Próximo Jogo

Próximo Jogo

10/06/2015

"Saída limpa"

Que sina, a de Augusto Inácio! Depois de ter saído do Sporting Clube de Portugal, após vencer Campeonato e Taça de Portugal, enquanto jogador, voltou para quebrar um jejum de 18 anos sem vencer o Campeonato, que conseguiu já enquanto Treinador... e voltou a sair (num vergonhoso episódio, que todos conhecemos).

Voltou novamente ao Clube do coração, há 2 anos, sob a égide da Direcção eleita de Bruno de Carvalho, para Director Desportivo, conseguindo quebrar um novo jejum. Desta feita, a conquista da Taça de Portugal, ao fim de 7 anos consecutivos sem que o Clube vencesse qualquer troféu nacional. E eis que, com a chegada de Jorge Jesus, se perspectivava uma nova saída de Alvalade...

Não se concretizou, felizmente para ele - diria eu. Com a reorganização da estrutura de Futebol do Sporting CP, forçada pela entrada do novo Treinador, Augusto Inácio irá agora desempenhar outros cargos, especificamente "prospecção, desenvolvimento e operacionalização de protocolos com Clubes estrangeiros" como assim denominou a Direcção (consultar Comunicado Oficial), e a que o ex-Director Desportivo anuiu.

A saída parecia inevitável, face às (ausentes) relações de qualquer ordem entre Augusto Inácio e Jorge Jesus, fruto de desavenças (típicas) entre Treinadores - no caso, quando o primeiro saiu do FC Felgueiras e entrou o segundo, já na longínqua época de 1996/97. E desde aí, nunca mais se falaram, apesar de, até à data, se considerarem amigos.

Recordemos um excerto de uma entrevista de Augusto Inácio, ao jornal Correio da Manhã, que data de 2012 (salvo erro, treinava o Moreirense FC, na altura):
CM: Por falar de possibilidade, na Segunda-feira vai cumprimentar Jorge Jesus?
AI: [risos] Vocês querem sempre festa... Mas não. É de todo impossível. O que esse senhor fez não merece o meu respeito.

CM: Vamos a factos…
AI: Estávamos em Fevereiro de 1997 e eu era o treinador do FC Felgueiras. Estávamos muito bem lançados para alcançar a subida de Divisão. Entretanto, recebi um convite do CS Marítimo. Falei com o Presidente da altura e ele disse-me que não deveria perder essa oportunidade.

CM: Foi substituído por Jesus...
AI: ... e poucos sabem como é que ele lá chegou. Enfim, isso são outras histórias. Quando chegou, a equipa estava a escassos pontos da subida. Ele [Jorge Jesus] perde com o SC Beira-Mar e Assoc. Académica de Coimbra e falha o objectivo. E sabe o que é que veio dizer para os jornais no final do jogo? Que se tivesse entrado mais cedo teriam subido facilmente. Passei-me da cabeça. Só podia estar a gozar comigo.

CM: E não falaram mais até hoje?
AI: Para quê? Sempre pensei que tivesse a decência de me dizer que as palavras tinham sido mal interpretadas ou algo do género. Mas não. Não falámos nem vamos falar. Passou-se muito tempo e não será agora que ele me irá abordar.

CM: Seria, de facto, hipocrisia cumprimentá-lo?
AI: Claro. É uma pessoa que não merece o meu respeito.

CM: Mas já foram amigos…
AI: Sim, fomos. Ele era o ‘Carinhas’ [alcunha dada a Jorge Jesus há mais de 20 anos] e sempre nos demos bem. Até àquele dia.
Não haveria, portanto, volta a dar. Assim sendo, julgava eu, a saída do Sporting Clube de Portugal era a única "solução" possível. Bruno de Carvalho e Augusto Inácio encontraram, porém, outra saída. Uma "saída limpa"?

