Próximo Jogo

Próximo Jogo

19/05/2014

Começa a tomar forma o novo leão, com 2 reforços de peso!

Paulo Oliveira e Simeon Slavchev são os 2 primeiros reforços do Sporting CP para a época 2014/2015. Dois jovens, aos quais se augura um futuro muito promissor, dado o potencial que ambos demonstram nesta fase das suas carreiras. O jovem defesa, nascido em Vila Nova de Famalicão, quanto a mim, não seria uma prioridade para a nova época, entendendo-se no entanto a sua contratação. Já o médio búlgaro, pelo perfil que apresenta e não tanto pela posição que ocupa, pode ser visto como uma contratação fundamental. Mas vamos por partes:

O central português já é um conhecido dos adeptos que acompanham com atenção a Liga ZON Sagres. Jovem que impressiona principalmente pela maturidade com que aborda cada lance. É o tipo de central ao qual eu gosto de chamar "central elegante". Embora considere que o Sporting CP se encontra bem servido ao nível dos centrais, principalmente jovens, a contratação de Paulo Oliveira é uma excelente aposta, não só pelo que demonstra no presente mas principalmente pelo que se perspectiva que possa alcançar no futuro. 

Relativamente ao "Lampard da Bulgária", e apenas com base no que vi nos vídeos e em informações que recolhi sobre ele, parece-me ser uma excelente contratação. Como disse no inicio deste post, Simeon Slavchev tem o perfil de médio que faltava neste plantel, principalmente do ponto de vista físico. É um médio forte fisicamente, agressivo nos duelos defensivos mas que a isso ainda junta uma grande qualidade de passe, visão de jogo e condução de bola. O único reparo negativo que tenho a fazer prende-se com o facto de ser um jogador que, para a posição, parece arriscar em demasia quando tem a posse de bola, nomeadamente em deslocamentos verticais, no entanto é algo possível de melhorar. À partida, e pelas suas características, é desde já possível afirmar que pode ser uma opção válida para a posição de médio defensivo mas também de médio interior. 

Independentemente do sistema de jogo escolhido pelo novo treinador, há vários cenários a ponderar: 

Simeon Slavchev como médio-defensivo: Sem pôr em causa o enorme potencial e qualidade de William Carvalho considero que, pelas características que o jovem búlgaro apresenta, pode ser mais determinante em certos jogos que o jovem português. Jogos em que o adversário se encontra muito recuado, muito agressivo nas marcações, ter um médio defensivo que através da sua condução de bola vertical possa desequilibrar e arrastar marcações, libertando os colegas de equipa, pode ser determinante na criação de jogadas de perigo pelo corredor central.  

Simeon Slavchev como médio-interior: Mantendo o 4x3x3 desta época, é possível imaginar o jovem médio a jogar como interior. Tem todas as características que um médio que ocupa essa posição precisa de ter.  
  • Caso o objectivo do novo treinador seja colocar Simeon Slavchev em funções de organizador, o médio búlgaro poderá fazer valer a sua qualidade de passe e visão de jogo de modo a pautar o ritmo de jogo da equipa com a melhor qualidade possível; 
  • Caso as funções dadas ao jovem médio sejam as desempenhadas por André Martins, Simeon Slavchev deve juntar a sua capacidade física à sua qualidade técnica, de modo a ser uma mais-valia no processo defensivo, nomeadamente na recuperação de bolas em zonas subidas do terreno;
  • Por último, e na minha opinião, o mais importante nos jogos contra adversários mais recuados é o facto do perfil do jovem búlgaro permitir que a equipa actue em 4x4x2. Por tudo o que falei anteriormente, caso a equipa necessite de jogar com apenas 2 jogadores no centro do meio-campo, Simeon Slavchev é uma clara mais-valia. Com mais espaço para ocupar no meio-campo, ter um jogador com uma disponibilidade física maior garante à equipa mais qualidade em processos como a transição ataque/defesa (por exemplo, a recuperar de bolas em zonas subidas). 

Como é que acham que se vão integrar estes 2 reforços no plantel leonino, Sportinguistas?

Partilhar:

5 comentários:

  1. Assim se trabalha !

    Vamos BdC!!!

    VAMOS SPORTING CLUBE DE PORTUGAL!!!!

    ResponderEliminar
  2. Numa equipa base já montada e com rotinas vão entrar com calma e tem tudo para serem mais valias

    ResponderEliminar
  3. O Paulo Oliveira pode ser uma boa aposta a curto/médio prazo. O Slavchev não o conhecia mas tenho esperanças que se possa vir a revelar como uma mais-valia ao estilo dos seus conterrâneos Balakov e Yordanov.

    ResponderEliminar
  4. O Paulo Oliveira penso que é uma excelente aposta, acredito que seja jogador para ameaçar os nossos titulares da época transacta já nesta época que irá começar e claro é português, jovem e cheio de potencial além de que conhece muito bem o nosso campeonato o que torna tudo ainda melhor para a sua adaptação. Em relação ao búlgaro, n o conhecia mas tenho ouvido falar bem dele nas pesquisas que fiz na internet, agrada-me o facto de ser um médio forte fisicamente pois esse era um dos problemas na minha opinião do nosso meio campo o facto de ser demasiado macio (Não William não estou a falar de ti obviamente).

    ResponderEliminar
  5. «Embora considere que o Sporting CP se encontra bem servido ao nível dos centrais, principalmente jovens (...)»

    Esta temporada, por força das circunstâncias, o Sporting praticamente apenas usou 3 centrais na equipa de honra: Marcos Rojo, Maurício e Eric Dier. Mas não sabemos se vão permanecer na equipa para a próxima temporada...

    Os argentino e o brasileiro já levam alguns anos de carreira na bagagem, mas se compararmos o número de jogos de ambos (63 e 95, respectivamente) aos 22 anos, com o de Paulo Oliveira, este leva clara vantagem: 121 jogos, apenas 2 incompletos.

    Eric Dier em dois anos apenas fez 47 jogos, 11 incompletos.
    Rúben Semedo na sua primeira temporada apenas fez 24 jogos.
    Tobias Figueiredo, tem 34 jogos em duas épocas.

    Nuno Reis foi praticamente "dispensado" e falta claramente um central bem experiente e ambientado às altas lides do futebol. Sem garantias que Eric Dier renove ou que Marcos Rojo continue depois do mundial, e com a incómoda impressão que Rúben Semedo ainda tem um longo caminho pela frente para evoluir, se calhar, dependendo dos desenvolvimentos, ainda teremos mais um central a chegar em breve a Alcochete...

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!