Próximo Jogo

Próximo Jogo

03/02/2014

Estudar as lições do ataque falhado à liderança

Desilusão. A liderança ali tão perto e não a conseguimos agarrar. Na verdade, só a tentámos alcançar na 2ª-parte do jogo, dado que a 1ª-parte foi muito fraca, principalmente do ponto de vista ofensivo. É frustante não conseguir vencer em Alvalade (4º empate caseiro para o campeonato), e mais frustante é quando essa vitória  nos dava a tão desejada liderança da Liga ZON Sagres

Podemos resumir a 1ª-parte como 45 minutos de pouca dinâmica, pouca intensidade e poucas soluções para criar situações de finalização. Mais complicado é tentar entender porque é que num jogo que potencialmente daria a liderança a equipa se apresentou a este nível durante o 1º tempo. Na minha opinião, o fraco nível exibicional que caracterizou a 1ª-parte deveu-se a 2 aspectos que se encontram interligados: 


1) Rendimento individual de alguns jogadores: É muito complicado (ou praticamente impossível) que uma equipa que jogue em 4x3x3 consiga produzir uma boa exibição, se os seus extremos se apresentarem a um nível tão baixo como aconteceu ontem. Wilson Eduardo realizou uma péssima exibição. Não arriscou nenhum lance de 1x1 ofensivo, para tentar criar desequilíbrios, e nunca conseguiu imprimir velocidade nas suas acções. Foi um extremo que foi tudo menos extremo. Em certos momentos do jogo ainda apareceu em zonas mais centrais (com André Martins a descair para a ala direita) mas também sem sucesso. Na minha opinião, é um jogador que pode ser útil ao Sporting CP, nas nunca nesta posição (pelo menos, quando a equipa precisa de procurar o golo).


O outro extremo escolhido por Leonardo Jardim para alinhar de inicio foi Carlos Mané que, a par de Wilson Eduardo, também não conseguiu realizar uma boa exibição.

Apesar de ser um extremo muito rápido e forte no 1x1, nunca conseguiu ser consistente nas suas ações ofensivas.

Nota-se claramente que, apesar de todo o potencial que apresenta, ainda é um jogador que tem muito que evoluir. 

2) Sistema de jogo escolhido: É um tema bastante delicado. O 4x3x3 tem sido o sistema preferencial de Leonardo Jardim - e não podemos dizer que não esteja a dar resultados. No entanto, parece evidente que cada vez mais a equipa tem dificuldades em criar perigo quando se apresenta neste sistema. Como acima referido, é complicado obter sucesso neste sistema, se os extremos estiverem em "dia-não" mas a verdade é que, mesmo em "dia-sim", os nossos extremos mostram que são limitados do ponto de vista técnico e, assim, torna-se mais fácil para o nosso adversário anular-nos ofensivamente. Posto isto, e com todos os contras que esta solução tem (extremos que não sabem jogar por dentro, quer ofensivamente quer defensivamente, por exemplo) a minha opção recai para a utilização do 4x4x2 como sistema inicial, principalmente nos jogos em Alvalade. É provável que a nossa organização defensiva deixe de ser tão forte mas, por outro lado, o facto de termos mais presença na área vai permitir que se possa utilizar, com mais qualidade, um tipo de jogo mais directo - que tem sido a nossa tábua de salvação nos últimos jogos. Não sou adepto deste tipo de futebol, e volto a referir que não temos jogadores que nos permitam jogar com grande qualidade em 4x4x2, mas a verdade é que cada vez mais temos dificuldade em criar perigo, jogando em 4x3x3, muito porque o nosso jogo exterior cada vez mais é anulado com (relativa) facilidade, ao passo que o nosso jogo interior é praticamente inexistente, ofensivamente falando.

Na 2ª-parte a história foi outra. Conseguimos criar várias situações de finalização e só uma grande exibição do guarda-redes Ricardo nos impediu de concretizar muitas dessas oportunidades. Não posso afirmar que foi uma excelente 2ª-parte, porque nem perto disso lá andou, mas foi visível a melhoria (principalmente ofensiva) dos primeiros 45 minutos para os restantes. Na minha opinião, a inversão para o 4x4x2 (com a entrada de Islam Slimani) foi o que mudou, para melhor, o futebol do Sporting CP, concretizando-se num tipo de jogo mais directo e menos apoiado, menos trabalhado mas mais perigoso. Não sei se teria o mesmo impacto se fosse utilizado desde o apito inicial mas, com base no que foram as a 1ª e a 2ª partes, fica no ar a ideia que, se o Sporting CP tivesse jogado em 4x4x2 desde o inicio do jogo, as probabilidades de chegar ao golo iam ser maiores. 

