Próximo Jogo

Próximo Jogo

16/08/2014

Leões tropeçam no arranque da Liga (1-1 ante Académica); expulsão de William Carvalho crucial na exibição; Carrillo no melhor e no pior

Árbitro
Artur Soares Dias

Titulares: Rui Patrício (cap.); Cédric Soares, Maurício, Naby Sarr e Jefferson; William Carvalho, Adrien Silva e André Martins; André Carrillo, Héldon e Fredy Montero.
Suplentes: Marcelo Boeck; Paulo Oliveira; Oriol Rosell e João Mário; Diego Capel e Carlos Mané; Junya Tanaka.
Fora da Ficha de Jogo: Ricardo Esgaio.
Treinador: Marco Silva.

Golos:
  • 15' - GOLO de André Carrillo (0-1). Grande assistência de Jefferson! O cruzamento do brasileiro é óptimo, para o segundo poste, entre o guarda-redes e a defesa. André Carrillo passa Richard Ofori em velocidade e cabeceia em cima da pequena área de Cristiano, que nada podia fazer! O peruano entra a matar em 2014/15.
  • 90' + 1 - Golo de Rafael Lopes (1-1). Asneira de André Carrillo na abordagem a um lance defensivo, a bola chega a Schumacher, que serve atrasado Rafael Lopes. O avançado, de primeira, dispara forte e bate Rui Patrício.
Substituições:
  • 46' - Entra Oriol Rosell, sai Cédric Soares (por lesão). O trinco espanhol vai jogar (adaptado) na lateral-direita, visto Ricardo Esgaio ter sido preterido da Ficha de Jogo.
  • 62' - Entra Diego Capel, sai Héldon.
  • 74' - Entra Paulo Oliveira, sai André Martins. Marco Silva tenta reequilibrar o sector defensivo dos leões, depois da expulsão de William Carvalho. O central vai jogar na lateral-direita, também adaptado, enquanto Oriol Rosell ocupa agora a posição mais defensiva do meio-campo.
Disciplina:
  • 25' - Falta sobre André Carrillo, por Richard Ofore, assinalada, quando Artur Soares Dias deveria ter dado a lei da vantagem.
  • 34' - Num lance "à queima", na grande área leonina, Jefferson joga a bola com a mão, ainda que involuntariamente. Artur Soares Dias nada assinala, julgando correctamente o lance...
  • 41' - Falta sobre Cédric Soares "nas barbas" do árbitro assistente, na direita do ataque leonino, não assinalada.
  • 42' - Canto a favor dos academistas transformado em pontapé de baliza para os leões. Erro da equipa de arbitragem.
  • 45' - Cartão amarelo para William Carvalho. Por travar Rui Pedro em falta.
  • 51' - Héldon é afastado ostensivamente por Iago Santos, na área dos academitsas. Artur Soares Dias não considera ser suficiente para a marcação de grande penalidade.
  • 66' - Nova falta de William Carvalho, sobre o mesmo Rui Pedro, sancionada com o cartão amarelo, o segundo, e consequente cartão vermelho. Muito displicente, o trinco leonino, que fica de fora na recepção ao FC Arouca. Sporting CP reduzido a 10 unidades...
  • 69' - Carga sobre André Martins. Não assinalada...
  • 77' - Falta dura de Oriol Rosell sobre um adversário. Artur Soares Dias dá a lei da vantagem e não sanciona o médio espanhol.


Partilhar:

4 comentários:

  1. ConselheiroLeo16/8/14 23:20

    Resultado pouco castigador, tendo em conta a péssima segunda parte que fizémos.

    Má decisão de Marco Silva quando foi chamado a mexer na equipa, aquando da expulsão. Preferiu, inexplicavelmente, manter a zona central do meio-campo em inferioridade numérica!

