Próximo Jogo

Próximo Jogo

17/02/2014

Aos profissionais do assobio


Os últimos jogos do Sporting CP não têm sido propriamente primorosos, nem no que respeita aos resultados nem às exibições, de facto. Mesmo levando isso em conta, não consigo encontrar justificação para o coro de assobios que não raramente se fizeram ouvir em Alvalade, ante a SC Olhanense.

Bem sei também que parte desses assobios não se dirigia à equipa mas, antes, a mais uma equipa de arbitragem "habilidosa", desta vez reforçada por um árbitro assistente (Pedro Garcia) que por algumas vezes atirou gestos obscenos e provocatórios para a bancada. Ainda assim, foi notório que o essa tal reprimenda barulhenta nem sempre se destinava à arbitragem..

Compreendo também que, pese embora o discurso oficial do Clube, mais ou menos calculista, pragmático e nada eufórico, nem sempre colheu junto dos que, como eu, vivem o Sporting Clube de Portugal mais emotivamente. A equipa chegou a empolgar e, com isso, chegaram também algumas euforias desmedidas - das mais silenciosas às que Sábado se fizeram ouvir. Infelizmente, há ainda quem não se lembre que qualquer euforia cai em depressão, e vice-versa.

Porventura ainda haja quem (ainda) sofra da tal amnésia selectiva que agora está tão em voga. Convém portanto lembrar que, apesar das lamentações particulares de cada um, o Sporting CP já conseguiu igualar o registo de golos dos 42 jogos da época passada, nos 24 jogos oficiais de 2013/14, mais precisamente 53 golos, e nem será preciso comparar os golos sofridos, pelo ridículo da comparação. Lembremo-nos também que, em período homólogo da época transacta, o Sporting CP encontrava-se na 9ª posição da Liga ZON Sagres (22 pontos, 19 golos marcados e 22 sofridos), contra a 3ª posição desta época (41 pontos, 36 golos marcados e 12 sofridos). Tenhamos presente tudo o que passámos na época passada...

Dir-me-ão talvez que estas comparações não são mais que um exercício intelectualmente desonesto, por se estar misturar azeite e água, passe a expressão. Quiçá... pelas piores razões, aquela época merece ser lembrada, para que o aviso permanente esteja sempre presente. E nunca esquecida - como se nada tivesse acontecido.

A malta do assobio que se lembre também das (várias) limitações desta equipa contra a equipa dos 100M da época passada, e pensem um pouquinho mais antes de ceder ao próprio ego e soltar um estridente assobio. A equipa tem que estar sempre acima disto e poder contar com o tal 12º jogador. O que se manifesta, apoiando, o que critica querendo mais, aquele que assobia para si mesmo não querendo prejudicar o Clube que segue.

Sejamos todos um pouquinho mais Sportinguistas, e um bom bocado menos... parvos!
Partilhar:

2 comentários:

  1. Tenho por hábito criticar muito os jogadores quando fazem algo de errado mas nunca assobiei nenhum jogador nos jogos que vi em Alvalade. É complicado entender a postura desses adeptos. Será que acham que assobiar os jogadores( jovens ainda por cima) ajudam a melhorar o seu rendimento? Não nos podemos queixar do apoio que temos tido nos jogos quer em casa quer foram mas a verdade é que nos jogos mais recentes, fruto das exibições menos conseguidas, os adeptos têm estado excessivamente impacientes. Devemos criticar construtivamente como é obvio, mas isso faz-se no final dos 90 minutos porque enquanto o jogo decorrer temos de apoiar com todas as nossas forças, mais ainda quando as coisas não estão a sair como os jogadores desejam.

    SL

    ResponderEliminar
  2. Tal e qual, Honoris.

    No entanto ainda há quem não concorde, como podes aferir ali pelo 'Ao Lado (1)'. Assobiar o Sporting é fixe! Enfim...

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!