Para concluir deixo no ar duas perguntas: 

  1. Leonardo Jardim fez ou não fez bem em utilizar William Carvalho no jogo de ontem quando este se encontrava em risco de falhar a deslocação ao estádio da Luz?
  2. Concordam ou não com a entrada de Diego Capel, em detrimento de André Carrillo, numa fase do jogo em que já estávamos a jogar em 4x4x2?
Partilhar:

9 comentários:

  1. Quanto à 1ª. pergunta fez bem em W Carvalho jogar; ele é que foi imprudente em cometer aquela falta;
    2ª.pergunta: concordo com a entrada de Capel mas em simultâneo devia ter entrado o Carrillo e saído o Mané e Wilson.

    -Há um aspecto que tem de se ter em conta: O Sporting quando precisa de uma vitória para se adiantar e se pôr em 1º.falha sempre, ou porque os guarda-redes fazem sempre grandes exibições, ou os autocarros em frente da baliza, ou haver sempre um pé, um peito, uma perna, um corpo (e até um braço neste jogo) a impedir que a bola vá para a baliza; ou ainda o pior, os de "preto" não quererem que o Sporting chegue à frente.

    ResponderEliminar
  2. Gomez

    Quando o Diego Capel entrou já tinha entrado o Dier e Slimani. Por isso o Leonardo Jardim ou escolhia Capel ou Carrillo, nunca os 2.

    ResponderEliminar
  3. Respondendo às 2 perguntas:

    1ª Fez bem. O jogador é que cometeu uma entrada burra e desnecessária;
    2ª Foi a única coisa que não concordei com o treinador. O jogo estava a pedir um desequilibrador nato como o Carrillo, mesmo que estivesse em dia "não" a probabilidade de desequilibrar é maior do que qualquer outro.

    ResponderEliminar
  4. Anónimo3/2/14 19:05

    Concordo com a utilização de W. Carvalho e penso que foi correcta a entrada de Capel, deveria era ter saído C. Mané. O problema contra adversários que usam o autocarro são os extremos não jogarem no 1 contra 1, não entram na área e fazem golo ou entram e dão para trás para um colega marcar. Invariavelmente centram para a área, são sempre as mesmas jogadas.Todavia o Sporting está a fazer um grande campeonato com os meios que tem e tem todas as condições de melhorar com os reforços apresentados. Às vezes a equipa não é tão eficaz, é culpa da própria equipa, mas isso acontece a todos. Mas a diferença também está nos apitadores, pois contra equipas fechadas que usam o autocarro e que um lance pode fazer a diferença no resultado, acontece que: não marcaram uma mão na área contra o Rio Ave, não marcaram também um braço na área (que desviou a bola 90 graus) contra a Académica, anularam um golo limpo ao Slimani contra o Nacional, e contra o Estoril ficou um penálti por marcar sobre Montero. São muitos pontos não ganhos. Em Barcelos no jogo G.Vicente-Benfica ao minuto 90+2 penálti a favor do slb, que já vi 10 vezes e não vejo penálti nenhum. Em Alvalade ao minuto 90+2 uma falta de W.Carvalho (penso que apenas a 2ª em todo o jogo) a meio campo e junto à linha lateral e...Cartão amarelo e não joga contra os lampiões. Não somos anjinhos...Abram os olhos!

    ResponderEliminar
  5. Anónimo:

    Acho que te tás a contradizer no teu comentário. Afirmas e bem que o problema dos extremos é não arriscarem o 1x1 ofensivo e concordas com a entrada de Capel? O melhor extremo do Sporting no 1x1 ofensivo é sem duvida nenhuma o Carrillo. A saída de Wilson Eduardo é compreensível dado que ele nunca arrisca o 1x1. Mané pode não ter sucesso nas ações que executa mas pelo menos tenta desequilibrar.

    ResponderEliminar
  6. Anónimo3/2/14 19:40

    Analise reflete quase na perfeição aquilo que penso sobre o jogo de ontem!

    Acho que o principal culpado do empate foi mesmo o LJ!

