Próximo Jogo

Próximo Jogo

20/06/2014

Pólvora molhada

Soou o badalo na redacção do jornal Record: Matheus Pereira (com contrato até 2015), uma das pérolas dos Juniores - que este ano sobe à Equipa B, pode não renovar. Pior, pode até ir parar a um rival (adivinhem lá qual).

Soou o alarme na nação Sportinguista: não podemos perder mais este excelente jogador da formação (apesar de brasileiro, chegou em 2011 para os Iniciados), até porque sem ele nada acontece. O Clube pára, resigna-se e fecha as portas.

Obviamente, o acima descrito é um exagero. O exagero recorrente que se ouve, escreve e lê sempre que, por obra do Espírito Santo de grandes orelhas, os jornais se lembram que é preciso encher as páginas da secção de um determinado Clube (sempre ou quase sempre o nosso), quando não há matéria para tal.

Há muito pouco tempo um tal Filipe Nascimento saiu de um determinado Clube para outro, mais abaixo mas sob a mesma asa protectora. Ouviram falar? Leram sobre isso? Talvez vos tenha escapado, pois os jornais não conseguiram achar mais relevância que não a de meia dúzia de palavras atiradas para um canto de página que ninguém lê, na secção do Clube de destino e não no de origem. O menino que ousou dizer que nasceria mais 10 vezes não merece mais. Afinal há que resguardar o mito que reza que as águias rapinaram o título de melhor formação aos leões... O mesmo poderia ser dito sobre formandos nortenhos que, subitamente, exilam para outras paragens, obviamente sem mais que 10 palavras escritas, a esforço, na pasquinada do costume.

Braima Candé acolheu os infalíveis conselhos de Catió Baldé (e seus fiéis reprensentantes) e desertou de Alcochete. Tal como outros apaniguados de Baldé, rumou a Norte. Ainda há mais três em Alcochete, não os querem também? Aqui d'el Rei, a tragédia, o horror.

Também Catió descobriu a pólvora molhada: no Norte pagam-lhe (incomparavelmente) mais, mesmo que isso não signifique necessariamente - longe disso - que os jogadores têm o futuro assegurado. Ele, Catió, assegura pelo menos o seu quinhão, e é quanto lhe basta. Mesmo que Christian Atsu se escangalhe a rir...

No final, a mesma recomendação de sempre: cautela com os fazedores de opinião pagos - jornalistas, leia-se -, porque nunca se sabe de onde virá aquele rendimento extra que não estavam a contar e que lhes faz tanto jeito. Cuidado, pois a estratégia é sempre a mesma, influenciar quem os lê de forma a causar atritos onde não existem. Leiam, releiam quantas vezes desejarem, mas saibam filtrar aquilo que é notícia daquilo que é especulação e daquilo que é plantação de bananas.

Matheus Pereira é indubitavelmente um dos maiores talentos - senão o maior - que hoje tem estadia reservada em Alcochete. Mas as coca-colas ali, naquele deserto de Alcochete, têm o condão de aparecerem subitamente, como que por magia. Claro que Matheus Pereira vale um esforço. Mas não vale tudo...

Post Scriptum: A 30 de Junho está marcada a Assembleia Geral onde se irão prestar contas. Consolidadas, finalmente. Aqui d'el Rei para os jornais, também, que é preciso não desmentir o soberano Luís Filipe Vieira.
Partilhar:

9 comentários:

  1. Concordo com a diferença de tratamento. É por demais evidente para não se concordar.

    Mas já foi pior. Se o melhor júnior saísse de borla, para um rival, no tempo do godinho, tínhamos arraial montado.

    Basta lembrar o que se disse e escreveu quando os outros saíram, COM compensação financeira, para barcelona e para liverpool!

    SL

    ResponderEliminar
  2. Daniel,

    Uma mentira contada muitas vezes, por mais gente que consiga convencer, não se torna nunca verdade! Dito isto:

    Nos mandatos de José Eduardo Bettencourt e Luíz Godinho Lopes foram vários os jogadores que saíram, muitos deles para os rivais, sem que se ouvisse barulho algum. Houve, isso sim, gente, como eu, a apontar o defeito de não se resguardarem os jogadores destas coisas, mas mesmo assim nada que se compare com as celeumas causadas pelas saídas de Ricardo Tavres, Moretto Cassamá ou Idrisa Sambú. Será que o Daniel consegue deduzir os motivos?

