Próximo Jogo

Próximo Jogo

11/02/2015

As Sem-Vergonhices Bíblicas da Propaganda Lampiã


Já tinha começado durante a semana que antecedeu os dois derbys deste fim-de-semana passado, em Futsal e Futebol, através da utilização da hashtag #VeryLight96 por parte de adeptos lampiões nas redes sociais, inclusivé para planeamentos pouco menos que criminosos. E infelizmente, passou das redes sociais para as bancadas.


A tarja acima demonstrada foi desembrulhada no derby de Futsal, despoletando imediatamente a fúria dos adeptos leoninos presentes e levando a toda uma zaragata evitável. Por entre cânticos alusivos a este mesmo triste acontecimentos, os mesmos energúmenos prometiam que "amanhã há mais". E houve...

Perante a inacção de Luís Filipe Vieira, presente naquele Pavilhão, no momento ou sequer depois, as claques leoninas returquiram com faixas (quase) igualmente ofensivas, no dia seguinte, já no derby em Futebol.


Convenhamos, de um lado e de outro, este tipo de escritos não deviam sequer ser pensados, muito menos postos em prática. Porém, não me venham atestar da igualdade da situação; aludir a um assassinato público por parte de um adepto lampião a um Sportinguista não é, nem de perto nem de longe, o mesmo que aludir a mortes que em nada tiveram a ver com os adeptos leoninos. Não está em causa a diferenciação, per se, mas, antes, a falta de coluna vertebral que se constata em determinado tipo de pessoas, atribuindo as culpas inclusivé ao Sporting Clube de Portugal e, indirectamente, a Bruno de Carvalho, pela falta de segurança no Estádio José Alvalade.

Caiu (mais) um adepto Sportinguista ao fosso, é verdade, e essa é a única falha de segurança atribuível à organização interna do jogo. Porém, tudo o resto, incluindo os incidentes com tochas e petardos dizem respeito a falhas no planeamento ao jogo por parte da PSP que o admitiu, constatando que o planeamento foi insuficiente face às estimativas que tinham idealizado.


Dizerem-me que isto, acima demonstrado em vídeo, deriva de problemas na organização do Estádio José de Alvalade é absolutamente ridículo. Dizerem-me que o Sporting Clube de Portugal tinha obrigação de se demarcar e pedir desculpas pelas faixas exibidas pelos adeptos leoninos no derby de Futebol quando, no dia anterior e até à hora do jogo, ninguém de responsabilidade no SL Benfica o fez perante a faixa no derby de Futsal é, no mínimo, uma sem-vergonhice falaciosa com vista a toldar a opinião pública de um (deplorável) evento que em nada foi patrocinado pelo Clube de Alvalade. Ler o Comunicado da Associação de Adeptos Benfiquistas - vá, ainda assim fizeram melhor que a Direcção do Clube que os preside - e atentar naquela última frase, culpando Bruno de Carvalho de incendiar o pré, peri e pós-jogo, é absolutamente risível!

Já o contrário se torna difícil dizer, pois dos denominados "três grandes" a única das claques que não está registada como tal é uma claque patrocinada pelo SL Benfica. E todos sabemos da conveniência de tal claque não ser "oficial", esquivando o Clube de alguns potenciais problemas - como neste episódio em particular.

A cereja no topo do bolo veio da Fderação Portuguesa de Futebol, multando o Clube de Alvalade em quase o dobro que o rival da 2.ª Circular, multando os leões por arremesso de objectos perigosos e abstendo-se de acusar as águias do mesmo. Portanto, atirar tochas e petardos para o fosso/relvado é pior que fazê-lo na direcção de adeptos adversários. Sinto-me esclarecido.

Imagem surripiada ao A Norte de Alvalade
Não tenhamos receio de o dizer: O SL Benfica teve o que pediu. Resta saber, com total certeza, se propositadamente. Quando João Gabiel, Ministro da Propaganda Lampiã, atira, insensatamente, perante a relativa sensibilidade da situação, que «acabou o blackout, começou o folclore», deu o derradeiro sinal.oficial, de que a Direcção se revia nos acontecimentos. Quando muito, por omissão. O corte de relações, institucionais ou de qualquer outra ordem, tornava-se inevitável, e João Gabiel sabia-o antes de ter proferido tais declarações. O SL Benfica conseguiu alemjar o pretexto final, para depois poderem dizer que "quem cortou relações connosco foram eles", mesmo sabendo de antemão que foi o SL Benfica quem forçou a barra. E por que motivo o fizeram?!

É a pergunta para 1M €. Não se antevê nada de bom, visto o patrocínio repartido com o FC Porto a uma Liga que se auto-proclama defensora dos Fundos de Investimento Desportivo, sem consultar os Clubes, sustentada numa defesa assustadoramente coincidente com o discurso de Jorge Mendes. E não nos esqueçamos da centralização dos Direitos de Transmissão dos jogos.

Imaginemos Luís Filipe Vieira, João Gabriel, Jorge Nuno Pinto da Costa, Luís Duque e Jorge Mendes em vestes folclóricas. Afinal, o Carnaval está aí a chegar...
Partilhar:

3 comentários:

  1. em relação a este assunto,limito me a repetir o que escrevi no FB oficial do sporting antes e depois do aniversário do presidente do sporting,Bruno de Carvalho:"sr.presidente,nunca desista de lutar pela verdade desportiva,nunca desista de lutar pelo sporting e pelos seus adeptos..mas sobretudo sr.presidente BDC,afaste se totalmente dos dirigentes atuais dos orcs de carnide,pois essa raça não presta...por isso..distância.

    Anibal1906

    ResponderEliminar
  2. Tudo isto com a (habitual) complacência das entidades que podem punir e\ou evitar que isto se suceda.

    Em 2011 adeptos do Sporting atiraram petardos no estádio da luz e a policia carregou neles.
    Contra o clube do regime,o clube da comunicação social, o clube da policia, o clube dos "bons cargos na liga" não acontece nada.

    Aliás, até a sanção da liga foi inferior á do Sporting...

    ResponderEliminar
  3. Acostista11/2/15 23:55

    O meu ódio em relação às ameaças de assassinato de sábado passado e às tentativas do dia seguinte é suficiente para deixar aqui um rol de impropérios capaz de superar a inspiração de Benjamin Péret em "Os tomates enlatados".
    Limito-me a colocar esta questâo: Se TODOS os adeptos benfiquistas, meus amigos, condenaram imperativamente estas situações, porque é que não se conseguem fazer ouvir? Porque é que um clube com responsabilidades, como esse, permite que se assuma escandalosamente como clube de assassínos e malfeitores?
    É nestas e noutras que os Sportinguistas são diferentes e, por uma questão de princípios bem definidos, não hesitariam em provocar mais uma revolução - com os prejuízos inerentes - contra a própria direção se ela compactuasse tão gravemente com quem manchasse a reputação do maior clube português e dos mais importantes de toda a história do desporto mundial.

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!