Próximo Jogo

Próximo Jogo

12/01/2015

Só um Samurai chegou para uma equipa de Gverreiros


«(...) Armem-se de garras e dentes, até aos limites, e reduzam mais uma vez o SC Braga àquilo que sempre foi, porque eles vão com certeza tentar demonstrar aquilo que nunca serão.»

Escrevi esta frase há sensivelmente 10 dias atrás e hoje, missão cumprida, congratulo-me com o desfecho. Por curiosidade, o Sporting Clube de Portugal levou de vencida o SC Braga pela 3.ª época consecutiva, na Pedreira,sempre com um golo ao cair do pano. São sempre vitórias difíceis mas sempre vitórias (muito) saborosas, até porque - lembremo-nos - do outro lado está aquele que auto-ostenta o título de "terceira força futebolística nacional", António Salvador, o fiel discípulo de Jorge Nuno Pinto da Costa com ligações (nada) inocentes a Luís Filipe Vieira.

Ontem, gritei como há muito não fazia, com o golo de Junya Tanaka, o seu 1.º no Campeonato. Sim, já não esperava poder ganhar o jogo, mesmo depois daquele golpe de Kung Fu de Matheus, o guarda-redes bracarense, sobre o japonês.

Mas eis que, qual Samurai, depois de ter sofrido um golpe (quase) fatal, Junya Tanaka armaria o seu fabuloso pé esquerdo, qual katana, e desferiria o golpe de misericórdia ao seu adversário, destruindo-lhe(s) quaisquer esperanças de sobrevivência.

O jogo até havia sido de um equilíbrio intenso, ainda que melhor jogado na 2.ª-parte que na 1.ª-parte, com ascendente leonino nas oportunidades de golo, apesar do desacerto - ora de Nani, ora de Fredy Montero, ora de João Mário - e, também por isso, aquele fantástico golo caiu que nem ginjas na moral dos Sportinguistas. Individualmente, Rui Patrício - que fechou a baliza quando necessário, mantendo o nulo no marcador -, João Mário - apesar da ineficácia em frente à baliza, esteve soberbo, principalmente quando recuou um pouquinho mais no campo - e André Carrillo - a atravessar a sua melhor época em Portugal, indiscutivelmente, cada vez mais influente (a coabitação com Nani faz-lhe muito bem!) e a aumentar exponencialmente a preocupação dos Sportinguistas quanto à sua (não) renovação - estiveram em evidência, pela positiva. Pela negativa, Maurício - que ontem nem fez um jogo tão mau como em outras ocasiões mas, apesar disso, insiste em saltar de braços à cara dos adversários, o que lhe pode valer, a ele e a toda a equipa, sérios dissabores - e Adrien Silva - as suas perdas de bola/más decisões são cada vez mais recorrentes, o que me deixa genuinamente irritado, tendo em conta que tem qualidade técnica para ser e fazer muito melhor!

Segue-se mais um jogo da Taça do Duque da Liga, desta feita em Alvalade, ante o Boavista FC, num jogo em que se espera ver novamente os miúdos da Equipa B levarem de vencida a equipa orientada por Petit - como, aliás, já fizeram na pré-temporada, em pleno Estádio do Bessa. Depois, segue-se a recepção a Pedro Martins e ao seu Rio Ave FC, onde estaremos novamente obrigados a ganhar, para não perder o comboio do pódio, e porque sabe sempre bem ganhar a um treinador que se vai aos arames quando é (alegadamente) prejudicado por erros de arbitragem nos jogos connosco mas que se cala e consente nos jogos frente a SL Benfica e FC Porto - apesar de Pedro Martins ter sido jogador do Sporting Clube de Portugal, por 3 épocas.

Notas:
  1. A discussão acerca do estado da Formação em Alvalade entrou novamente em voga, devido à não-passagem da equipa de Juvenis (Juniores B) à 2.ª Fase do Campeonato Nacional da categoria. Relembrar apenas, e novamente, que o trabalho de Formação é sempre a médio/longo-prazo e que, portanto, o caos que é agora notório também tem muito de retroactivo - apesar de haver muito quem negue que a Formação tenha sido menosprezada, o que é facto é que o foi mesmo, ao longo de praticamente toda a última década, em que muitos julgavam ser suficiente o mero investimento financeiro. Notar também que, apesar de ficarem arredados do resto do campeonato, os Juvenis leoninos foram a melhor equipa de toda a 1.ª Fase da prova, assinando simultaneamente o melhor ataque e a melhor defesa, o que também deverá ser tido em conta antes de se afirmar avulsamente que a equipa não tem qualidade, estabelecendo para essa conclusão apenas a não-passagem à próxima fase. Já está um pouco (bastante) descontextualizado mas, se vos aprouver, não deixem de (re)ler As Pedras no Sapato (Parte I).
  2. Ribeiro Cristóvão é Sportinguista. Diz ele! E eu não acredito! Como os amigos do És A Nossa Fé, prefiro um comentador do Benfica. Pelo menos dos lampiões sabemos que é natural ouvir certas alarvidades...
  3. Também já tinha referido anteriormente a anarquia e o declínio acentuado no Atletismo do Sporting Clube de Portugal (As Pedras no Sapato (Parte II)). Os resultados no Campeonato Nacional de Estrada (consultar aqui) só reforçam essa preocupação, infelizmente...
Partilhar:

