Próximo Jogo

Próximo Jogo

09/12/2014

A Liga e o Sporting (e outras considerações)

Muito se disse acerca da não-participação do Sporting Clube de Portugal nas discussões na Liga Portuguesa de Futebol Profissional, após a eleição de Luís Duque (embora se reconheça que se trata apenas de uma fase de transição - os sinais são mais que óbvios). Sem querer recalcar a discussão, tal estratégia teve motivos óbvios, desde o processo de selecção que culminou na eleição de Luís Duque (depois de ter passado por outros Sportinguistas, ex-presidentes, incluindo Luíz Godinho Lopes) até ao contencioso actual entre o Clube, Sporting CP, e o ex-administrador da SAD leonina, Luís Duque, independentemente de quem tem razão ou não.

Ontem à noite, ao ver o programa Prolongamento, da TVI 24, ouvi na voz de Fernando Seara (sempre tão bem informado pelo seu amigo e comparsa de longa data, Luís Duque) que, apesar da exclusão presidencial das reuniões da Liga Portuguesa de Futebol Profissional, os leões fizeram-se representar numa reunião, que terá acontecido no último Domingo, que visa(va) a revisão estatutária daquele órgão.

Disse-o anteriormente e repito-o: concordo em absoluto com a exclusão de Bruno de Carvalho de tais reuniões, enquanto Presidente do Sporting Clube de Portugal - porque é claro e notório que foi completamente vilipendiado em todo o processo, mas, estando o mal feito (por assim dizer), havia que tentar tirar o melhor partido desta má situação. Por isto, o que ouvi ontem agradou-me sobremaneira.

É "apenas" uma revisão estatutária, mas será também o primeiro passo para a reformulação que se pretende e que muito passará por bastantes das medidas que o Sporting Clube de Portugal estudou e apresentou (consultar aqui). Oxalá, porque a entidade tem que estar sempre antes de quem a governa...

A propósito; como havia dito - ou especulado - Bruno de Carvalho, sabe-se agora que a a centralização dos direitos televisivos pode passar por um critério (de entre vários) de regionalização. Honestamente, não vejo qualquer sentido numa regionalização, mesmo sendo apenas um de vários critérios distributivos, até porque basta consultar as tabelas classificativas das Primeira e Segunda Ligas para constatar que o Futebol Profissional português reside, essencialmente, a Norte. A avançar tal medida, considero que o Sporting CP, como principal perdedor nesta matéria, se deverá insurgir, até porque a centralização dos direitos televisivos não avançará sem o claro consenso de todos os Clubes envolvidos. No entanto, esta será apenas uma discussão preliminar, já que a maioria dos Clubes tem os seus direitos concedidos até 2018 e, portanto, até lá nada se poderá consumar...

Espero, no entanto, que o Sporting CP esteja por dentro - bem dentro - desta e de outras discussões, apesar do ostracismo presidencial, a meu ver justificável.

Obs.:
  1. Amanhã não teremos Nani. Apesar do sentido jornalístico, transformando tal facto numa catástrofe anunciada, qual anti-Cristo, estou confiante (embora não cegamente) que consigamos o apuramento para os Oitavos-de-Final da UEFA Champions League. A consegui-lo, sendo coerente comigo próprio, já terá superado as minhas expectativas, quanto às competições europeias, independentemente do que se fizer ou não a seguir. Ainda assim, e embora financeiramente se perca bastante, se esse objectivo falhar, teremos sempre a UEFA Europa League, para tentar fazer o melhor possível.
  2. Muito se tem falado na futura ausência de Islam Slimani, devido à participação argelina na CAN (Coupe d'Afrique des Nations), mas pouco se tem falado da muito provável presença de Junya Tanaka na AFC Asian Cup, para a qual o Japão se qualificou e que arrancará no próximo dia 9 de Janeiro. A menos que alguém me venda a ideia de que Salim Cissé, Lewis Enoh, Hadi Sacko ou Ousmane Dramé serão suficientes, o próximo Mercado de Inverno não será apenas uma questão central; será uma questão crucial!
Partilhar:

0 comentários:

Enviar um comentário

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!