É bom lembrar que o agora Presidente, Bruno de Carvalho, e o ex-jogador, Treinador e Director Desportivo, Augusto Inácio, foram/são cúmplices um do outro, desde antes do período eleitoral de 2011 (que perderam), que se manteve até ao período eleitoral de 2013 (que ganharam) e até aos dias de hoje. Com certeza, Bruno de Carvalho não se quis descartar, assim, de um dos seus porta-bandeiras de campanha. Por cumplicidade, amizade, respeito, gratidão - o que lhe quiserem chamar, reuniram-se e, vista a incompatibilidade irreversível entre Inácio e Jesus, concordaram que o afastamento do ex-Director Desportivo não teria necessariamente que significar a saída enquanto funcionário do Clube.

Não me parece nem bem nem mal mas, honestamente, parece-me justo! Goste eu ou não de Augusto Inácio, que essas são contas de outro rosário....
Partilhar:

7 comentários:

  1. Reconheço em Inácio o excelente defesa esquerdo que foi e, enquanto treinador, deu-nos a enorme alegria de podermos festejar um campeonato ao fim de 18 anos de jejum.

    Lado a lado com BdC, contribuiu também ele para a queda do "antigo regime" que tantas perdas causou ao SCP.

    Agora, no papel de director desportivo, teve as sua quota-parte de responsabilidade na conquista da Taça de Portugal após mais um longo período do SCP sem qualquer troféu.

    Por tudo isso, veria com maus olhos a sua saída do SCP por um qualquer mau relacionamento com Jesus.
    De todo o modo, não vislumbro grande relevo nas funções para que irá ser nomeado - desconhecendo até se já existia tal departamento no nosso clube ou se está a ser criado agora - mas permite que Inácio se mantenha na estrutura do futebol do SCP.
    O que, como se diz no post, é justo.

    ResponderEliminar
  2. 18 milhões de euros pesam muito infelizmente...
    Saudações Leoninas.

    ResponderEliminar
  3. Anónimo acima,

    Percebendo o que quis dizer, não é pelo dinheiro. É pela liderança do Treinador (que assim o terá exigido e, a meu ver, bem). E olhe que não são bem 18M €, é menos (embora não muito). Quem nos dera a nós gastar os tais 18M € com Jorge Jesus, porque seria sinal que ganharia tudo.

    Abraço!

    ResponderEliminar
  4. Concordo , e Bruno começa a aprender os truques da comunicação , o senhor Godinho ontem falava " usar e descartar as pessoas" , pequeno truque para criar a revolta interna e desconfiança de alguns dos apoios de BdC , logo mais do que justo parece-me inteligente esta saída limpa.

    ResponderEliminar
  5. o Inácio foi e será sempre uma pessoa da total confiança de BDC.travaram juntos 2 anos de batalhas intensas.

    Acho normal que Jorge Jesus queira ter ao lado dele alguem com quem se identifique mais,que neste caso pode muito bem ser o Manuel Fernandes.

    Por outro lado,também considero normal que ao nivel das Relações Internacionais,BDC queira ter também alguem da sua inteira confiança.Inácio pode muito bem ser essa pessoa.afinal,o Sporting é um clube em plena expansão internacional e BDC não pode estar em todo o lado.é esta a leitura que faço desta situação.

    Anibal777

    ResponderEliminar
  6. É de facto uma saída "muito limpa"...
    Coitado do Inácio, esse grande sportinguista tão injustiçado. Só é pena é que tenhas parado a transcrição e não tenhas colocado esta parte :
    - Admite treinar o Benfica ou o FC Porto?
    - Não vejo qualquer problema. Colocaram-me um rótulo de sportinguista ...

    - Da Luz para o outro lado da Segunda Circular. Como olha para a crise do ‘seu’ Sporting?
    - Do meu...? [risos] Agora já não é meu. Aliás, nunca foi.

    Ler mais em: http://www.cmjornal.xl.pt/desporto/detalhe/jorge-jesus-nao-merece-o-meu-respeito.html

    ResponderEliminar
  7. Anónimo acima,

    Transcrevi o que interessa, que era relativo à relação entre Jorge Jesus e Augusto Inácio - afinal, o tema do post! Percebeu ou quer um desenho? Quanto a Augusto Inácio, como Sportinguista, para mim vale pouco (não obstante os títulos que nos trouxe).

    A minha opinião dele é exactamente a mesma que a sua, senão muito próxima. E fiz questão já de o escrever mais que muitas vezes. Se o caro anónimo não as leu, não tenho culpa...

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!