2 comentários:

  1. Também gritei com o golo do Tanaka como há muito não o fazia.
    Ao fim de muitos anos, voltamos a ter um exímio marcador de bolas paradas.

    Aliás, eu próprio já tinha aludido a esta qualidade do nosso querido japonês, quando, em comentário ao post "De Carrillo a Mané", disse:

    "Gostei da qualidade das assistências para golo de Tanaka e da forma como executou os lances de bola parada, concretamente os cantos, sempre bem marcados. O que demonstra que aquele livre que marcou no jogo com o Guimarães não lhe saiu daquela forma por acaso."

    Como que a confirmar estas palavras, eis que Tanaka, ao fechar o jogo, com uma frieza impressionante, marca um livre que mais parecia um penaltie.

    Diga-se que Matheus deveria ter sido expulso no lance que antecedeu este livre, mas para Tanaka, estar ou não guarda redes na baliza é indiferente.

    Não esquecer que, contra o Braga, o "super" Benfica do "mestre da táctica" já perdeu este ano duas vezes, uma delas em casa.

    Vitória muito, mas muito saborosa.

    Jarvalho

    ResponderEliminar
  2. Não sei se começo pelo jogo ou quero logo falar de tática Mauro Silva.

    O Sporting nos 2 últimos jogos surpreendeu-me e mudou a forma de jogar.

    Estou cansado e vou por notas:

    - Voltamos a defender bola parada numa defesa mista e montados tal e qual como no ano passado. Isto aqui é a minha maior satisfação , não sei se os jogadores falaram com o MS ou como foi , mas estou muito agradado , porque Jardim deixou um processo de topo.

    - O Sporting deixou de tentar defender alto , visto que não tem jogadores para recuperar a toda a largura. A equipa recua muitos elementos para trás da linha bola e defende harmonicamente e quase próximos uns dos outros , o que dá uma ideia muito forte de solidez defensiva.

    - Em Alvalade com o Estoril apostou na mobilidade entre linhas e na velocidade , e mesmo com um elemento a não aparecer no jogo bastaram as movimentações para desequilibrar , e mesmo tendo em conta que subiu de nível quando entrou João Mário.
    Esta é a postura que o Sporting tem de ter em casa contra os "empates" , espero que o treinador não desista apenas porque não saiu assim tão bem.

    -Amanha vai ganhar 2 jogadores , e 1 para aquela posição para dar concorrência e maior rendimento ao Mané (gostava que fosse Iuri), veremos quem será , sei que jogando desta forma até passamos a ter um plantel melhor do que se pensava.

    - O amarelo ao Maurício foi o seu fim como titular do SCP , lamento é que Tobias amanhã tenha de jogar ao lado de alguém que pode queimar a sua imagem em ascensão de confiança para os sportinguistas.

    - Apesar de Tanaka ter marcado mantenho que precisamos de um avançado matador para não nos sujeitarmos a dissabores como o que podia ter acontecido em Braga , onde faltou um homem na finalização.

    - Importante ganhar amanhã , e penso que alguns jogadores da equipa A deveriam ser chamados , como por exemplo Paulo Oliveira e Jonathan Silva. Tanaka será naturalmente o titular.

    Já agora quero dizer que o livre de Tanaka é técnica pura , só marca aquele livre quem sabe , a forma como mete o corpo e o pé à bola , mais a coxa , garantem o arco perfeito quando se acerta por debaixo da bola , sai forte e com corte , simplesmente lance de livro. E parece-me que Tanaka será o Slimani deste ano na bola parada.

    Rio ave - espero que Nani force amarelo , porque senão vai levar antes do jogo com o Benfica.

    Espero que baixe o João Mário visto que Adrien vai descansar e ainda bem , aposte outra vez na mobilidade e mudança de velocidade na zona 10 , Tobias a afirmar-se como titular do SCP.

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!