Próximo Jogo

Próximo Jogo

24/02/2014

O último terço


É notório que o grande obstáculo da equipa do Sporting CP está na (falta de) capacidade para criar jogo no último terço do terreno. A verdade é que não se está a conseguir criar o tal "volume de jogo" atacante em medida suficiente para que se possa encarar os jogos sem grandes sobressaltos. Muito desse problema conjuntural terá a ver com o que eu considero uma teimosia de Leonardo Jardim, nomeadamente nas opções que toma para os corredores de ataque da equipa.

Actualmente, é objectivo que André Carrillo e Carlos Mané são os jogadores com maior capacidade técnica para o fazerem com a eficiência que se pretende; no entanto, ultimamente as opções têm recaído maioritariamente sobre Héldon, claramente ainda a adaptar-se a uma nova realidade, e Wilson Eduardo que, por mais que o queira, não tem os pergaminhos necessários para cumprir as funções que a posição requer. O egípcio Shikabala poderá constituir uma importante opção também para a resolução deste problema, o quanto antes - espera-se (bem sei que há muito considere que, porventura, o egípcio poderá ser mais importante na substituição da posição e funções de André Martins , mas é minha convicção pessoal que Leonardo Jardim não terá a mesma ideia).

No rol de todos estes extremos quem parece ter passado de opção válida a quase proscrito é Diego Capel. Será que o veremos sair ainda até ao final desta semana, para a Rússia por exemplo? Confesso que esta possibilidade me causa sentimentos ambíguos: se por um lado tenho uma simpatia pessoal pelo jogador, por outro estou dentro da corrente de opinião que já deixou de considerar o espanhol como uma clara mais-valia desportiva...

Para todo este problema contribuirá também a quase total ausência da chamada "meia-distância". Os extremos raramente enveredam pelas diagonais de fora para dentro (que normalmente causam superioridade numérica e descompensações nas marcações) nem para abrir mais espaço nas alas para a entrada dos laterais, nem para rematar à entrada da área, o que é preocupante, face à recente tendência pouco rematadora da equipa. Neste capítulo, os médios fazem também parte integrante, seja Adrien Silva, André Martins ou qualquer outro, já que também raramente se dão a aparecer de trás, em zonas de finalização, quer na já em plena área ou à entrada desta, aumentando o leque de opções na distribuição de jogo. Vítor é talvez o que mais e melhor faz tal tarefa, ainda que depois tenha óbvias falhas na recuperação no terreno. E Elias, contará ou não?!

A juntar a tudo isto, o colombiano Fredy Montero tem também andado arredado dos golos (salvo erro, vai para 12 jogos sem marcar), o que aumenta mais ainda a necessidade de soluções alternativas, até face à preponderância ofensiva do avançado quer nos golos que marcou até ora - e já lá vão 16 - quer na construção de jogo da e para a equipa. O eficaz Islam Slimani, Ponta-de-Lança puro que bastante aprecio, é um jogador completamente diferente. Não que seja "tosco", como não raras vezes se costuma dizer - o que não acho que seja, mas porque é um jogador a quem é preciso servir, e fazê-lo bem. E lá voltamos novamente ao princípio, à discussão acerca dos extremos...

Não sou nenhum expert - nem espero ser - e com certeza Leonardo Jardim saberá bem melhor que eu ou qualquer um de nós o que será melhor para a equipa e para o plantel. Afinal, é ele que os lidera. Ainda assim, não está imune à crítica, nem o acriticismo faz parte dos meus ideais. Leonardo Jardim tem sido um treinador - repito, um treinador - com T maiúsculo, coisa que já não se via em Alvalade há demasiado tempo, mas não é infalível. Ninguém é!

Para o último terço do campeonato, muito iremos precisar de toda a superação de cada um dos nossos atletas. Não se afiguram jogos fáceis pela frente, a começar já pelo do próximo fim-de-semana, ante o SC Braga, que com certeza quererá vir dar provas de que não são tão maus quanto espelha a classificação A este seguir-se á a deslocação a Setúbal, para defrontar o Vitória FC, em clara ascensão (nos resultados e nas exibições), antes da recepção a um FC Porto em ebulição interna, depois a sempre difícil deslocação à Madeira, para defrontar o CS Marítimo, antes da recepção ao sempre perigoso Vitória SC. O micro-ciclo posterior, com a deslocação ao reduto do FC Paços de Ferreira, a recepção ao Gil Vicente FC e a deslocação a Belém, para defrontar o CF "Os Belenenses", afigura-se, à priori, como o período de menor dificuldade, ao que se seguirá nova deslocação à Madeira, desta vez para defrontar o CD Nacional, encerrando o campeonato em Alvalade frente ao surpreendente GD Estoril-Praia.

Em igual período da 1ª volta da Liga ZON Sagres, Leonardo Jardim amealhou 23 pontos, fruto de 7 vitórias, 2 empates e 1 derrota, o que se afigura difícil de igualar, sendo que seria de extrema importância assegurar pelo menos a entrada directa na UEFA Champions League do próximo ano. A ver vamos...

