Próximo Jogo

Próximo Jogo

19/01/2014

A coroação de Slimani no lamaçal de Arouca

Agora sim somos candidatos ao titulo! Não só ganhamos a jogar à chuva (embrulha, Joaquim Rita), como também ganhamos num relvado no qual era impossível jogar futebol. Se calhar estou enganado... talvez ainda tenhamos de ganhar um jogo com o relvado cheio de neve para provarmos que somos uma equipa de qualidade e que merecemos estar onde estamos. 

Desde do apito inicial que foi perceptível que não ia ser possível apresentar um futebol de qualidade, tal era o estado do relvado. Tivemos então de optar por um jogo mais direto mas sem grande sucesso durante a 1ª-parte. Na minha opinião este insucesso deve-se a dois aspectos: 

1) Ausência de uma referência na frente de ataque: Fredy Montero não é nem nunca irá ser o jogador indicado para um tipo de jogo mais directo. Embora seja forte no domínio e controlo de bola, tem uma natural dificuldade em ganhar uma bola que lhe seja colocada através de um passe longo perante centrais com uma maior presença física e mais fortes nos duelos;

2) Capacidade de ganhar as "segundas bolas": Para que este tipo de jogo mais directo tenha sucesso, é essencial que os médios sejam capazes de ganhar as bolas que ressaltam dos duelos entre os avançados e os defesas adversários, e tal não se verificou. Adrien Silva e William Carvalho, demasiado recuados, não foram capazes de recuperar bolas mais perto da área adversária;

No decorrer da 2ª-parte, Leonardo Jardim percebeu e bem que o jogo pedia Islam Slimani: a tal referência necessária para que o jogo directo tivesse consequências práticas. É, sem duvida, o jogador ofensivo mais forte nos duelos aéreos, e provou isso mais uma vez no jogo de ontem. Com ele em campo a equipa ganhou um "jogador de referência" onde colocar os passes longos, e isso foi decisivo para criar mais situações de golo. Mas não foi só a entrada de Islam Slimani que contribuiu para a subida de rendimento da equipa da 1ª para a 2ª-parte. A colocação de Adrien Silva e William Carvalho (principalmente este) mais subidos no terreno, foi outra mudança significativa. A recuperação de bolas ainda no meio-campo defensivo do FC Arouca foi fundamental para um maior e melhor controlo do jogo. 

Destaques

  • Maurício - Incrível a dedicação do patrão da defesa do Sporting CP. Nem entrou bem no jogo, cometendo alguns erros, mas foi subindo o seu rendimento com o decorrer do jogo. O destaque vai para a sua capacidade de sofrimento. Visivelmente debilitado, nunca virou a cara à luta e foi fortíssimo nos duelos que teve de travar. Um verdadeiro leão;
  • William Carvalho - Não teve a influência que costuma ter na organização do futebol ofensivo do Sporting CP (também por culpa do mau estado do relvado) mas foi notório, mais uma vez, que está mais forte no capítulo da recuperação de bolas. Como referido, a sua colocação mais subida no terreno (e consequente aumento da recuperação de bolas em zonas mais avançadas) foi determinante para o aumento da qualidade (a que o relvado permitiu) no futebol ofensivo do Sporting CP;
  • Islam Slimani - Como não podia deixar de ser, o grande destaque do jogo vai para o argelino. Foi ele que marcou o golo da vitória, foi a entrada dele em campo o click para a mudança no jogo. Ganha ainda mais significado o que fez durante os minutos que teve em campo depois de ficarmos a saber que, durante a semana, quase não treinou devido a problemas físicos. 
Nem sempre é possível apresentar um futebol de qualidade, por diversas razões, e hoje a razão foi o estado do relvado. No entanto, não podia estar mais orgulhoso com o jogo que o Sporting CP realizou. Não foi um jogo assente nos princípios de jogo que nos caracterizam, mas foi um jogo de garra, de luta, de determinação. Como Leonardo Jardim disse - e bem - no final do jogo: ISTO É REPRESENTAR O SPORTING CLUBE DE PORTUGAL.

A próxima batalha campal está marcada para Penafiel, nio próximo dia 25 (Sábado), pelas 20h45, para a Taça da Liga. Entramos a perder 1-0 - é certo - mas o objectivo só pode passar pela qualificação para as meias-finais da competição...
Partilhar:

4 comentários:

  1. Um jogo difícil perante uma equipa bem organizada defensivamente e num terreno impracticavel para jogar a bola. Esta vitória tem mérito do esforço dos jogadores, mas só foi possivel porque tivemos um treinador inteligente que soube dar aos jogadores condições de poder ganhar este jogo. Como tal mérito também para o treinador.

    ResponderEliminar
  2. A propósito de sermos ou não candidatos ao título, vou deixar expresso o que entendo sobre este tema.
    O SCP esta época não é candidato ao título. Ponto.

    Jardim já falou sobre isso: o 1º lugar da Liga não foi apresentado como meta quando foi contratado, a estrutura da equipa não foi formada com tal finalidade, nunca tal objectivo esteve em cima da mesa na forma como esta época foi preparada.
    Nessa perspectiva, o SCP não é candidato ao título, pelo que, se não ficar em 1º lugar, isso não representará qualquer falhanço.

    O que se preparou foi a construção de uma equipa coesa, aguerrida, dentro das limitações orçamentais enormes com que o SCP se debate, capaz de lutar jogo a jogo pela vitória e de dignificar o nome da nossa instituição, e com o objectivo de regressar à "champions".
    E é isso que Leonardo Jardim, toda a estrutura dirigente e os jogadores têm vindo a fazer, contando com o apoio dos adeptos, que, perante a nova politica dirigente e vendo os resultados a aparecer, começaram a formar uma onda à volta deste grupo de trabalho.

    Contudo, fruto do excelente trabalho que tem vindo a ser efectuado, nomeadamente da limpeza de balneário a que se procedeu e do critério com que se escolheram os jogadores que deviam permanecer, e da qualidade/surpresa que constituiram 3 ou 4 reforços sobre os quais se tinham poucas expectativas (Mauricio, William, Slimani e Montero), o SCP aos poucos tem vindo a revelar-se uma equipa bastante forte, quiçá com capacidade para ser campeão já este ano.

    Um plantel que se dizia curto, muito jovem e inexperiente, sem soluções e sem jogadores capazes de fazer a diferença, tem vindo a superar todos os testes que foram surgindo ou que foram sendo inventados.

    Ontem superou mais um, com brio, num campo onde - não esqueçamos - o FCP ganhou apenas por 1-0, num dia cheio de sol, e perante uma equipa que empatou 2-2 no estádio da luz.
    E depois de ter feito um jogo a meio da semana, o que não deve ser esquecido nem menosprezado.

    Portanto, quanto à questão de ser o SCP candidato ao título, a resposta será, até ao fim, NÃO.

    Mas se a pergunta for: tem esta equipa do SCP capacidade para ganhar a 1ª Liga já esta época? a resposta, a partir de ontem, deverá ser: SIM.

    Jarvalho.

    ResponderEliminar
  3. Jarvalho só um pequeno reparo, o porto nao ganhou 1-0, ganhou 3-1

    ResponderEliminar
  4. Tens razão, FIlipe.
    Penso que confundi com o jogo contra o Paços de Ferreira, que também equipam de amarelo.

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!