    Primeiro e respondendo a tua questão o colocação do WC no 11 foi um erro e passo a explicar, na primeira parte viu-se um WC que não foi nunca ao choque com medo de levar o cartão amarelo, se era pare ter um trinco a jogar com este tipo de limitações mais valia ter jogado logo com o Dier e tinhamos o WC para o derbi... assim o William no jogo de ontem não foi o William que todos conhecemos e nem vai jogar na luz!

    Depois há outra coisa que me irrita... sempre que jogamos contra estas equipas que vêm defender o resultado a alvalade damos 45 min de avanço por insistir neste 4.3.3 e só qd metemos mais um pl criamos perigo! Já não é a primeira vez que isto acontece e dai colocar as culpas no LJ pois já devia ter percebido isto, tem que fazer melhor o trabalho de casa para que possamos ser taticamente superiores desde o minuto inicial!

    Quanto a segunda questão nem sei o que responder pois qd vejo o jogo que o mané, o wilson e o capel "não" fizeram... e as exibições que o carrillo tb nos tem habituado nem sei o que responder... venham de lá heldon e shikabala para ver se ganhamos alguma dimensão no nosso futebol ofensivo!

    Badeu

    ResponderEliminar
  7. Acho que fez bem em utilizar William Carvalho porque cada jogo é um jogo e mesmo que o William Carvalho não falhasse o jogo com as galinhas, fazendo alguma futurologia hipotética, se perdessemos ou empatassemos com as galinhas e não o tivessemos utilizado com a Académica de que teria servido? Sem falar que é um jovem de muito talento e que precisa de jogar e está num bom momento de forma, não o colocar a jogar seria dizer ainda que indirectamente, não confio em ti para este jogo (independentemente de os motivos serem disciplinares), além de que não encontro na equipa A nenhum substituto com as qualidades de William Carvalho (Na equipa B Fokobo talvez seja o mais similar e ainda assim não são jogadores idênticos em termos de características). Respondendo à segunda questão, concordo pelo facto de que Capel é provavelmente o nosso extremo que melhor cruza e com Slimani em campo e o desgaste do jogo natural dos nossos extremos (fruto da enorme quantidade de jogo que canalizamos pelas alas) era a melhor opção para servir os nossos pontas de lança no jogo aéreo.
    Quanto a história de passarmos a jogar em 4-4-2 deixo aqui uma questão, quem vão ser os pontas de lança suplentes para esse 4-4-2? Enoh e W.Eduardo?

    ResponderEliminar
  8. Achei desde o ínicio que LJ fez mal em jogar com o Wiliam.
    Todos sabiamos que ia levar cartão amarelo, ou ele ou o Montero ou, até, os dois, pelo que seria de o resguardar neste jogo, em que já se sabia que a Académica iria estar retraída na sua defesa e a sua influência na equipa seria menos preponderante.

    Aliás, como todos nos lembramos, o plano era mesmo ter levado um amarelo no jogo com o Arouca para cumprir castigo ontem.
    Não aconteceu devido à substituição na altura operada, mas não seria nenhuma anormalidade se William não entrasse, agora por opção, para o jogo com a Briosa.
    Se há jogo em que o SCP bem podia dispensar o contributo do William Carvalho era, de facto, o de ontem.

    Quanto à segunda questão, é sempre difícil saber qual o nosso extremo que mais vai render em cada jogo.
    Wilson Eduardo, apesar de ser o menos dotado tecnicamente, tem tido jogos onde se tem revelado um jogador importante, contribuindo com golos e assistências.
    Carrillo, teoricamente o melhor extremo do SCP - e dos melhores jogadores - claudica estrondosamente quando menos se espera e passa vezes demais alheio ao jogo.
    Capel tem garra, velocidade, saca bastantes faltas e amarelos aos adversários (ontem mal entrou amarelou logo dois jogadores), e, no passado, tem marcado golos importantes, mas está em má forma.
    E Mané, que tem muita qualidade, é um miúdo que começa agora a aparecer e não consegue ainda ser consistente, como se compreende.
    Neste quadro, é sempre dificil saber qual o extremo que deve jogar de início ou entrar durante o jogo, sendo que o melhor será sempre aquele que ficou no banco.

    Jarvalho.

    ResponderEliminar
  9. Ivanram

    Eu defendo o 4x4x2 porque me parece que nesse sistema estamos a ter mais facilidade em criar situações de finalização. Mas não temos de jogar em 4x4x2 durante os 90 minutos. Se chegarmos à vantagem no marcador, quando for a altura do Leonardo Jardim fazer alterações na equipa pode tirar um dos avançados e meter um médio ou um extremo.

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!