    Quanto a Agostinho Cá e Edgar Ié, transferidos para o FC Barcelona, e João Carlos Vilaça, transferido para o Liverpool FC, convém esclarecer que os 3 foram transferidos para amortizar verbas em dívida com os Clubes citados, nomeadamente dívidas referentes às aquisições de Emiliano Insúa (Liverpool FC) e Jeffrén Suárez (FC Barcelona). Referir ainda que todos os 3 jogadores foram avaliados em baixa (Cá e Ié por cerca de 500 mil €, juntos, e João Carlos por outros 500 mil €).

    Acabo como comecei: Uma mentira contada muitas vezes, por mais gente que consiga convencer, não se torna nunca verdade!

    SL

    ResponderEliminar
  3. Concordo com o Revisor

    Depois do que ele escreveu, não ha mais nada a dizer.

    SL

    ResponderEliminar
  4. Diogre

    Peço desculpa mas nem queria comentar, deve ter sido algo involuntário.
    Mas já que tive que escrever para te descansar o espírito, devo dizer a bem da verdade como o mauro silva escreveu que mal ou bem todos os jogadores mencionados foram negociados e mesmo aqueles que saíram para o slb a custo 0 foi por nossa decisão pela questão das idades, o que se passa agora é bastante diferente porque a mal ou bem nos queremos ficar com eles e eles vão embora contra a nossa vontade e a custo 0.

    ResponderEliminar
  5. é natural que só se fale da formação do Sporting em Portugal, ao fim e ao cabo é uma das melhores de mundo. O departamento de futebol de formação do Sporting tem tanta qualidade que já ouvi dizer que o LFV queria contratar o jardineiro por 10.000 euros e o Pinto da Costa o tipo que marcas as linhas do campo a cal por 20.000 euros

    ResponderEliminar
  6. leao revisor,

    Devo sublinhar que o que tu dizes, ou escreves, ou deixas de dizer ou escrever, serve-me tanto como as choradeiras num enterro (finalmente tive oportunidade e te retribuir o favor de achar que a tua opinião serve para merda nenhuma senão para adubar milho).

    Dito isto, o que "mal ou bem" acontece agora é por incapacidade negocial nossa actualmente, algo que nunca aconteceu antes, porque se cobriam propostas inconcebíveis dos rivais com propostas ainda mais inconcebíveis nossas. Os resultados conhecem-se. Felizmente, tudo terá um fim, e o fim está próximo, por mais que custe reconhece-lo.

    LR, digo-te o mesmo que me dizes a mim: a tua opinião, para mim, vale zero. Menos até que zero. Aliás, se calhar desafio-te a considerar opinião sobre os melhores juvenis transferidos para o Benfica, ou dos melhores qualquer coisa transferidos para Espanha. Porquê os melhores? Porque os melhores são sempre os que saem...

    ResponderEliminar
  7. Excelente post Mauro Silva, Ao anónimo trampião (que ao que me disseram provem da palavra trampa) aconselho-o a quando visitar um blogue sportinguista, a usar a cabeça e não os pés!

    ResponderEliminar
  8. Digam-me o nome de um jogador guineense formado em Portugal (ou até mesmo no estrangeiro) de categoria internacional? A maioria deles quando chegam à idade adulta não têm lugar em praticamente nenhum clube da 1ª Liga, lá um ou outro consegue jogar num Olhaneense ou Arouca e pouco mais. O dinheiro gasto na sua formação não é rentável! Deixá-los ir. Nunca deviam era ter entrado na Academia. Que sirva de lição! E agora segundo o pasquim record (que não compro à 3 anos,assim como o correio) é também o matheus dos juniores que andrades e/ou lampiões estão a assediar. Tenho dúvidas que esta "noticia" seja verdadeira. Mas é por estas e por outras que vejo com bons olhos os nossos dirigentes estarem a contratar jovens noutros países, É que a legislação da FIFA não protege, como devia os clubes formadores (como é o caso do nosso). Também não estou de acordo em pagar-se a juniores ou Bês balúrdios só para os segurar, pois a maioria dos jogadores jovens da formação do Sporting (ou de qualquer outra no mundo) jamais chegarão a ser grandes jogadores ou até chegar à equipa principal dos respectivos clubes (grandes). SL

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!