    ResponderEliminar
  2. Peter Sousa17/8/14 01:26

    Acabei de chegar de Coimbra;
    E o que eu vi?
    O que aconteceu na 2ª parte era impensável para mim, depois do que vi na 1ª
    Na 1ª parte só me deixa 3 imagens menos boas.
    - Heldon, é muito pouco para o Sporting
    - Sarr é muito lento e pesado, e mesmo em lances aéreos, nos quais obriga a deslocamento, tem dificuldades.
    - progressão com bola dos centrais para criar o desiquilibrio é igual a zero, obrigando Adrien ou William a recuar demasiado.
    A 2ª parte foi muito má. a equipa recuou muito as linhas, mesmo com 11 e baixou a intensidade. E se Marco escolheu bem, o substituto de Cédric, pois era a melhor opção que tinha no banco, Capel e principalmente PO foi uma péssima escolha. O lado direito passou a não conseguir acompanhar em velocidade o ala academista. Parece-me que a solução mais inteligente seria ter colocado J. Mário em campo. Acima de tudo o Sporting precisava de guardar a bola, ganhar tempo, e lançar carrilho ou Capel. Deveria ter saído Montero em vez de Martins. Ficariamos com 3 médios interiores, com Adrien mais recuado e 2 flechas procurando a transição ofensiva rápida.
    Não tenho dúvidas que esta equipa precisa de 4 reforços, se quer ser candidata aos 2 primeiros lugares.
    Claramente precisamos de 1 central titular, rápido, técnico, que saiba sair com bola, que tenha a ousadia de fazer o desiquilibrio, e que queime linhas de jogo com qualidade de passe vertical.
    Precisamos de 1 outro Slimani ( este nem aceita esse astatuto, por isso deve sair) para jogar no chuveirinho nos últimos minutos de jogos apertados.
    Aboubacar e Nani, preencheriam muito bem as outras lacunas que existem no plantel, e que tão bem os nossos rivais têm preenchidas. Ter qualidade nas alas é fundamental no nosso campeonato em que 80% das equipas jogam em bloco baixo, com 2 linhas defensivas bem preenchidas. Aboubacar poderia funcionar no meio ou na ala.
    Shika, apesar de toda a incultura tática, parece-me que contra estas equipas fechadas poderia ser muitas vezes a chave.
    Adrien é de longe, no momento o nosso melhor jogador.
    O 3º médio não peço, pois penso que podemos encontrar a solução dentro do plantel, atirando com A. Martins para o banco. J. Mário ou mesmo Montero ( Não pressiona muito, não tem grande percentagem de vitória nos duelos pelo ar, nem marca golos, mas tem capacidade de segurar a bola, de esperar as subidas da equipa, de a circular com qualidade).
    Espero que o benfica perca pontos amanhã. É muito grave ir já com atraso à Luz. E se lá perdermos, são já 5 pontos. Num campeonato como o nosso, em que as surpresas são poucas, ditará sem grande margem de dúvidas qual o nosso lugar. E para o nosso crescimento sustentado, o 2º lugar é algo primordial, é o minimo dos minimos.

    ResponderEliminar
  3. Com todo o respeito que o atleta merece, até pela simpatia, mas Montero não é o ponta de lança que o Sporting precisa para jogar em 4-3-3. Se calhar (penso eu) teria sido preferível ter contratado Derley do que Ryan Gauld (até seria mais barato).
    Também continuo a pensar que André Martins não tem estofo para ser um centro campista que faça a diferença. Está sempre a cair. Quando as coisas correm bem, até sobressai, dada a sua técnica apurada. Mas com equipas mais difíceis e, sobretudo, que joguem em força, é uma clara menos valia. Não tem nada a ver com Adrien. Aliás, não compreendo como é que o nosso treinador, a jogar com menos um, deixa todo o meio campo entregue apenas a 2 jogadores, sendo um deles muito fraco fisicamente. Talvez tivesse a esperança que Rosell jogasse um pouco adiantado, refazendo assim o trio do meio campo. Seria bem pensado, mas não com André Martins.
    É sempre fácil falar depois das coisas terem acontecido, mas, para mim, Montero e André Martins não têm lugar numa equipa candidata ao título.
    Finalmente, não gosto mesmo nada de estarem (alguns) sempre a criticar Carrillo. É um jogador excelente, forte na corrida, desequilibrador no 1 para 1, mas precisa de jogar e, sobretudo, transmitirem-lhe confiança. Marca 1 golo e falha ouro e é logo criticado, enquanto o ponta de lança não marca nenhum e pouco ou nada se diz.
    DUARTE

    ResponderEliminar
  4. Mau resultado tendo em conta e esperança que temos para a época e onde podemos retirar diversos pontos.
    Em primeiro lugar nota-se que o Marco Silva está cada vez mais a tentar colocar a equipa a jogar à sua imagem. Vemos em alguns momentos transições estudadas e nunca saímos com chutão para a frente como fazíamos com Leonardo Jardim.
    A grande diferença está na forma como gerimos o jogo quando temos um resultado favorável. Viu-se ontem e em diversos jogos de pré-época que quando estamos em vantagem optamos por dar bola ao adversário e tentamos sair em transições rápidas para matar o jogo mas infelizmente isto não está a conseguir ser feito por duas razões: não temos a consistência defensiva que tínhamos com LJ e, principalmente, estamos a falhar na finalização das jogadas que criamos.
    No jogo de ontem tivemos hipótese de fazer o 2-0 e matar o jogo mas no momento de finalizar falhámos.
    Em segundo lugar a principal coisa que nos faltou ontem foi o motor da equipa William Carvalho. Desde inicio que se viu que ontem não estava com a cabeça em campo e isso fez toda a equipa ressentir-se. A cereja no topo do bolo foi aquele 2º amarelo que levou de uma forma estúpida e infantil.

    Resumindo, temos de dar tempo ao treinador para implementar as suas ideias e olear a máquina. Ninguém faz uma equipa à sua imagem em pouco mais de 1 mês.
    Se criticávamos o facto de Jardim ser pouco audaz e jogar sempre da mesma forma então temos de dar tempo para que as coisas mudem para um futebol mais vistoso e dominador.
    Talvez este resultado seja bom para nós para resfriarmos as expectativas e começarmos a ser novo outsider. Não eramos os melhores antes nem somos os piores agora.

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!