Próximo Jogo

Próximo Jogo

13/08/2015

Wallyson parte l: o Incompreendido ?

Desde que vi Wallyson na sua primeira época no Sporting Clube de Portugal, no 2º ano de júnior, mostrou-me sinais de que estava ali um "poço de ouro". Jogava mais adiantado no terreno do que agora, assumindo a posição "10" ou as alas ofensivas. Mas já aí demonstrava qualidades técnicas, sobretudo no passe, bom na condução de bola e com excelente percepção sobre o que é o jogo.
Facilmente acabou por ganhar o lugar na equipa titular e terminou a época com 37 jogos e 4 golos.
Para além disso, na reta final do campeonato já era noticiado o interesse do FC Barcelona no jogador de origem germânica.

Não está ao alcance de todos, chegar apenas tendo como estímulo competitivo os regionais brasileiros ou treinos à experiência em clubes de elite europeia - casos de Manchester City FC e  FC Basel 1893- e agarrar o lugar numa das melhores academias do Mundo.
Ainda para mais numa das melhores fornadas de jogadores que saiu nos últimos 20 anos - a de 1994-, que apesar de ter alguns elementos já a jogar na equipa B, continuava a ter também vários talentos na equipa júnior, por exemplo Iuri Medeiros.


Esta atitude de chegar, ver e vencer convenceu os responsáveis do Sporting a manter o jogador nos seus quadros e aceitar valorizar o ativo do empresário que detinha a maioria do seu passe.
Como sabemos, Bruno de Carvalho não procura ter muitas relações com empresários, só daí percebemos a confiança depositada no jogador fruto da sua afirmação imediata.

No seu 1º ano como sénior, aos poucos conquistou o seu espaço a jogar como médio-ofensivo e também como médio de transição.
Não se deu nada mal na posição nova, onde fez sobressair a sua amplitude na ocupação dos espaços e a agressividade sem bola.
Passou também a contribuir com bola num maior número de fases do jogo, e assim acabou por ser ainda mais destacado o seu fantástico pé-esquerdo, capaz de entregar sempre jogável.
Nesta nova posição ganhou também uma maior objectividade, decidindo sempre em prol do coletivo e a procurar descobrir soluções para o seu beneficio.
Tornou-se provavelmente o melhor jogador da equipa secundária nesse ano e viu recompensado o seu trabalho por Leonardo Jardim, que o convocou para 2 jogos da equipa A.



E mais uma vez, Wally convenceu e fez o Sporting Clube de Portugal comprar os 70% do passe por um valor de 350 mil euros.
Seguiu-se um inicio de época atribulado da equipa B, mas Wallyson não parecia afectado.
Imprescindível na manobra da equipa, ganhou ainda maior destaque com a entrada de João de Deus que lhe colocou a jogar como médio de cobertura.
Mesmo aí, novamente Wallyson não vacilou e mostrou que nas várias zonas do terreno é capaz de as cumprir com qualidade.
Defensivamente, mostrou racionalidade no posicionamento, capaz de se ajustar à linha mais recuada decorrente das situações e de dar os equilíbrios necessários nas transições.
Com 40 jogos em 42 possíveis, foi o jogador mais utilizado da equipa e teve como prémio uma suposta subida de etapa.


Com apenas 21 anos, revela uma maturidade no seu jogo já muito elevada.

Destaca-se cada vez mais pelo critério com que joga sempre que tem a posse. Raramente perde uma bola. Pressionado ou não joga sempre positivo. Ajuda sempre a equipa a construir com qualidade na organização ofensiva ou a sair para transição. Para além das mais valias técnicas é excelente na tomada de decisão, pelo que não encontra dificuldades em transpor no relvado aquilo que perpetua no cérebro.


Por estas razões, continuo sem perceber o porquê de não ser aposta na equipa A e darei a minha opinião sobre o empréstimo ao OGC Nice, no próximo post.

Consideram ser um jogador com o rotulo de qualidade que lhe coloco ? Acreditam que devia ter mais atenção por parte de Jorge Jesus ?
Acham que é inferior a jogadores como Adrien ou André Martins ?
Quais as vossas expetativas em relação ao jogador ?

Partilhar:

8 comentários:

  1. Potencialmente o melhor médio do Sporting , o mais completo.

    Tinha tudo para ser um dos prediletos de Jesus , e eu não esperava isto.