Da minha parte, o apoio será o mesmo de sempre, apaixonado e incondicional. O que quer que aconteça, já ninguém nos tira a ideia de que o tantas-vezes-rotulado chavão do "fazer mais com menos" afinal não era uma mera utopia. Não só é possível fazê-lo, como se comprova, como é possível também constar que um Clube pode não ter muito dinheiro, não ter muitos jogadores de nomeada, não ter até uma qualidade equitativa com os mais directos rivais e, ainda assim, fazer um campeonato digno. Assim continue a haver a mesma competência, o mesmo realismo e a mesma capacidade de superação, desde o Presidente ao mais fútil empregado do Clube!
Partilhar:

6 comentários:

  1. creio que Shikabala não vai acrescentar muito ao sporting essa época,... ele vem de um campeonato diferente precisa de adaptação e para piorar contraio uma lesão, quanto ao Capel,...esse anda com a cabeça noutra paragens,....quanto ao Montero , acho que devia fazer posição do Martins que juntamente co w. Eduardo deviam ficar no banco.

    ResponderEliminar
  2. jpaulo1,

    O Shikabala só fez 28 minutos pela Equipa B, lesionando-se, portanto, obviamente, não estará ainda nas melhores condições. Mas o campeonato não acaba em Fevereiro, há 30 pontos em disputa ainda, e o Shikabala terá com certeza a oportunidade de poder jogar. Em que posição já é outra história...

    Quanto a Capel, ele pode andar com a cabeça nas paragens que quiser, desde que jogue e o faça bem. Ultimamente nem isso, sequer tem jogado. Do que estará na origem do ocaso não faço ideia, mas parece claro que algo se passa.

    Já relativamente a Fredy Montero, nunca poderá "baixar para a posição do André Martins", como dizes. Quando muito poderá baixar sim, mas para desempenhar as funções mais ofensivas que actualmente desempenha André Martins, no apoio ao jogador mais avançado, mas não peças a Montero que comece a alinhar no trio de meio-campo, juntamente com Adrien Silva e William Carvalho. Não teria qualquer lógica!

    E sim, Wilson Eduardo está a precisar de banco. Ou até da bancada...

    ResponderEliminar
  3. Penso que Héldon veio precisamente para colmatar essa ausência de jogo interior dos nossos extremos só que infelizmente ainda se está a adaptar (não ao campeonato mas ao estatuto e à pressão da equipa que representa bem como aos seus companheiros). De frisar que gostaria de ver o Adrien a encostar menos ao William Carvalho e a ir aparecendo mais perto da área visto ser um jogador com um bom remate de meia distância.

    ResponderEliminar
  4. o campeonato é sempre dificil. não ha tempo para relaxar. e entao o ultimo terço ainda é mais duro. começa-se a definir as posições e ninguem pode perder pontos. Não tenho duvidas que se ganharmos os 10 jogos que faltam somos campeões, porque o benfas vai perder pontos. No dragão nao ganha e tenho duvidas que passe no Nacional e mesmo em Braga. Ainda terá jogos em casa com alguma dificuldade como o Estoril e o proprio Setubal.

    Faltam 10 jogos e a equipa tem de dar tudo para conquistar o maior numero de vitorias. Agora que estamos em 2ºlugar, que da acesso directo a champions, temos que fazer tudo para no minimo segurar esta posição que será bastante importante para planificar a próxima época com mais calma e também para termos outra capacidade no mercado. Nos ultimos anos perdemos muito para os outros porque nao vamos a champions que é a unica coisa que da dinheiro. Dependemos de nós para o 2ºlugar e se fizermos bem o nosso trabalho, certamente que ainda teremos uma palavra a dizer em relação ao titulo

    ResponderEliminar
  5. Não creio que se possa exigir muito mais a este SCP.
    A equipa está muito espremida.
    Perante os recursos de que dispõe, apresenta já o sector defensivo bem estruturado - aliás, todo o processo defensivo da equipa me parece bem montado - e os resultados obtidos, que se reflectem no segundo lugar que ocupamos, têm-nos proporcionado um bom campeonato.
    Ofensivamente, a equipa não se mostra, de facto, muito afinada, com carências no respectivo processo que têm vindo a ser assinaladas.
    Teria sido possível apresentar já, nesta fase, uma equipa melhor, neste e noutros aspectos?
    É dificil de dizer.
    Jardim poderia ter tentado outras soluções e os resultados serem, neste momento, piores, e estariamos aqui a discutir se deveria ou não continuar no SCP.
    Importa, isso sim, valorizar o que foi feito de positivo, e que foi muito!
    O objectivo deverá continuar a ser, como até aqui, ganhar jogo a jogo, e nós, adeptos, deveremos acalantar a esperança de segurar o 2º lugar.
    Esperar ou exigir mais é uma utopia.

    Jarvalho

    ResponderEliminar
  6. *Queria dizer "acalentar"....

    Jarvalho

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!