Próximo Jogo

Próximo Jogo

20/01/2015

A AG Vista Por Nós

Servirá este post para passar uma visão global de como decorreu a Assembleia Geral do Sporting Clube de Portugal do passado sábado, dia 17 de Janeiro. Convido desde já quem esteve presente para acrescentar e/ou corrigir alguma informação que eu tenha esquecido ou transmitido erroneamente.

Começou com um longo discurso (cerca de hora e meia) de Bruno de Carvalho. Apesar de se ter focado, como já é seu hábito, no ataque aos críticos, jogando por antecipação às eventuais questões específicas que pudessem surgir (por exemplo, a competência de Virgílio Lopes enquanto director da formação), o tom utilizado pareceu-me diferente das suas últimas intervenções do género. Para melhor, entenda-se. Com mais modéstia do que tem sido seu timbre, admitiu que cometeu vários erros (embora não tenha especificado), que voltará a tropeçar porque isso é humano, mas que o importante é aprender com os mesmos. Ainda assim, observei uma nítida mágoa pela alegada (e quanto a mim real) facilidade com que os sócios e adeptos Sportinguistas esqueceram o trabalho já realizado, aquando do conflito entre ele próprio e Marco Silva, não hesitando em tomar o partido do treinador. Sobre este assunto (a "novela" com Marco Silva e José Eduardo), nem admitiu responder a mais nenhuma questão, garantindo apenas que este é o seu treinador. 

Falou também sobre o “tema quente” da formação, com um reconhecer dos problemas e um garantir de intervenção incisiva e imediata na matéria, deixando ainda assim, novamente críticas aos críticos. Anunciou a entrada dum novo investidor com um montante de 18M€, cujo nome se recusou a revelar. Finalizou a sua intervenção com uma apresentação sobre a taxa de execução e conclusão das medidas do seu programa eleitoral, reivindicando um sucesso de 90% nas mesmas. Depois de intervir, passou a palavra aos sócios, que colocaram questões, merecendo as suas respostas. Em seguida veio a surpresa da tarde, com a apresentação da maqueta do novo pavilhão, cujo início de construção está previsto para Junho deste ano. A A.G. terminou com a intervenção de Carlos Vieira e a votação/aprovação das contas consolidadas do Sporting Clube de Portugal. Em suma, e apesar de ter sido uma forma de Bruno de Carvalho sentir se os associados estavam com ele, que definitivamente estiveram, acabou por ser uma reunião que clarificou algumas questões, trazendo novidades importantes. Ficam então em baixo mais algumas notas de relevo sobre o que foi clarificado e discutido:

  • O Presidente explicou que não pode revelar todos os dossiers em que está a trabalhar ao pormenor, e que os sócios terão de confiar no seu trabalho
  • Confrontado com uma pergunta dum associado, o Presidente identificou três causas principais para o problema na formação ao nível do recrutamento (salários com 2 anos de atraso), infraestruturas na academia (problemas de campos a menos e de iluminação dos que existem) e sobretudo de mentalidades (dando exemplos de jogadores jovens a celebrarem golos contra o Sporting CP). Garantiu também estar a atacar o problema em todas essas frentes, mas que o resultado do que está a ser alterado só se verá a médio prazo.  
  • Ficámos a saber que Virgílio Lopes não tem funções técnicas enquanto director da formação, ficando no ar a ideia que se procura alguém para esse cargo, sobretudo após a saída de Bento Valente
  • Quando questionado sobre o processo de renovação de André CarrilloBruno de Carvalho respondeu com "o jogador no fundo, é dum fundo...". Interpretem como quiserem, mas quanto a mim não augura nada de bom
  • Apesar de no programa eleitoral estar previsto um plantel principal de 20 jogadores de campo, Bruno de Carvalho justificou um número mais elevado de jogadores (tanto na principal como na B) assumindo as dificuldades na colocação de vários atletas
  • Foi explicado que existe uma conta reserva, prevista na reestruturação financeira, que vai amealhando parte (pequena) dos lucros da SAD, com vista à recompra das VMOC's em 2025. Fica também para mais tarde uma acção mais assertiva nesta matéria, uma vez que dificilmente o valor amealhado será suficiente para manter a maioria da SAD nas mãos do Sporting CP. Preocupante, sem dúvida.

Um abraço e Saudações Leoninas
Partilhar:

3 comentários:

  1. "Ficámos a saber que Virgílio Lopes não tem funções técnicas enquanto director da formação, ficando no ar a ideia que se procura alguém para esse cargo, sobretudo após a saída de Bento Valente"

    então ele faz o quê? que função desempenha? qual é o dia a dia dele?

    JT

    ResponderEliminar
  2. JT

    Boa pergunta, também não sei, e pelo menos não me recordo disso ter sido esclarecido no Sábado.

    SL

    ResponderEliminar
  3. O que mais me preocupa e a renovacao do Carrillo, parece ser impossivel mas vamos aguardar .

    Ps Mauricio certo na Lazio segundo a impressa italiana.

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!