeza, ela tera de ser feita de cima a baixo...portanto parecendo injusto o que está a ser feito por esta direccao, já alguem pensou o quanto injustos os jogadores visados foram para com o nosso clube na época que passou?
    miseria de exibicoes, pior classificacao de sempre do noso clube, este mesmo marroquino entrar em jogos como se nos estivesse a fazer um favor, boularhouz, quando nao estava na enfermaria, jogava 10 minutos e ia outra vez para a enfermaria...elias , nem sei o que dizer, pranjic`s...depois do que nos fizeram, realmente há quem ache que merecem alguma consideracao??? de mim nao teem nenhuma...
    fui encarregado de uma companhia que trabalhava com portugueses na alemanha e em inglaterra, e sei do que falo...quem quer bom salario tem de apresentar bom rendimento, porque se as regras forem assim estabelecidas desde o inicio, tudo corre bem para todos, senao a anarquia será total, e vimos bem onde a anarquia reinante nos ultimos anos conduziram o clube....
    fernando silva

    ResponderEliminar
  4. Concordo com senhor Fernando em tudo! Temos de parar de nos rebaixar aos jogadores por tudo e por nada! Para mim as exibicoes do senhor labyad, bojinov, pranjic e que nao sao eticas de jogadores que auferem aquele tipo de salario! Ja nao falo de tanto de exibicoes mas sim de atitude quando entram em campo a defender as cores do clube! Sei que muita coisa foi prometida pela a anterior direccao e que talvez nao foram cumpridas originando tambem uma falta de moral mas isso nao implica a falta completa de atitude destes jogadores quando jogavam com a camisola do nosso clube ainda por cima no nosso estadio! Eu sinceramente nao percebo o Labyad nao seria melhor sair receber um bocado menos e jogar e alcancar outro patamar na carreira? continuo sem entender certas escolhas que jogadores fazem pelo o dinheiro especialmentes os jovens!!

    ResponderEliminar
  5. O caso Labyad para mim é um caso à parte, despromovê-lo não ajuda não nem a valorizar o jogador para uma futura venda nem a que ceda a uma diminuição do salário. Já o caso do Bojinov que alega que estava com o pai dele no hospital embora seja uma situação infeliz o jogador tem de ser profissional, já tive parentes próximos de mim entre a vida e a morte e por me encontrar numa altura crítica da faculdade não fui a "correr" para o hospital e não sou pago financeiramente no entanto entendo que tenho de ser "profissional" na faculdade tal como agora entendo que Bojinov deveria ter sido profissional e entender-se com o Sporting cara a cara antes de ter ido para o hospital a correr. O caso do Onyewu penso que ninguém duvida que a rescisão é mais que justa (era um activo do sporting e o seu corpo também estava incluído como um activo do Sporting logo andar a fazer operações sem autorização do clube é violar o direito que o clube detém sobre ele como activo)

    ResponderEliminar
  6. potenciar as qualidades do Labyad? Yeah, right...é um cepo!

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!