    Das duas uma.

    Se impõe a sua qualidade no Nice , será comprado para revender a outro clube que dê conta da sua qualidade , caso não tenha essa destaque no Nice dificilmente calça no Sporting.

    É uma decisão triste na minha opinião , mas mostra que Jesus não quer o jogador.

    ResponderEliminar
  2. É como disse no outro post, vejo o como uma junção de Adrien e João Mário. No 1o a sua entrega, agressividade e o gosto em progredir com bola. No 2o a capacidade de ler o jogo. Bom de passe longo, veloz e com capacidade de descair para as alas. Via o como o 3o elemento bastante mais produtor que os outros 2 titulares e candidato à 2o ou 1o elemento assim que um dos 2 1os saísse. Infelizmente André Martins tem limitações que não o tornam um jogador para As aspirações do Sporting.
    SL

    ResponderEliminar
  3. elpipiRomagnoli13/8/15 15:50

    O JJ sabe com certeza o que está a fazer! Como ele diz sempre: "Comigo jogam os melhores!" Se na óptica do treinador o Wallyson ainda não está preparado, o empréstimo talvez seja a melhor solução. Mas isso, claro, só saberemos no final da presente época. Pessoalmente gosto muito do Wallyson, parece-me mais um "8" ou mesmo um "10", do que propriamente um "6". Só o futuro nos dirá, se o Wallyson confirmará toda esta expectativa criada à volta dele. No futebol não há 'ses', ou é ou não é! Outra coisa, caso a qualidade deste jogador se confirme no Nice, acho que a cláusula de 15M seja algo difícil de ser batida pelo mesmo. Mas como vai jogar na Ligue 1, uma excelente montra sem dúvida, temo que outros clubes com maior poder financeiro se interessem nele. SL

    ResponderEliminar
  4. Eu acho que este empréstimo faz sentido porque o jogador se continuasse no Sporting nao ia jogar, porque estava tapado por João Mário e Adrien e por isso não ia jogar, agora com o empréstimo acredito que voltará na próxima época porque não acredito que o Nice tenha capacidade para contratar o jogador

    ResponderEliminar
  5. Acredito que o JJ pensa que ele precisa crescer e mostrar-se numa liga competitiva para agarrar um lugar no proximo ano nos titulares do Sporting. De facto, este ano ele está tapado pelo Adrien, João Mario (provaveis titulares para a posição 8) e ainda tem o André Martins (que mesmo limitado leva mais experiencia em alta competição) e Aquilani...

    Devo dizer que acho perigoso a opção de compra por 15 milhoes de euros. Um negócio envolvendo um terceiro clube é bem possivel...

    ResponderEliminar
  6. O JJ não conta com ele por isso é uma boa opção, pode-se especular se ele não valera mais no fim da época mas aí tb há que se dar crédito ao Nice pelo trabalho feito com o jogador, mas por agora 15M é o valor correto

    ResponderEliminar
  7. Fiquei angustiado perante esta decisão, não o empréstimo ao Nice que considero adequado, mas a perigosa porta aberta dos 15M. Sou suspeito porque há 2 anos que digo que Wallyson seria de top europeu. Olhando para Wallyson reparo que aos 21 anos já deveria ter ganho o "cabedal" que lhe iria dar o arcaboiço adequado para poder explanar as suas ímpares condições técnicas e táticas. Acredito que será essa a razão da dispensa de JJ para crescer, apesar de ter saído a noticia de que estaria já a fazer esse trabalho fisico. 15M serão pouco em caso de explosão para tubarões, não para o Nice. A faceta de JJ de preferir o imeditiatismo de Adrien e Aquilani ao algum trabalho que daria Wallyson, faz-me discordar do grande JJ.
    SL
    Miguelito75

    ResponderEliminar
  8. Com JJ há títulos mas não há aposta na formação. Simples

    ResponderEliminar

O SVPN reserva-se ao direito de moderar sem aviso prévio, qualquer comentário abusivo/ofensivo ou insultuoso.

Qualquer comentário desenquadrado com o tema do post não será aprovado.

Para facilitar a discussão, agradecemos que assinem os comentários - quem não tem conta pode seleccionar o campo Nome/URL (o URL pode ser deixado em branco), onde podem assinar o vosso nome ou um qualquer nickname à vossa escolha!